Embraer e Saab vão explorar juntas vendas do Gripen NG

A Embraer e a empresa sueca Saab vão explorar conjuntamente as oportunidades de vendas globais do caça Gripen NG, que será produzido no Brasil para a Força Aérea Brasileira (FAB). O vice-presidente de parcerias industriais da divisão aeronáutica da Saab, Jan Germudsson, disse que a empresa vislumbra um mercado potencial para a venda de três mil caças nos próximos 20 anos.

“Nosso objetivo é capturar entre 10% e 15% desse volume, algo em torno de 300 a 400 aeronaves”, disse o executivo durante entrevista na fábrica onde é produzido o Gripen, em Lindköping. A ideia da Saab, segundo ele, é que a Embraer participe junto com a companhia dessas vendas, estimadas em mais de US$ 30 bilhões.

A Embraer e a Saab já assinaram um memorando de entendimento que atesta a posição de liderança da fabricante brasileira no programa de desenvolvimento do caça. A participação da Embraer envolve a coordenação das atividades de produção e entrega das versões monoposto e biposto (dois lugares) do caça, assim como desenvolvimento de sistemas, integração, testes em voo, montagem final e entregas.

As duas empresas também negociam a formação de uma parceria estratégica para a promoção das vendas do Gripen NG no mercado global.

Virgínia Silveira

Fonte: Valor

 

 

18 Comentários

  1. Eu acredito que vai dar certo ! Primeiro a Argentina, depois o Uruguai…O Peru precisará renovar sua frota em breve, já estão cotando MiG-35 mas nada certo ainda… Eles não são alinhados com os EUA, ou seja, o lobby do Tio Sam não vai pegar, então pode ser que consigamos arrastar mais essa fatia do bolo.

      • Warpath, você levantou a bola e eu vou cortar. A Inglaterra já está sabendo da patralha bolivario-atabaquiana e já vai se mexer visto que muitos subsistemas do avião são por ela fabricados. E cabe lembrar que o Radar é da filial inglesa da SELEX

      • Warpath, nós não temos pressa, quanto mais tiver que mexer na configuração do caça, melhor para nós, mais experiencia, mais integração com sistemas de outros fabricantes, ou seja, mais aprendizado, e tudo isso irá se reverter em uma vantagem para quando a EMBRAER começar a desenvolver um caça 100% nacional já estará apta a montar o quebra cabeças.

        Entenda uma coisa: Se a FAB, a EMBRAER e a SAAB decidirem que vão vender o Gripen para a FAA ninguém poderá impedir.

        E tem mais uma, o Brasil está comprando sistemas de radar Artisam 3D e mísseis Sea ceptor ingleses para as Barroso Mod. e pode ser que a type 26 seja a escolhida no PROSUPER. Tudo isso custa muitos milhões de dólares e frente a essa encomenda o Brasil pode também barganhar com a Inglaterra que não faça tantas objeções quanto ao Gripen para a Argentina.

      • Salve Topol!

        Entendo seus argumentos mas lembre-se: a Inglaterra tem grandes interesses nas Malvinas e mesmo durante a era Menem, a mesma monitorou de perto o tímido reaparelhamento da FAA.

        Acredito que toda sorte de assédio (principalmente comercial) será aplicado pelos ingleses. Duvido até que os chineses consigam vender seus FTC-2000 (sem componentes ocidentais), considerando a concorrência Indiana nas manufaturas de produtos para mercado inglês. E no mais, francamente não vejo a menor boa vontade da cúpula da FAA e do governo Argentino em resolver a questão da obsolescência de material de voo (se assim fosse, para fins de economia e otimização de material, já teriam reformulado a estrutura das ‘forças aéreas argentinas’, que se distribuem em aviação naval, aviação da prefeitura naval, aviação da gendarmeria, aviação do exército e força aérea).

        Vejo para a Argentina apenas duas saídas:
        ou eles fabricam um caça no país (o que é impossível por questões financeiras e técnicas) ou desmontam seus aviões, limpam e desentortam as peças para montá-los novamente.

        Sds.

      • Que sono gostoso, deve ter tomado uns 10 rifotris,kkkkkkkk, blogueiros navegantes de otimo PB ,vejam o estrago existencial que causa a ideologia que cultiva inveja,kkkkkkkk, este cara deve ser muito diverido , suas piadas e devaneios rivalizam com as perolas de limitado peh de cao ,kkkkkkk

      • Já percebi qual é a sua cara! Seu complexo de inferioridade faz com que você não seja capaz de enxergar nos outros nada a mais do que a fraqueza e o vazio que você carrega em si mesmo.
        Por favor não dirija a palavra a mim e faça um favor a todos colegas leitores, guarde para você os seus presságios pessimistas dignos de profundo desprezo e desconsideração.

  2. Não da nem pra imaginar a EMBRAER hj na mão desse desgoverno… estaria falida e construindo aviões agrícolas e olha lá… rsrsr

  3. Os potenciais clientes do Gripen E/F são países que operam o F-5 e alguns países que operam antigas versões do F-16 e Mig-29 que não querem gastar os tubos em aeronaves mais caras.
    O Gripen tem um bom potencial de vendas e tomara que seja um sucesso.

  4. Torço por isso, e espero q o BRASIL ao adquirir expertise n setor construa o xeu caça p vender aos Hermanos e p n próprio uso, dentro das condições do país, mach 2,5, apto a travessar o país saindo do RG até o AM se reabastecimento . Um caça extrema/ veloz, alta/ manobravel e 5G..e p ontem..Sds. 😉

  5. Depois do produto pronto e acabado, sendo reconhecidas suas capacidades e pitencialidades confirmadas, pode se tornar um competidor de bastantee sucesso, já que atenderá as necessidades de muitos países que compartilham conosco o interesse por qualidade com preço possivel. Torço que condigam esse binomio, qualidade e preço baixo. De qualquer maneira é um parceiro que vem de um país que não nos deverá causar problemas, nem nis obrigar a seguir suas diretrizes geopoliticas.

  6. Depois do produto pronto e acabado, sendo reconhecidas suas capacidades e potencialidades confirmadas, pode se tornar um competidor de bastante sucesso, já que atenderá as necessidades de muitos países que compartilham conosco o interesse por qualidade com preço possivel. Torço que consigam esse binomio, qualidade e preço baixo. De qualquer maneira é um parceiro que vem de um país que não nos deverá causar problemas, nem nos obrigar a seguir suas diretrizes geopoliticas.

    • Sempre achando,sempre sonhando,sempre enganando e sendo enganado, este vetor excelente nao trarah vendas significativas a industria nacional ,os ganhos com as tots serao utilizados na quase sua totalidade ,pela industria civil, alem disso ,se alguem se interessar por este vetor ,terah que negociar com o titular e com seus parceiros de primeira grandesa (EUA ,INGLATERRA ),mas zumbis preferem acreditar que a compra de 36 caças coloca o brasil como um socio importante do projeto,kkkkkk ,como sao otarios , vc vai desencarnar sem ver esta independencia ocorrer,kkkkkk,seu pais vai ser trucidado por viciadinhos e ladroes bem antes disso !

      • Modera sua língua de víbora, sáurio de pequeno encéfalo, suas provocações pueris são demonstrações inequívocas de sua vocação para aparecer sem qualquer responsabilidade com o que por aqui se chama brasilidade.
        Você é apenas uma figura ridícula e risível que deve estar aqui no país prestando algum serviço ao humor negro e ao prazer de soprar o saco alheio.

      • Deixe de boiolagem ,seu mal eh bancar o diabo ,espalhando desinformaçoes e calunias , vc sabe que estou certo , sei que admitir isto pode custar seu salario pago pelos cumunistas ,kkkkkkk

      • A unica certeza que tenho, Saurio de minusculo encefalo, é que vocé está errado. Todas as suas participações são movidas por frustrações e inveja, pela natureza sido generosa com você, e não ter te feito um homem, mas apenas um lagarto sobrevivente. Mas cuidado, se não aprender nada com a humanidade, seguirá o fim tragico de seus parentes paleozoicos. Kkkkkkk.

  7. Esta é uma das opções de radar para o Gripen E/F o Selex Raven com componentes britânicos. O radar é bom mas ficamos condicionados aos humores da Rainha e aos humores do tio san no caso do motor que ao meu ver é a peça mais crítica para qual não há substituição sem ter que alterar radicalmente o desenho.Iremos demorar décadas até desenvolvermos cada item que compõem uma aeronave e essa parceria com a Suécia pode nos ajudar a pular várias etapas mas não todas.
    How Do They Do It? – Radar:
    http://youtu.be/k1lGA88V75U

Comentários não permitidos.