Defesa & Geopolítica

Gripen NG na FAB: “Sem dúvida, foi a melhor coisa que aconteceu para o Brasil, para a Força Aérea”

Posted by

 i1410213371255745

“Sem dúvida, foi a melhor coisa que aconteceu para o Brasil, para a Força Aérea”

Força Aérea Brasileira (FAB), 02/10/2014

Com essa frase, o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Juniti Saito, resumiu a importância da aquisição dos caças Gripen NG para a Força Aérea Brasileira (FAB). A declaração foi feita nesta quarta-feira (01/10) durante o encontro com as “Velhas Águias”, que reuniu cerca de 150 oficiais reformados e da reserva no Clube da Aeronáutica de Brasília para tratar das novidades da FAB.

“Essa reunião foi maravilhosa, ainda mais para quem está na inatividade poder saber o progresso que está acontecendo”, disse o Major-Brigadeiro Silas Rodrigues, que foi para a reserva em 1982. “A gente se atualiza do que está acontecendo. Estar informado é sempre muito importante”, completou o Coronel Brival Bello Souza, na reserva desde 1991. Encontros com militares da reserva fazem parte da agenda de outubro do Comandante da Aeronáutica como parte das comemorações do “Mês da Asa”.

Na palestra de ontem, o Tenente-Brigadeiro Saito recebeu o agradecimento do Tenente-Brigadeiro Lélio Viana Lobo, Ministro da Aeronáutica nos anos 90.

Renovação

De acordo com o Tenente-Brigadeiro Saito, a aquisição dos 36 caças Gripen NG será um marco para a FAB e o objetivo é futuramente adquirir mais unidades para substituir os caças A-1 e F-5. As novas aeronaves chegarão ao Brasil para ocupar o lugar dos Mirage 2000, aposentados em dezembro de 2013.

A palestra também abordou o KC-390, aeronave que será apresentada oficialmente ainda este mês pela Embraer e com primeiro voo planejado para 2014. Foram ainda esclarecidos detalhes sobre o recebimento de novas aeronaves, como as três unidades adicionais do SC-105 Amazonas, os helicópteros H-36 e as Aeronave Remotamente Pilotadas Hermes 450 e Hermes 900.

O apoio ao desenvolvimento da indústria brasileira foi um ponto de destaque. “Isso vem desde a criação da Aeronáutica”, afirmou o Brigadeiro Saito. Em sua apresentação, disse que a Embraer já entregou, até hoje, mais de 600 aeronaves para a FAB. Há ainda a participação de dezenas de empresas em projetos como o desenvolvimento do Link BR2 e dos mísseis MAA-1B, A-Darter e MAR-1. O Comandante da Aeronáutica ressaltou ainda que já estão totalmente integrados à frota os mísseis Python 4 e Derby, além do Litening, equipamento para designação de alvos.

A palestra de duas horas de duração também abordou temas como gestão de recursos, política de pessoal, unidades de saúde e tráfego aéreo. O Brigadeiro Saito lembrou de projetos do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), como o novo software utilizado por controladores de tráfego e a implantação de novos procedimentos de voo.

Fonte: Força Aérea Brasileira (FAB)

12 Comments

shared on wplocker.com