Defesa & Geopolítica

Tem início testes do novo Mi-171A “2”

Posted by

A companhia Vertolioty Rossii (Helicópteros da Rússia) iniciou, juntamente com o consórcio Tecnologias Radioeletrônicas (KRET), os testes do helicóptero Mi-171A2, fabricado com base na Fábrica de Helicópteros Mil de Moscou.

O aparelho está equipado com um novo sistema de navegação, o que lhe permite voar em segurança a qualquer hora do dia ou da noite, inclusive com condições meteorológicas adversas. Os trabalhos para fabricação do novo helicóptero entraram em sua fase final. Essa aeronave deverá dar seguimento ao êxito comercial da família de helicópteros Mi-8/17.

Os largamente conhecidos Mi-8 já são explorados com sucesso há quase meio século, tanto pela aviação civil, como pelas forças armadas de dezenas de países. Eles continuam ocupando posições de liderança do mercado graças à combinação de boas condições de preço com uma eficiência na sua utilização para o transporte, refere o editor principal da revista Vzlet (Decolagem) Andrei Fomin:

“É evidente que o tempo deixa sua marca e num contexto de novos desafios, lançados pela concorrência estrangeira, é necessária uma modernização que tanto abrange as características estruturais, como a unidade propulsora e os equipamentos de bordo. A versão Mi-171A2 representa uma tentativa de dar um novo fôlego ao bom velho Mi-8. Entretanto, essa modernização é feita em várias direções”.

As modificações abrangem a unidade propulsora e o sistema de sustentação. Os motores são novos, são mais econômicos e mais potentes. No novo sistema de sustentação o rotor principal é fabricado de materiais compósitos. Isso aumenta consideravelmente sua fiabilidade e seu tempo de vida útil. O novo conjunto de equipamentos permite facilitar as técnicas de pilotagem e executar uma grande quantidade de novos regimes de navegação e de voo. Entretanto, a tripulação foi reduzida de três para duas pessoas, refere Andrei Fomin:

“Tudo isso em conjunto: a estrutura modernizada, a nova unidade propulsora e o novo sistema de sustentação, permitiu melhorar as características de voo do helicóptero, aumentando sua velocidade máxima e de cruzeiro e melhorando seu desempenho em altitude”.

Assim, apesar de sua grande semelhança aparente com o Mi-8, o Mi-17 e o seu antecessor imediato, o Mi-171A1, este aparelho foi modernizado significativamente. As melhorias introduzidas e as características aprimoradas deverão proporcionar ao helicóptero Mi-171A2 boas perspectivas de mercado, mesmo num contexto de surgimento no Ocidente de aeronaves análogas de projetos mais recentes, refere Andrei Fomin:

“Com base no Mi-171, no Brasil foi certificado o Mi-171A1 depois de cumpridas as exigências das autoridades aeronáuticas brasileiras. No Brasil ele é utilizado pela companhia petrolífera local no cumprimento de um amplo conjunto de tarefas relacionadas com o patrulhamento, o transporte de brigadas de trabalho e de cargas. O A2 será o passo seguinte”.

Este é um helicóptero comercial que responde às exigências atuais mais rigorosas da aviação civil. Na opinião dos peritos, ele irá dispor de capacidades acrescidas para trabalhar em condições de alta montanha e em climas quentes, quando comparado com o Mi-17. A esmagadora maioria dos componentes do novo aparelho serão fabricados por empresas russas, nomeadamente o conjunto de equipamentos de bordo será do consórcio KRET e os motores da companhia Klimov de São Petersburgo. A produção em série do Mi-171A2 está planejada para ser realizada na fábrica de Ulan-Ude, depois de sua certificação em 2015. Até essa altura, provavelmente a companhia Klimov já terá começado a fabricação em série dos motores.

 

Fonte: Voz da Rússia

3 Comments

shared on wplocker.com