Defesa & Geopolítica

Operação UNITAS XXXI (1990): “CT Alagoas (D 36) em‘Form UNO’ (formação em coluna)”

Posted by

A021-f16

Navio: Contratorpedeiro (CT) Classe Allen M. Sumner – FRAM II

Apelido: “Bucaneiro”

Lema: “Nosso barco, nossa alma”

Foto: Operação UNITAS XXXI, 1990.

No ano de 1990, o CT Alagoas conquistou o Troféu de Eficiência – Echo – “E” referente ao ano de 1990 e os Prêmios de melhores Departamentos de Operações e Maquinas da Força de Contratorpedeiros (ForCT). Esse foi o sexto “Echo”, recebido pelo alagoas desde sua incorporação.

Histórico do Navio:

O Contratorpedeiro Alagoas – D 36, ex-USS Buck – DD 761, foi o quarto navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil em homenagem ao Estado de Alagoas. O Alagoas foi construído pelo estaleiro Bethlehem Steel Shipyard Co., em San Francisco, Califórnia. Foi transferido e incorporado a Marinha do Brasil, sendo submetido a Mostra de Armamento em 16 de julho de 1973, junto com o CT Sergipe – D 35 em cerimônia presidida pelo Adido Naval em Washington, Contra-Almirante Labarthe, realizada na Base Naval de San Diego (Califórnia), em cumprimento ao Aviso do MM n.º 589 de 29/06/1973, assinado pelo Almirante-de-Esquadra Adalberto de Barros Nunes, Ministro da Marinha.

Datas Históricas:

United States Navy (USN):

Batimento de Quilha: 1º de fevereiro de 1944
Lançamento: 11 de março de 1945
Incorporação (USN): 28 de junho de 1946
Baixa (USN): 15 de julho de 1973

Marinha do Brasil (MB)

Incorporação (MB): 16 de julho de 1973

Baixa (MB): 30 de junho de 1995

Características de Projeto:

Deslocamento: 2.341 ton (padrão), 3.225 ton (carregado).
Dimensões: 114.6 m de comprimento, 12.2 m de boca e 5.5 m de calado maximo (hélices).
Propulsão: 4 caldeiras Babcock & Wilcox de 615 lbs/cm2 a 850º F; 2 turbinas a vapor G.E., gerando 60.000 shp, acoplados a dois eixos e dois hélices.

Combustível: 139.335 galões de Óleo Combustível e 7785 galões de diesel (JP-5).

Eletricidade: dois turbo-geradores Westinghouse 450VAC / 500kW – 120VDC / 50kW; dois motores Diesel-geradores General Motors modelo 3-268A /General Eletric de 450VAC / 100kW.

Velocidade: máxima de 33 nós, velocidade máxima mantida de 32 nós e de cruzeiro de 12.5 nós.

Raio de ação: 4.245 milhas náuticas a 12.5 nós.
Armamento: 6 canhões de 5 pol. (127 mm/38 cal) em três torres Mk-12 mod.1 duplas; 2 lançadores de bomba granada A/S (LBG) Mk 10 mod.1 e 2 lançadores triplos Mk 32 mod.5 de torpedos A/S de 324mm (Mk-44 ou Mk-46).

Sensores: 1 radar de vigilância aérea tipo AN/SPS-40; 1 radar de vigilância de superfície AN/SPS-10B; IFF Mk-10; agulha giroscópica Sperry Mk-11 mod.6, LORAN AN/UPN-12B, odômetro de fundo, 1 ecobatimetro AN/UQN-11D, 1 radar de direção de tiro Mk-25 mod.3, acoplado ao sistema de direção de tiro Mk-37 mod.109 integrado ao sistema de designação de alvos Mk-5; MAGE AN/WLR 1C e WLR 3A e um sonar de casco AN/SQS-45V integrado ao sistema de direção de tiro A/S Mk-105 mod.32.

Aeronaves: 1 helicóptero Westland UH-2 Wasp.

Código Internacional de Chamada: PWAL (PXAL)

Tripulação: 287 homens, sendo 17 oficiais e 270 praças.

One Comment

shared on wplocker.com