Defesa & Geopolítica

Míssil BVR Marlin se aproxima primeiro teste

Posted by

Marlin-nears-first-test-_AAD143_Tradução e adaptação: E.M.Pinto

A empresa Sul Africana Denel Dynamics espera realizar o primeiro teste de voo de seu mais novo míssil ar-ar BVR guiado por radar Marlin no início do próximo ano. O primeiro lançamento será realizado a partir do solo no centro de testes Overberg Teste Range, e será um teste balístico para verificar os sistemas básicos de voo do míssil de 100 km de alcance efetivo.

Testes balísticos bem sucedidos devem levar a testes programados, nos quais os sistemas de orientação e controle de vôo à meio curso do míssil são usados ​​para controlar a rota de vôo do míssil. A fase final de testes será em circuito fechadode  testes totalmente guiados, com o míssil proporcionando entradas de controle para a seção de orientação. Nesse meio tempo, a Denel Dynamics realizará testes em solo e teste em ar da última versão do buscador.

O que hoje é conhecido como Marlin foi um projeto da Denel Dynamics para desenvolver um míssil guiado por radar ativo à cerca de 10 anos. O míssil tem evoluído na capacidade de satisfazer as necessidades de sistemas de defesa baseados em terra, mar e ar. Seu projeto foi cuidadosamente elaborado para atender às exigências de lançamentos  a partir da superfície e do ar. Emprega um grau de modularidade que permite incorporar elementos dos programas bem sucedidos A-Darter e Umkhonto, tais como a tecnologia do motor e da espoleta. O míssil invoca o mesmo motor para todas as suas aplicações, eliminando a necessidade de desenvolvimentos paralelos.

Durante o desenvolvimento da arma, o buscador tem sofrido uma evolução para ter em conta os avanços tecnológicos. Por exemplo, as funções originais de cinco cartões de processamento de sinais digitais foram compactados para caber em um cartão, por sua vez, a libertação de capacidade significativa processamento adicional.

Isto permitiu que o míssil seja capaz de rastrear simultâneamente multi-alvos. Outras vantagens são a possibilidade de quatro canais a serem processados ​​em paralelo, em vez de sequencialmente. Um resultado operacional é o aumento do desempenho eletrônico de contra-contramedidas, o míssil passa a ser capaz de discriminar iscas e satauração do ambiente dos alvos verdadeiros.

O Marlin é desenvolvido pela Denel Dynamics como um programa de demonstração de tecnologia para o Departamento de Defesa / contrato Armscor. Foi revelado na feira militar LAAD, no Rio de Janeiro, no ano passado,  O Brasil possui interese e manifestou tal posição para atuar como parceiro no desenvolvimento  co-produtor do míssil, sendo cortejado como parceiro provável.

O Brasil já é um parceiro na desenvolvimento do míssil WVR de guiamento por infravermelho  A-Darter e espera-se estender essa parceria para Marlin e outros projetos.

O A-Darter já está integrado nos caça Saab Gripen daÁfrica do Sul e foi selecionado pelo Brasil. A produção está prevista para começar no próximo ano e a arma deverá entrar no serviço ativo em 2016, a integração do míssil também é prevista para o treinador Hawk da SAAF, cujo programa de integração está atualmente em andamento.

Fonte:IHS Jane´s

10 Comments

shared on wplocker.com