Defesa & Geopolítica

Euronaval 2014: EMGEPRON exibirá projeto de novo navio da MB OPV- (Offshore Patrol Vessel)

Posted by

Nova embarcação identificada como Navio-Patrulha Oceânico BRasil (NaPaOc-BR), ou BR-OPV

Ivan Plavetz

De acordo com o portal de noticias Jane’s Defence Weekly, a estatal brasileira EMGEPRON (Empresa Gerencial de Projetos Navais) exibirá durante a próxima Mostra Internacional Euronaval 2014, evento que acontecerá entre os dias 27 e 31 de outubro na França, alguns detalhes do desenvolvimento de um novo navio de patrulha oceânica (OPV- Offshore Patrol Vessel). O projeto está sendo definido pelo Centro de Projeto de Navios da Marinha do Brasil (CPN).

A nova embarcação, identificada como Navio-Patrulha Oceânico BRasil (NaPaOc-BR), ou BR-OPV, é planejada para executar tarefas de vigilância marítima na chamada Zona Econômica Exclusiva (ZEE), incluindo proteção às plataformas de recursos offshore, combate à atividades ilícitas praticadas no mar, apoio ao tráfego marítimo e suporte às operações de busca e salvamento.

Entre as características divulgadas, consta o peso de deslocamento ao redor de 2 mil toneladas e capacidade de acomodar tripulação de 125 pessoas. O comprimento das embarcações será de 103.4 metros, com 11.4 metros de largura e 3.95 metros de calado máximo. O BR-OPV será capaz de navegar a velocidade máxima de 25 nós e alcançar distâncias de 4 mil milhas náuticas deslocando-se em velocidade constante de 12 nós. O navio poderá permanecer no mar durante 30 dias sem interrupção.

O sistema de propulsão será do tipo CODAD (combinação diesel e diesel), que associa dois motores diesel com um par de hélices acionadas por uma única caixa de transmissão. Revelando algumas características “stealth” no seu conceito de design, a única chaminé do BR-OPV foi posicionada no centro da superestrutura, atrás do mastro principal. O desenho do casco também apresenta dois estabilizadores posicionados na parte traseira do mesmo e abaixo da linha d’água.

O BR-OPV terá capacidade de transportar botes infláveis de casco rígido (RHIB) e será dotado de um deck de voo conjugado, com um hangar dimensionado para acomodar um helicóptero com tamanho entre pequeno e médio.

Em termos de suíte de sensores, o novo navio integrara sistemas eletro-ópticos giroestabilizados de observação e direção de fogo, comunicações, guerra eletrônica, navegação e de comando e controle. Adicionalmente, está prevista a integração de canhões d’agua e radares com modos de busca de superfície, aéreo e navegação.

O conjunto de armamentos será composto por uma torre móvel central para canhão de médio calibre e dois canhões de 20 mm montados nas laterais. Como canhão principal, o BR-OPV poderá ser armado com canhões de 40, 57 ou 76 mm. A ENGEPRON está realizando estudos para definir uma configuração padrão do conjunto de armamentos, entretanto, o projeto permitirá a integração de uma variada gama de combinações.

A Marinha do Brasil possui atualmente em sua frota três OPVs da classe Amazonas adquiridos de acordo com contrato firmado com a BAE Systems em dezembro de 2011, e comissionadas entre junho de 2012 e dezembro de 2013. Trata-se do Amazonas (P120), Apa (P121) e Araguari (P122). O negócio incluiu a licença de fabricação com vistas a permitir que outros exemplares do mesmo projeto sejam construídos no Brasil.

Como parte do Programa de Obtenção de Meios de Superfície (PROSUPER), a Diretoria de Gestão de Programas Estratégicos da Marinha (DGePM) está planejando a construção local de cinco OPVs de 1.800 toneladas.

Os requerimentos desse programa estão sendo submetidos às seguintes corporações: BAE Systems, Daewoo Shipbuilding & Marine, Damen Schelde Naval Shipbuilding, DCNS, Fincantieri, Navantia e  ThyssenKrupp Marine Systems. Apesar de possuir licença para construir os cascos dos OPVs da classe Amazonas, ainda não há definição se essa fórmula será empregada para atender os requisitos dos futuros OPVs.

Além disso, há possibilidades para que mais sete OPVs sejam requisitados pela Marinha.

Fonte: Tecnologia & Defesa

3 Comments

shared on wplocker.com