Defesa & Geopolítica

Porque a China precisa desenvolver um bombardeiro nuclear de longo alcance?

Posted by
H-6K with CJ-10K CALCMs

Concepção artística do bombardeiro H-6K com mísseis de cruzeiro CJ-10K

Sugestão: Red Dragon (Taiwan)

Tradução e adaptação: E.M.Pinto
O Aviation Industry Corporation of China tem vindo a  projetar a nova geração de bombardeiros furtivos de longo alcance para a Força Aérea do Exército da Libertação do Povo desde 2008, foi o que noticiou a estatal China Aviation News.
Segundo informou a China Aviation News, o Coronel Sênior Wu Guohui da National Defense University,  Pequim,  o bombardeiro furtivopossui pelo menos duas vantagens em relação aos mísseis balísticos intercontinentais.
A primeira é que os mísseis balísticos só podem ser acionados uma vez, enquanto um bombardeiro stealth pode decolar várias vezes e executar sucessivas missões. A segunda é que os mísseis balísticos não podem voltar para a base, como o bombardeiro stealth caso a sua  missão seja abortada.
A decisão do desenvolvimento desta nova geração de bombardeiros foi tomada após a anúncio de que os Estados Unidos passariam a investir US $ 1,2 bilhões por ano,  no desenvolvimento de um novo bombardeiro furtivo para a USAf, que viria  para substituir os Northrop Grumman B-2 Spirit.
Conforme informou Wu esta iniciativa por parte dos EUA foi decisória para o PLA, segundo ele estava mais que na hora da  China ter o seu próprio bombardeiro furtivo.
“Bombardeiros estratégicos convencionais, como o B-1 e o chinês Xian H-6 são alvos fáceis para os caças inimigos e mísseis anti-aéreos. A Rússia também está projetando a sua nova geração de bombardeiros de longo alcance para competir com os Estados Unidos e a China.”
H XX

Concepção artística do hipotético H-X, Bombardeiro Furtivo de longo alcance e supersônico.

Atualmente, os Estados Unidos são o único país do mundo a ter projetado e operado um bombardeiro furtivo, o B2, um bombardeiro de longo alcance. China e Rússia ainda não possuem em seus inventários estas máquinas capazes de infiltrar nas fronteiras inimigas sob rigoroso sigilo, dificultando a detecção pelas defesas inimigas. Por esta razão, a China considera o desenvolvimento de um bombardeiro furtivo de longo alcance como um fator de desbalanço do poder militar e um avanço para a indústria de aviação do país.
A China juntamente com os Estados Unidos e a Rússia, são os únicos países no mundo capazes de desenvolver um bombardeiro de médio ou longo alcance furtivo.
A Xian Aircraft Industrial Corporation e Shenyang Aircraft Corporation começaram a conceituar o projeto a mais de uma década atrás, de acordo com o relatório do PLA. No início do século 21, a Aviation Industry Corporation of China assumiu o projeto e continuou o desenvolvimento do próprio bombardeiro stealth da China.
De acordo com a China Aviation News, trinta anos após as reformas de Deng Xiaoping, a China tem mais recursos do que nunca para concluir este projeto.
Embora haja um programa de atualização dos bombardeiros H-6  para o Padrão “K”, esta solução é paliatva, tanto a Força Aérea como a Marinha do PLA necessitam de um bombardeiro de longo raio capaz de lançar ataques de forma invulnerável  sob o espaço aéreo inimigo, defender o litoral e a frota da PLAN e ainda exercer influência  dissuasiva e ativa no exterior, muito longe do abrigo e segurança das Bases Aéreas chinesas.

12 Comments

shared on wplocker.com