Defesa & Geopolítica

Rússia deve iniciar desenvolvimento do substituto do interceptador MiG-31

Posted by

Leia também:

Rússia vai desenvolver substituto para o interceptador MiG-31

 

A partir de 2017 a Rússia vai iniciar o desenvolvimento do próximo interceptador de longo alcance e grande altitude para substituir a frota de MiG-31 hoje em serviço no país.

A expectativa é que a nova aeronave entre em serviço ativo a partir de 2025, depois da introdução do caça russo de 5ª geração PAK-FA.

Atualmente mais de 200 exemplares do MiG-31 estão em operação e devem ser mantidos até 2028, sendo então substituídos pelos novos interceptadores. 

Capaz de chegar a 67 mil pés de altitude (20 mil metros aproximadamente) e voar a 3.000km/h (é o caça mais veloz em serviço ativo no mundo), a versão BM (a mais moderna em serviço) pode detectar e rastrear até 24 alvos simultaneamente, localizados a 320km de distância.

A aeronave conta com o radar multimodo Zaslon-AM, podendo também disparar a nova geração de mísseis ar-ar e ar-superfície utilizados hoje pela Rússia, incluindo o anti-radar AS-17 Krypton. O MiG-31BM tem autonomia de 1.450km com os tanques internos e pode estender essa capacidade para até 5.400km com reabastecimentos em voo.

Acredita-se que o substituto do MiG-31 possua baixa assinatura de radar, dificultado a sua detecção por radares inimigos e possua ainda aviônicos, sistemas de comunicação, navegação, de armas, de autodefesa e radar de última geração. 

Fonte: C&R

16 Comments

shared on wplocker.com