Defesa & Geopolítica

Rússia pretende construir outros dois BPC Classe Vladvostok?

Posted by

Vladvostok

E.M.Pinto

É o que tudo indica… em razão do aumento das tensões no Mar negro e  imediações a Marinha russa inicia um processo de reaparelhamento de suas frotas. Nada de novidade frente as recentes declarações de aquisições de novos navios planejadas para os próximos anos.

Porém, rumores da fixação de contingentes no mediterrâneo estão alarmando os países do sul da Europa. A declaração de que o BPC Sevastopol, segundo navio da Classe Mistral produzido para Rússia, atuará na frota do Mediterrâneo pôs em alerta os países membros da OTAN.

A notícia ainda não confirmada, anteriormente planejado para operar na frota do do Mar Negro, o BPC Sevatopol que agora ficará fixado em Sevastopol na base naval da recém incorporada península d Crimeia, receberá reforço de forças de submarino e superfície, passando a operar  ostensivamente no Mar Mediterrâneo.

Embora possa parecer simbólica  e esperada, esta declaração carrega consigo uma clara reafirmação de que a Marinha Russa pretende retornar ao Mar, porém não mais no tom amistoso como antes era declarado. o reforço da frota indica uma nova abordagem russa quanto a posição e função de sua marinha naquela região.

Este ano, o Presidente Putin declarou em Severomorsk imediações da base naval de Murmansk,  quando esteve a bordo do porta aviões Almirante Kuznetsov, que o reforço da frota do Mar Negroera uma necessidade vital para  a Marinha Russa. No último dia 27 de julhoporém, o ministro da Defesa da Rússia, afirmou que  a sua Marinha vai receber 06 fragatas Project 11356M  Almirante Grigorovich e outros 6  submarinos  636 Varsovienne, outras embarcações estão sendo consideradas.

Project 11356M

Projetado para operar uma força de helicópteros e apoiar o assalto pro forças blindadas e fuzileiros o navio projeta forças de projeção, e não um navio de controle de área e manutenção da defesa por negação de área. esta característica é vista pelos países como uma clara declaração de Moscou quanto as suas pretenções naquela região.

Fontes consultadas indicam que a intenção russa é a de ampliar a frota de navios navios de assalto, com a aquisição de outros dois navios da mesma categoria ampliando as capacidades de projeção das forças russas. Se estas aquisições tornarem-se concretas a Marinha Russa possuirá a capacidade de  enviar ao estrangeiro, forças de expedicionárias em missões de projeção de poder e tomada de territórios e não tão somente  destinadas a defesa própria.
A Decisão entretanto será tomada apenas após o recebimento dos dois primeiros navios da Classe o Vladvostok e Sevastopol.

20 Comments

shared on wplocker.com