Defesa & Geopolítica

Inaugurado centro especial de controle de tráfego aéreo

Posted by

Ivan Plavetz

A sala máster de comando e controle concentra integrantes de diversos organismos governamentais e instituições do setor aéreo coordenando ações conjuntas como tomada de decisões com a maior rapidez possível frente ao intenso movimento aéreo em função da Copa do Mundo FIFA 2014 (Foto: Agência Força Aérea)

Foi ativado nesta quinta-feira (05) na sede do Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), um centro de controle de tráfego aéreo especifico para monitorar de forma integrada e durante as 24 horas do dia todo o tráfego aéreo civil brasileiro e aeroportos durante a Copa do Mundo FIFA 2014. O CGNA é um organismo subordinado ao Comando da Aeronáutica localizado na cidade do Rio de Janeiro responsável pelo gerenciamento de todos os voos dentro da área de controle do espaço aéreo brasileiro.

A sala máster de comando e controle é o cérebro do centro e concentra integrantes de diversos organismos governamentais e instituições do setor aéreo com o propósito de coordenar ações conjuntas entre eles como tomada de decisões com a maior rapidez possível frente ao intenso movimento aéreo que dominará os dias que antecede o evento, bem como ao longo do mesmo e encerrando suas atividades no dia 16 de julho.

Integram o centro representantes do Comando da Aeronáutica, da Secretaria de Aviação Civil (SAC), da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo (COL), da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (INFRAERO), da Polícia Federal, da Receita Federal, do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (VIGIAGRO), da Petrobras, do Ministério das Relações Exteriores, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), de empresas de serviços auxiliares de transporte aéreo, de empresas aéreas internacionais, de empresas de aviação executiva e dos administradores dos aeroportos de Guarulhos, Brasília e Campinas.

No ambiente de trabalho desse novo centro de controle de tráfego aéreo há telões que exibem informações em tempo real como dados sobre situação das pistas, pátios e terminais dos aeroportos das cidades-sede, bem como imagens e informações fornecidas pelos radares de cobertura existentes em cada região do País, incluindo posicionamento de aeronaves no espaço aéreo dessas mesmas regiões.

Esse modelo de controle de tráfego aéreo já foi adotado anteriormente, como a Copa das Confederações, a Jornada Mundial da Juventude e a Rio+20.

Fonte: Tecnologia & Defesa

7 Comments

shared on wplocker.com