Defesa & Geopolítica

Tribunal Internacional de Crimes de Guerra reabriu investigação sobre Guerra no Iraque

Posted by

A promotora do Tribunal Internacional de Crimes de Guerra reabriu uma investigação preliminar sobre alegações de que soldados britânicos teriam cometido crimes de guerra ao abusar sistematicamente de prisioneiros no Iraque, entre 2003 e 2008.

Fatou Bensouda declarou nesta terça-feira que revisará novas informações recebidas em janeiro deste ano de que militares britânicos teriam cometido irregularidades.

O Iraque não é membro da Corte Penal Internacional, mas a Grã Bretanha faz parte do tribunal, o que significa que cidadãos britânicos podem ser condenados por crimes cometidos no Iraque.

Muitas denúncias de abuso foram feitas durante os seis anos de ocupação britânica no Iraque. Um dos casos mais conhecidos é o da recepcionista Baha Mousa, cuja morte em um centro de detenção fora da cidade de Basra levou a primeira condenação de um soldado britânico sob as legislação internacional de crimes de guerra.

O procurador-geral britânico Dominic Grieve disse que o governo “rejeita completamente a alegação de que houve abuso sistemático realizado pelas forças armadas britânicas no Iraque”.

Com informações da Associated Press.

Fonte: Terra

27 Comments

shared on wplocker.com