Defesa & Geopolítica

Projetos espaciais dos EUA são alvo da Rússia após sanções

Posted by

Motor russo RD -180 usado no foguete dos EUA  ” Atlas 5″

Rússia vai barrar os Estados Unidos de usar motores de foguetes de fabricação russa para lançamentos de satélites militares, disse o vice-primeiro-ministro Dmitry Rogozin, nesta terça-feira.

A decisão vem como retaliação às sanções a equipamentos de alta tecnologia que Washington impôs ao Kremilin devido à crise da Ucrânia.

O vice-premiê russo também disse que iria rejeitar um pedido dos EUA para prolongar o uso da Estação Espacial Internacional para além de 2020.

A Rússia havia se comprometido a responder na “mesma moeda” que os Estados Unidos – que, anteriormente, negaram licenças de exportação de todos os itens de alta tecnologia que ajudariam capacidades militares russas, além de revogar licenças já existentes.

As medidas de Moscou afetam os motores MK-33 e RD-180, os quais são fornecidos aos Estados Unidos pela Rússia , disse Rogozin em entrevista coletiva. “Estamos prontos para entregar estes motores, mas com a condição de que não serão usados para lançar satélites militares”, disse Rogozin.

Washington quer se manter na Estação Espacial Internacional, um posto orbital de 100 bilhões de dólares, projetado por 15 países. Apesar das diferenças em política externa e questões de segurança, Washington e Moscou têm cooperado extensivamente na exploração espacial.

Atualmente, a espaçonave russa Soyuz é a única maneira pela qual astronautas podem chegar à estação espacial, cuja tripulação inclui tanto norte-americanos como russos.

O vice primeiro-ministro russo também disse que vai suspender o funcionamento de sites de sistemas de navegação GPS por satélite a partir de junho e que buscará negociações com Washington sobre a abertura de sites semelhantes nos Estados Unidos para o sistema próprio da Rússia, o Glonass.

Ele ameaçou o encerramento definitivo, se isso não for acordado até setembro.

REUTERS

Fonte: Terra

9 Comments

shared on wplocker.com