Defesa & Geopolítica

Grupos pró-Rússia na Ucrânia têm ordem de atirar para matar

Posted by

Os grupos armados pró-Rússia no leste da Ucrânia receberam a ordem de “atirar para matar” contra os militares ucranianos, afirmaram nesta quarta-feira os Serviços Especiais Ucranianos (SBU).

“As conversas interceptadas entre os sabotadores russos mostram que as ações de sabotagem no leste da Ucrânia estão dirigidas por oficiais da inteligência militar russa, que dão ordens cínicas de ‘atirar para matar’ na direção dos militares ucranianos”, afirma um comunicado do SBU.

AFP

Fonte: Terra

Grupos pró-Rússia bloqueiam tanques do governo ucraniano

Tanques e veículos blindados ucranianos foram bloqueados por civis pró-Rússia ao entrarem na cidade de Kramatorsk, no leste do país – Foto: Reuters

Tanques e veículos blindados ucranianos foram bloqueados por civis pró-Rússia ao entrarem na cidade de Kramatorsk, no leste do país.

A ação das tropas ucranianas fazia parte de uma operação militar iniciada na terça-feira pelo governo do país para retomar o controle de áreas e locais ocupados por grupos separatistas.

Segundo correspondentes, ainda não se sabe quem detém o controle em Kramatorsk.

A repórter da BBC na cidade Olga Ivshina, disse que a população local estava “muito nervosa” quando o comboio militar chegou à cidade.

“Muitas pessoas não dormiam havia várias noites. Quando os veículos blindados apareceram, foram cercados rapidamente pelas pessoas. Alguns acusavam os soldados de ‘agir contra seu próprio povo'”, relatou Ivshina.

“‘Somos pessoas de paz! Só queremos que nossas reivindicações sejam respeitadas’, disse um homem da multidão”.

Segundo Ivshina, os soldados estavam sentados nos veículos com rifles automáticos, com equipamento pronto para combate. “Só estamos obedecendo ordens, deixem-nos passar”, disse o comandante, segundo Ivshina. “Não viemos aqui para lutar. Nunca atirarei no meu próprio povo.”

Morador cumprimenta soldado ucraniano; tropas tiveram passagem impedida por civis –  Foto: Reuters

‘Novo muro de Berlim’

Em Donetsk, capital da região de mesmo nome, no leste do país, milicianos pró-Rússia tomaram a prefeitura.

Na terça-feira, forças ucranianas recapturaram uma base aérea militar no subúrbio de Kramatorsk. Mais tarde, veículos blindados levando bandeiras russas foram vistos circulando pelas ruas da cidade.

Em pronunciamento transmitido pela TV, o premiê interino da Ucrânia, Arseniy Yatsenyuk, disse que a Rússia estava querendo construir um “novo muro de Berlim” no país, e exigiu que o país vizinho “parasse de dar apoio a terroristas na Ucrânia”.

Em um telefonema com a chanceler alemã, Angela Merkel, o presidente russo, Vladimir Putin, disse que a Ucrânia foi colocada “à beira de uma guerra civil” depois que o governo interino anunciou o início de uma operação militar para recuperar o controle sobre áreas tomadas por grupos separatistas.

Civis bloquearam tanques e soldados ucranianos na fronteira da cidade – Foto: Reuters

Autoridades ucranianas e representantes de países ocidentais acusaram a Rússia de estar incentivando e apoiando as ações de separatistas no leste do país, o que é negado por Moscou.

O chefe de inteligência antiterror da Ucrânia, general Vasyl Krutov, disse que indivíduos armados “com alto preparo técnico e profissional” estariam entrando na Ucrânia vindos da Rússia.

Segundo correspondentes, a anexação da Crimeia pela Rússia no mês passado foi precedida pela presença de homens uniformizados armados tidos como soldados russos – em maior número, entretanto, do que os homens vistos atualmente no leste da Ucrânia.

O Kremlin condenou a operação militar ucraniana lançada no leste como uma via “anticonstitucional de uso da força contra ações de protesto pacíficas”.

A região testemunhou uma escalada de tensão nos últimos dias depois que grupos pró-Rússia tomaram prédios do governo em cerca de 10 cidades no leste da Ucrânia.

Em Londres, o ministro do Exterior britânico, William Hague, disse que a Rússia enfrentará “graves consequências de longo prazo” de continuar a “desestabilizar” a Ucrânia.

Os Estados Unidos disseram que estão “considerando seriamente” aumentar as sanções impostas contra a Rússia pós a anexação da Crimeia.

BBC Brasil

Fonte: Terra

8 Comments

  1. ARC says:

    Parece que o estratagema russo ( para esta região) já está em ação. Não atacar diretamente o governo da Ucrânia, para evitar o embate direto contra a aliança Ocidental, e assim, o ursos se vestem de civis para fazer a guerra nas sombras. A queda da ínfima influência de Kiev sobre as regiões separatistas será ratificada, pois uma vez que os “pró-russos” esmaguem as forças enviadas para tal região, não sobrará muitas boas opções, restando apenas deixar a região para federalização. É claro que a Otan não vai entrar na briga, pois tem muitos perigos para enfrentar e muito pra arriscar ( e por causa da decadente Ucrânia?) Não vale apena.

    • Ilya Ehrenburg says:

      ARC…
      Me desculpe dizer mas… Você está equivocado em alguns pontos.

      Entenda… Os russos não precisam mandar ninguém, pois os viventes do leste da Ucrânia são russos! Portanto, não existe a necessidade de vestir agentes à paisana, e enviar para as regiões do leste ucraniano, afinal, aqueles que estão por lá são russos devidamente furiosos com os fascistas de Kiev…

      Todavia você acerta em uma coisa: a Ucrânia é uma decadência só, um cadáver na forma de Estado, e não vale a pena lutar por ela.

      • ARC says:

        É meu caro Ilya, olhando por esse ângulo realmente não haveria necessidade de incutir tropas disfarçadas. Grato. Sds

  2. Os Estados Unidos disseram que estão “considerando seriamente” aumentar as sanções impostas contra a Rússia pós a anexação da Crimeia.Segundo correspondentes, a anexação da Crimeia pela Rússia no mês passado foi precedida pela presença de homens uniformizados armados tidos como soldados russos – em maior número, entretanto, do que os homens vistos atualmente no leste da Ucrânia. ===== Pelo visto, os iankss/otan ñ viram q estão levando so Russos a poiarem ainda + a gigantesca China c + armas modernas e até fazer um tratado de defesa mútua…O incrível existe.Quem viver verá.Sds.

  3. PÉ DE CÃO says:

    a russia não precisa entrar na ucrania ela já estava lá a muitos séculos ,o que os estados unidos fazem é apenas inflamar as republicas sovieticas ,vai acordar muitos que estavam dormindo
    precedente para a eternidade os estados unidos e sua politica ridícula

  4. NovoBrazuk says:

    Tenham certeza que os corsários só estão lá para pilhar a Ucrânia e fincar sua bandeira no sul da Rússia, eles no momento não tem como aguentar uma guerra de longo termo com a Rússia, pois é só a Rússia fechar a torneira que passarão por maus bocados.
    Putin está certo em anexar a Crimeia o perigo é que os saqueadores tem acumulado derrotas frente Putin e uma hora terão que tomar um atitude mais drástica.

  5. Henrique says:

    Mexeram com quem estava quieto agora a Rússia irá fazer o mesmo que os aliados. Sabotar as instituições e conseguir o apoio à movimentos de separação será uma constante.. porém agora às portas da Europa.

  6. A Máquina Troll says:

    vamos ver como reagirão…o que farão quando os Russos instalarem bases em cuba…venezueira…vietnã e algum outros países estratégicos do globo…a resposta dos Russos será curta e grossa…será na mesma medida…

shared on wplocker.com