Defesa & Geopolítica

As duas primeiras Mulheres formadas no CIGS

Posted by

Primeiras-guerreiras-selva-Brasil_ACRIMA20100903_0020_13

Em tempo, no dia 02/09/2010, o Exército Brasileiro (EB), formou as duas primeiras mulheres pelo Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS). O Curso de Operações na Selva teve a duração de oito semanas e reuniu 47 militares.

O mais curioso foi de que as Terceiros Sargentos, Xavier (Elisângela Ferreira Xavier) e Lidiana (Lidiana Reinaldo Jiló da Costa), brevetadas pelo CIGS com a “cara da onça são integrantes da aérea do Serviço de Saúde do Exército Brasileiro (EB) e além de conhecimentos inerentes aos guerreiros de selva, elas também obtiveram capacitação de Assistência Hospitalar.

Em 12/09/2010, a Rede Globo, numa matéria do Esporte Espetacular, dividido em duas partes, tratou do assunto em questão.

[embedplusvideo height=”395″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/1jKXzKO” standard=”http://www.youtube.com/v/5iF6G5E4LGc?fs=1″ vars=”ytid=5iF6G5E4LGc&width=650&height=395&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep4620″ /]

Primeiras Mulheres formadas no CIGS – parte 1

[embedplusvideo height=”395″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/1jKXFC9″ standard=”http://www.youtube.com/v/6ecATzcxoAw?fs=1″ vars=”ytid=6ecATzcxoAw&width=650&height=395&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep8001″ /]

Primeiras Mulheres formadas no CIGS – parte 2

 

Em tempo, leia também:

 

Exército forma as primeiras guerreiras de selva do Brasil

Curso de Operações na Selva teve duração de oito semanas e reuniu 47 militares

Após formar mais de 4.937 militares do sexo masculino, o Centro de Instrução de Guerra na Selva (Cigs) diplomou ontem (02/09/2010), em solenidade militar, as primeiras guerreiras de selva das Forças Armadas brasileiras.

Com outros 45 militares, as 3º sargentos do serviço de saúde, Lidiana Reinaldo Jiló da Costa e Elisângela Ferreira Xavier, participaram dos cursos de Guerra na Selva nas categorias A, D, E e F.

De acordo com o comando do Cigs, as duas concluíram com aproveitamento um dos cursos mais difíceis do Exército Brasileiro. Além de conhecimentos inerentes aos guerreiros de selva, elas também obtiveram capacitação de Assistência Hospitalar.

O Curso de Operações na Selva teve duração de oito semanas, das quais mais da metade com atividades de treinamento no campo de instrução do Cigs, em zona de mata fechada, a 70 quilômetros de Manaus.

Fonte: UOL

One Comment

shared on wplocker.com