Defesa & Geopolítica

Potências anunciam que acordo nuclear com o Irã entra em vigor em uma semana

Posted by

iran-sanctions_0Autoridades dos Estados Unidos, da União Europeia e do Irã anunciaram neste domingo que o acordo assinado com Teerã, para congelar seu programa nuclear, entrará em vigor a partir do dia 20 de janeiro.

O acordo, alcançado em novembro, prevê que o Irã permita o acesso de inspetores nucleares ao país e suspenda parte de seu programa de enriquecimento de urânio.

Em troca, potências internacionais vão amenizar algumas das sanções internacionais impostas à Teerã.

O Irã sempre negou que seu programa tivesse como objetivo obter armas nucleares, alegando que a única finalidade é suprir a demanda de energia do país.

Autoridades do alto escalão do governo americano disseram à BBC que entre os principais pontos que foram acordados nas últimas seis semanas dizem respeito à maneira como os inspetores receberão autorização para visitar as instalações nucleares do Irã. Segundo eles, os resultados do acordo envolvem:

– O Irã vai começar a diluir seu estoque de urânio enriquecido a 20% a partir de 20 de janeiro

– Todo o urânio desse tipo será destruído em seis meses

– Será permitido o acesso diário ao centro de enriquecimento de urânio na cidade de Qom

– Inspeções mensais serão autorizadas no reator de Arak

Alerta e ameaça

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, celebrou o anúncio, mas disse que ainda há muito trabalho a ser feito até que se alcance um acordo a longo prazo – o tratado entrará em vigor na próxima semana de forma interina.

“A partir do dia 20, o Irã vai, pela primeira vez, começar a eliminar seu estoque de urânio enriquecido e a desmantelar parte da infraestrutura que torna esse enriquecimento possível”, disse.

Principais pontos do acordo

O que o Irã fará:

  • Suspender parte de seu programa de enriquecimento de urânio
  • Neutralizar seu estoque de urânio enriquecido
  • Não instalar mais centrífugas para enriquecer urânio

O que as potências mundião vão fazer:

  • Não impor novas sanções
  • Suspender algumas das sanções em vigor
  • Transferir US$ 4,2 bilhões para o Irã, valor referente à venda de petróleo

No entanto, em um alerta ao Congresso americano, Obama afirmou que durante as negociações ele vetará qualquer legislação que busque impor novas sanções a Teerã.

“Mas se o Irã não cumprir suas obrigações no acordo, vamos intensificar as sanções.”

Menos quantidade e mais qualidade

A chefe da política externa da União Europeia, Catherine Ashton, disse que as potências mundiais iriam pedir que a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) acompanhasse a implementação do acordo.

Nas negociações, Catherine representa os cinco membros permanente do Conselho de Segurança da ONU – EUA, Rússica, França, China e Grã-Bretanha – além da Alemanha.

“Foram criadas as fundações para uma implementação coerente e robusta de um plano conjunto de ação para os próximos seis meses”, disse.

Como contrapartida por congelar o enriquecimento e neutralizar o estoque de urânio, o Irã vai ser beneficiado pela suspensão de parte das sanções internacionais, especialmente no que diz respeito ao setor automotivo, de metais preciosos e petroquímico do país.

O negociador para a questão nuclear do Irã, Abbas Araqchi, disse que o país não vai reduzir o trabalho em termos de pesquisa e desenvolvimento, mas iria interromper as ampliações nas instalações nucleares.

“Por exemplo, Nenhuma nova centrífuga será implementada. Não vamos expandir a quantidade do nosso programa, mas vamos expandir a qualidade.”

O secretário de Estados dos EUA, John Kerry, disse que a implementação do acordo era um passo importante, mas alertou para a relevância da próxima fase, que traz um “desafio ainda maior” para se criar um pacto mais definitivo.

“As negociações serão muito difíceis, mas elas são a melhor chance que temos para resolver esse grave problema de segurança nacionais de uma maneira pacífica e durável.”

Fonte: BBC Brasil

36 Comments

shared on wplocker.com