Defesa & Geopolítica

Confirmado: China testa o motor que equipará o cargueiro Y-20

Posted by
Y 20Red Dragon, Taiwan para o Plano Brasil
Tradução e Adaptação: E.M.Pinto
Chinese WS-15 ( Woshan 15) Turbofan Engine's Flying Test-Bed

Il 76 convertido em bancada de teste para o motor WS-15/20 ou ainda SF-A

Confirmando o que havíamos publicado na matéria  China testa motor SF-A / WS-15 ( Woshan 15), o site Chinês, China defense acaba de divulgar a informação de que o Il-76 especialmente adaptado e equipado com o mais novo motor aeronáutico efetuou com sucesso os testes de voo daquele motor que deve no futuro equipar os cargueiros Y-20 da PLAAF.

China-Turbofan-Engine-500x339

Na imagem a variante civil SF-A destinada ao avião de passageiros C-919

As nomenclaturas embora se sobreponham na verdade referem-se ao mesmo motor, o  WS 20, Woshan 20, é a atual designada para o cargueiro Y-20, saiba que o núcleo do motor na verdade é o mesmo do WS-15  ou ainda SF-A que se refere ao modelo civil. Por isso a confusão nas nomenclaturas.

O primeiro voo de teste com o motor  turbofan SF-A/ WS-20, projetado pelo Shenyang Liming  Aircraft Engine Company, embora seja desenvolvido para a aeronave de transporte militar, Y-20,  também pode será empregado em aviões de passageiros de médio ou grande porte.

Especialistas em aviação afirmam que o WS-20 possui uma estrutura muito parecida com motor turbofan americano CFM56-7 ou GE90. Os especialistas julgam que dentro dos próximos cinco ou sete anos, as aeronaves civis e militares já poderão ser equipadas com este novo motor.
3HupTOq
A China está agora à um passo do caminho para se tornar o quinto país do mundo com a capacidade de projetar motores turbofan avançados, logo depois dos Estados Unidos, Reino Unido, França e Rússia.
Acredita-se que com esta capacidade a china promoverá grandes mudanças na sua  indústria de aviação, pois, não terá mais necessidade de contar com o fornecimento de motores de fabricação russa para o desenvolvimento de aeronaves de médio e grande porte civis ou militares.
Isto acabará por ajudar o país desenvolver e possuir uma indústria de aviação independente, disse o representante da Shenyang Liming  Aircraft Engine Company no relatório de avaliação  do primeiro voo de testes.
A capacidade de carga do PLA será imensamente estendida com a incorporação do cargueiro Y-20 dando-lhe capacidade de projeção global quando constituída a sua frota de cargueiros.
Porém, a Shenyang  garante que o WS-20 aumentará mais ainda a capacidade de carga do cargueiro cujo programa está em desenvolvimento.
A Shenyang  não descarta o potencial mercado exterior depois que o motor for plenamente desenvolvido a partir daí a indústria chinesa será capaz de projetar e produzir motores turbofan mais avançados com base no WS-20.

 

5 Comments

  1. A China está agora à um passo do caminho para se tornar o quinto país do mundo com a capacidade de projetar motores turbofan avançados, logo depois dos Estados Unidos, Reino Unido, França e Rússia.
    Acredita-se que com esta capacidade a china promoverá grandes mudanças na sua indústria de aviação, pois, não terá mais necessidade de contar com o fornecimento de motores de fabricação russa para o desenvolvimento de aeronaves de médio e grande porte civis ou militares. === Nunca antes na história deste país q continua na mesma dependência. Em final de 2018 iremos receber os (1º) caças Gripado Nova Gozação, concordo q serão melhores q os atuais F-5M(lerdas) da n FAB…+ continuamos ainda na dependência externa de outras potencias…trágico.Sds.

  2. Alvez8O says:

    “Especialistas em aviação afirmam que o WS-20 possui uma estrutura muito parecida com motor turbofan americano CFM56-7 ou GE90.”
    —————————

    Já tinha comentado sobre isto aqui no PB, no post “China não conseguiu copiar motores de aviação russos”, em 18/10/2013-5:30:

    Mais especificamente, foi este o comentário:

    “Apesar do que diz “a lenda da origem nos Saturn/Lyulka AL-31″…E de que, realmente, os chineses devem ter efetivamente dissecado e estudado muito estes motores russos…

    O WS10 não deriva em suas origens do AL-31, más sim de um motor da indústria franco/estadunidense, CFMI, uma empresa de propriedade conjunta 50%-50% da francesa SNECMA e GE Aviation, nos EUA.

    http://archive.is/oCVOm

    O desenvolvimento continuado do WS-10 começou em 1987, pelo Instituto de Pesquisa Aeroengine Shenyang (606 Institute) da China Aviation Industry Corporation e foi baseado no núcleo dos motores CFM56, importados dos Estados Unidos em 1982, da CFM International.

    Por sua vez, o CFM56 teve como base do seu desenvolvimento o motor GE F101, do F16…”
    ———————————

    E de fato. Devem ter surgido muitas oportunidades de estudo, cópia e desenvolvimento baseado em tecnologia ocidental… Propiciado pela presença na China das empresas e motores relacionadas baixo:

    ————-Aero Engine MRO Service————

    Company: Shanghai Pratt& Whitney Aircraft Engine Maintenance Co., Ltd.

    Engine Model: CFM56-5B、CFM56-3、CFM56-7
    ……………………….

    Company: Sichuan Snecma Aero-engine Maintenance Co., Ltd.

    Engine Model: CFM56-3, CFM56-5/-7; ATA-71 Power Plant,
    ATA-73 Engine Fuel and Control, ATA-74 Ignition,ATA-75 Air,
    ATA-78 Exhaust,ATA-79 Lubricating System Components
    …………………………

    Company: MTU Maintenance Zhuhai Co.,Ltd.

    Engine Model: IAE V2500-A1,A5、CFMI CFM56-3
    ………………………………

    Company: GE Engine Services (Xiamen) Co., Ltd.

    Engine Model: CFM56-3, CFM56-5, CFM56-7

  3. Alvez8O says:

    E motores da série WS-10A já estão operacionais em muitos caças J-11 e J-10B.

    A maior defasagem tecnologica destes motores chineses WS não está em sua potencia e desempenho, más sim; especialmente em relação aos motores ocidentais, no TBO –>tempo máximo entre os overhaul recomendados para o motor.

    É principalmente neste aspecto, que também provê maior confiabilidade ao motor, que a industria chinesa ainda corre atrás e procura tirar o atraso…

    • Alvez8O says:

      “E motores da série WS-10A já estão operacionais em muitos caças J-11 e J-10B.”
      ———
      Faltou um B:

      Caças J-11B, que provavelmente por serem biturbinas, são os que mais operam com os motores WS-10A (se falhar um, tem o outro…)

  4. Rafa_positron says:

    Em breve, o cachorro pequinês que todos conhecemos vira com seus latidos de sempre falando da suposta “desonestidade intelectual” do texto, que possivelmente foi patrocinado pelo foro de SP…

    Bé bé bé bé…

    ….

    De qualquer jeito (deixando o pequinês que late, late e nao morde ninguém de lado) acho interessante o conceito dos turbofan enquanto evolução dos turbojato, já que sao formados por um vento que complementa o fluxo de ar gerado pelos compressores de baixa e de alta pressão. Lembrando que num TURBOFAN, temos um ar quente que passa em seu interior e uma ventoinha de refrigeração ligada ao mesmo eixo central por fora, servindo para soprar ar frio.

    Interessante que isso aumenta consideravelmente a quantidade de ar passando pelo motor e assim aumenta consideravelmente o empuxo.

shared on wplocker.com