Defesa & Geopolítica

LCA alcança importante marca no projeto

Posted by

LCATradução e adaptação: E.M.Pinto

O programa de caças leves LCA indiano recebeu o resultado do apuramento II (IOC-II) operacional em 20 de dezembro, o resultado abre o caminho para a aquisição da aeronave pela Força Aérea Indiana quase três décadas depois da concepção do projeto.

A Agência de Desenvolvimento Aeronáutico, um laboratório da Organização de Pesquisa e Desenvolvimento de Defesa, desenvolveu para substituir o MiG-21 aeronave de combate de fabricação russa.

Atrasos no desenvolvimento forçaram a Força Aérea comprar aeronaves de caça no exterior,  as negociações finais estão em andamento com a Dassault da França para a compra de aviões de combate Rafale. Os aviões estão sendo adquiridos ao abrigo do programa Medium Multi-Role Combate Aircraft estimado em US$ 12 bilhões.

[embedplusvideo height=”395″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/1lb1uix” standard=”http://www.youtube.com/v/XXGV9o8L_sY?fs=1″ vars=”ytid=XXGV9o8L_sY&width=650&height=395&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep6756″ /]

Alcançar IOC-II significa que o caça é totalmente operacional em condições diferentes. Um oficial da Força Aérea afirmou que a aeronave estará pronta para assumir um papel de combate somente após receber o requisito operacional final, provavelmente em 2015. A aeronave será testada com seu armamento, incluindo canhões de 23 milímetros, mísseis ar-ar  beyond-visual-range, ar-superfície  e com capacidade de reabastecimento ar-ar.

Alcançar IOC-II também significa que a aeronave está pronta para ser pilotado por pilotos da Força Aérea que podem testar as capacidades de combate do avião.

Até agora, apenas os pilotos de teste de voo do Centro Nacional de testes tem voado a aeronave. Pilotos da Força Aérea que testarão a aeronave no próximo ano darão a  palavra final sobre a concessão da capacidade operacional final.

LCA lift off

Depois de atingir IOC-II, a estatal Hindustan Aeronautics Limited (HAL) vai começar a produção em série da aeronave para a Força Aérea, que encomendou 20 aeronaves Mark-1, a ser seguido por outros 20 posteriormente. A Força Aérea também quer 124 Mark-2, o primeiro dos quais é esperado para ser introduzido por volta de 2018.

Relatos da mídia este ano, afirmavam que a  HAL está buscando ajuda no exterior ao consórcio Eurofighter para desenvolver a linha de montagem. Segundo as notas, as instalações de produção foram criadas na HAL e a entrega da aeronave está prevista para começar a partir de 2014. Os planos  são  para produzir inicialmente oito aeronaves por ano. Outros planos estão em andamento para aumentar a taxa de produção de 16 aeronaves por ano, em consulta com IAF e MoD. A HAL está totalmente preparada para atender o cronograma de produção desafiador e espera cumprir as exigências dos clientes de forma limitada no tempo.

O Mark-1 é um monomotor, leve, altamente ágil, um caça multi-função supersônico com um avançado sistema digital de fly-by-wire de controle de voo com as sistemas de controle de voo avançado.

Fonte: Defense News

7 Comments

shared on wplocker.com