Defesa & Geopolítica

China Lança duas fragatas Type 54 em dois 2 dias, outras 3 estão em construção

Posted by

Type 54

Adaptação: E.M.Pinto

Entre os dias 28 e 30 de dezembro a PALN lançou nada menos que duas fragatas Tipo 054A. Em 28 de setembro, um certo estaleiro lançou um outro tipo 054A sem problemas. Fontes dizem que a fragata 054A mais novo lançamento é a 19 de tais fragatas feitas pela China.

Type54 China (2)

A PLAN planeja construir cerca de 20 fragatas do tipo, atualmente 15 navios já foram entregues, juntam-se a elas os dois navios lançados em finais de setembro e começo de outubro e  e outros três encontram-se em construção.

Type54 China (3)

Galhardete

Nome

Commissionamento

Fleet

1

530

Xuzhou

2008

Mar do Leste

2

529

Zhoushan

2008

Mar do Leste

3

570

Huangshan

2008

Mar do Sul

4

568

Hengyang

2008

Mar do Sul

5

571

Yuncheng

2010

Mar do Sul

6

569

Yulin

2010

Mar do Sul

7

548

Yiyang

2010

Mar do Leste

8

549

Changzhou

2011

Mar do Leste

9

538

Yantai

2011

Mar do Norte

10

546

Yancheng

2012

Mar do Norte

11

572

Hengshui

2012

Mar do Sul

12

573

Liuzhou

2012

Mar do Sul

13

547

Linyi

2012

Mar do Norte

14

575

Yueyang

2013

Mar do Sul

15

550

Weifang

2013

Mar do Norte

16

574

Sanya

Mar do Sul

17

 Indefinido  Indefinido  –  Indefinido

18

576

Huangshi

 –  Indefinido

19

 Indefinido

Sanmenxia

 –  Indefinido

20

 Indefinido  Indefinido  –  Indefinido

Type54 China (1)

A Type 45 é uma fragata leve que pode ser comparada aos navios da classe francesa La Fayette, são navios destinado à patrulha no círculo interior e proximidades das ilhas dos Mares da China.
Type54 China (6)
[embedplusvideo height=”395″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/19lH6od” standard=”http://www.youtube.com/v/CSvBNdIyHmc?fs=1″ vars=”ytid=CSvBNdIyHmc&width=650&height=395&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep2305″ /]

A primeiro fragata  a  Xuzhou foi lançada em 30 de setembro de 2006 e comissionada em 2008.

Os navios utilizam um radar 3D Type 382 plano, são equipados com um sistema de lançamento vertical equipado com 32 unidades dos mísseis HQ- 16 de defesa aérea, que tem sido desenvolvido e produzido pela China por conta própria, o sistema é baseado  nos mísseis russo 3K9 superfície-ar de codinome OTAN, SA-N-7. O sistema de mísseis foi inicialmente importado da Rússia, juntamente com os destroyers  da classe Sovremenny adquiridos pela China nos anos 90.

Type54 China (4)Atualmente os HQ-16 incorporam inúmeras novas tecnologias próprias e os chineses possuem a licença de produção para os mísseis. A versão chinesa possui 5,5 metros de comprimento e 0,35 metros de diâmetro, pesa 680 kg e possui uma ogiva de 65 kg

Ficha Técnica

Tipo: Fragata
Deslocamento / ton: Máx: 4.053,Padrão:3.600
Comprimento / m: 134,1
Boca/m: 16 m
Propulsão: CODAD , 4 x Shaanxi 16 PA6 STC diesel, 5.700 kW (7.600 + hp @ 1084 rpm) cada
Velocidade: 27 nós
Alcance: 8.025 milhas náuticas
Tripulação: 165
Sensores: Radar Type 382  ( versão atualizada do  radar Type 381  “Sea Eagle S / C”) 3D radar de busca de Superfície/ar.
Radar Type 344  (ME banda base) radar OTH de aquisição de alvos e SSM radar de controle de fogo
4 x 345 Type (Dome MR-90 Dianteiro) radares de controle de fogo, SAM
MR-36A superfície radar de busca, I-band, radar de controle de fogo e 347G 76 milímetros 2 x Racal RM-1290 radares de navegação, I-band , MGK-335 freqüência do sistema de sonar ativo / passivo de médio
ZKJ-4B / 6 (desenvolvido a partir de Thomson-CSF TAVITAC) sistema de dados de combate  HN-900 de enlace de dados (o equivalente chinês de Link 11 A / B, a ser atualizado), SNTI-240 SATCOM ,AKD5000S Ku banda SATCOM
Guerra eletrônica
E chamarizes:
receptor de alerta radar  922-1 HZ-100 ECM & ELINT
3 sistemas Kashtan de defesa de ponto.
Armamento: 1 x32 células VLS HQ-16 SAM / lançador de foguetes anti submarino
2 x 4 C-803 mísseis de cruzeiro de ataque anti-navio / terra
1 x PJ26 76 milímetros arma de duplo propósito
2 x 730 Tipo 7 canos de 30 mm CIWS
2 x 3 324 milímetros torpedos ASW YU-7
2 x 6 Tipo 87 lançador de foguetes anti-submarino de 240 milímetros (36 foguetes)
2 x Type 726-4 de 18 tubos lançadores de foguetes chamariz
Aeronaves realizado: 1 Kamov Ka-28 “ou Harbin Z-9 C
Instalações de aviação: hangar
[embedplusvideo height=”395″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/19lGZsP” standard=”http://www.youtube.com/v/sC8XvoL7bGQ?fs=1″ vars=”ytid=sC8XvoL7bGQ&width=650&height=395&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep5653″ /]

Fontes consultadas pelo huanqiu.com afirmam que o alcance dos mísseis é de 45 km e que a arma possui altitude operacional entte 10 e 25 000 metros, com índices de acerto e,tre 0,75-0,98. O sistema de defesa do navio possui um tempo de resposta entre 3-5 segundos.

Fonte: huanqiu.com

Type54 China (5)

Fonte: Tiananmens Tremendous Achievements

10 Comments

  1. Sayd_jarrad says:

    Eu sempre digo que os Chinas estão sempre com pressa. mais lançar DUAS FRAGATAS em apenas DOIS DIAS!!! colocaram a 6º marcha de vez. Japão e Taiwan que não abram os olhos.

  2. helveciofilho says:

    por LUCENA.
    .
    .
    .

    o quê !…..Rsrsrrsr….

    • helveciofilho says:

      A…. tá tá tá tá…o PT é feio ,os bolivarianos são mauzinhos,o Brasil também é feiinho,,…etc…etc….

      • Rafa_positron says:

        Kkkkkkk

        É bem por ai Lucena…

        Daqui a pouco aparece um virgem chato de mascara e um véi de zoio azul pra alimentarem esse discurso que ja dura alguns anos……

  3. JOJO says:

    China copia o que acha util das ideias produzidas no mundo ocidental e poem em pratica. Na questao naval, Liu Huaqing, considerado o “pai” da marinha chinesa contemporanea, diz em suas memorias que utilizou-se das teses do historiador norte americano, Alfred Thayer Mahan, The Influence of Sea Power upon History, publicado no final do seculo XIX, para formular os principios da estrategia naval chinesa, nos meados de 1980.Ainda recentemente foi publicado em jornais ingleses que o pessoal do Estado Maior da Marinha chinesa estava debatendo o livro de Mahan. Livro interessante sobre o assunto e Chinese Naval Strategy in the 21st century de James R Holmes e Toshi Yoshihara, que pode ser lido no Google Books. Tambem de facil compreensao e a tese de Binh Nguyen da Universidade de Pennsilvania, People’s Liberation Army Nave: The motivation behind Beijing’s Naval Modernization, em particular no capitulo 3, pagina 18 The Influence of Mahanian Thoughts on PLA’s Modernization. Seguindo Mahan, China sabe que se quiser manter sua posicao da maior potencia industrial do momento ela precisa de uma marinha forte para defender seus interesses. Enquanto isso no patropi, ….melhor nao dizer nada.

  4. _RR_ says:

    Bem armada a danada…!

    Creio que o sistema 3K9, que é uma variante do Buk para propósitos navais, é um sistema incrível pra uma fragata! Se for equipado com um míssil equivalente ao 9M317, é algo com um alcance de uns 50km e podendo engajar alvos a 25km de altitude! Também acho um pouco pesados os CIWS de 30mm, mas enfim… não se destinam somente a proteção contra mísseis; e teoricamente teria um alcance maior… Com os C-803, capazes de engajar alvos em terra, esses navios possuem uma respeitável capacidade de dissuasão… Até onde sei, somente as Perry americanas são tão bem armadas…

    E o mais curioso de tudo: esse navio é uma solução quase que inteiramente made in China…

    • Blue Eyes, Na Resistência says:

      Seria uma boa aquisição se fosse barata ???…

      • _RR_ says:

        Blue Eyes,

        Tal como está, acredito que seria muito boa para a MB… Mas se fosse para o Brasil, seria interessante que se pudesse dota-la de equipamentos e armas ocidentais…

        Contudo, um projeto que eu acho de todo interessante são as FREMM franco-italianas ( o modelo italiano em particular muito me agrada )… Não é tão vistoso quanto o modelo chinês, mas o desenho denota um projeto mais recente e seu peso indica espaço para considerável crescimento futuro… A versão italiana é muito bem armada, tanto quanto essa fragata chinesa, e superior em muitos aspectos; a começar pela dotação de Aster 30 ( que eu considero formidável ). Se for para dotar a MB de uma fragata moderna, creio que a FREMM é a melhor pedida…

  5. Olá pessoa. Meu comentário não visa analisar as qualidades do projeto Chinês em questão, mas tão somente salientar sobre questões nossas, da nossa marinha de guerra com 14 escoltas envelhecidas, excluindo obviamente a corveta Barroso e que por mais que a tenhamos por prestigio, devemos reconhecer suas limitações, limitações estas que podem muito bem ser superadas com o mínimo de boa vontade e tato por parte dos comandantes da nossa marinha de guerra, pois se usarem os termos certos e as barganhas necessárias conseguiriam os recursos para tau implementação. Sinceramente, falando por Brasil, acho que a Emgepron devesse urgentissimamente reativar a produção das Mk10, com poucas atualizações de casco e o máximo em detectores e sistemas de armas, e aqui me refiro à produção de um lote inicial de quatro unidades, posteriormente outro lote de quatro unidades com maiores atualizações de casco, propulsão e demais sistemas, até atingirmos um conceito evoluído das mesmas denominando-as MK 2020, com máximas no conceito de navio combativo, aperfeiçoando o que já é nosso sem que ajam necessidades de desprezar o prosuper da MB. Reestabeleceria o know how adquirido no estaleiro Verona angra reis (salvo engano), tornando o meio nacional, operativo com cadeia de produção. Duvido se já o tivessem iniciado a partir da construção de cascos, posteriormente anunciado que há cascos, mas não á propulsores nem sistemas de detecção e armas, além do que as três forças já poderiam ter se engajado no desenvolvimento de protótipos de lançadores de tubos diversos, armas de cano como no caso do DEFA 554 dos antigos Mirages da Fab, que proporcionará a Empresa Target incrementa-los com maior versatilidade, o que é hoje empregado nos AMX Brasileiros e proporcionou algumas ideias de uso ao CTEx em 2008. Poderá haver uma chuva de ideias no desenvolvimento de sistemas de detecção diversos com uma gama de variações e adaptações diversas de acordo com as necessidades especificas das forças, pois é possível que um componente tenham variadas aplicações à partir de ajustes e incrementos.

  6. DigoSSA says:

    Vocês tão achando que isso é rápido, pois se preparem pra quando o Prosuper engatar. Vai ser uma atrás da outra, não vai dar tempo nem de secar a tinta da numeração. Aguardem, mas aguardem bastante.

shared on wplocker.com