Defesa & Geopolítica

Videos: RAE 2013, Feira militar Russa apresenta novidades e surpresas

Posted by

Russia Arms Expo 2013: novos conceitos, novos mercados

Russia Arms Expo 2013, RAE 2013, técnica militar, exposição

© Ilia Kramnik / Voz da Rússia

Ilia Kramnik
Edição de imagens e vídeos: Rustam & E.M.Pinto

 

Na IX exposição internacional de armamentos Russia Arms Expo 2013 (RAE 2013) em Nizhny Tagil, são tradicionalmente apresentados os modelos mais modernos de equipamentos militares utilizados nas Forças Armadas da Rússia, suas variações para exportação, bem como desenvolvimentos fundamentalmente novos.

Veja as fotos da exposição

[embedplusvideo height=”395″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/18z49zq” standard=”http://www.youtube.com/v/fZJmg_ZPR0A?fs=1″ vars=”ytid=fZJmg_ZPR0A&width=650&height=395&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep5942″ /]

As novidades mais interessantes da RAE 2013 são veículos de combate de nova geração em chassis Armata, Kurganets 25 e Bumerang, que passarão a ser produzidos em série para o Exército russo. Destacam-se também os projetos mais recentes de munições e diferentes equipamentos militares. A característica comum de toda essa tecnologia é a novidade conceitual de uso de componentes estrangeiros, o que proporciona acesso a novos mercados.

[embedplusvideo height=”395″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/18z7z5k” standard=”http://www.youtube.com/v/MlTahtVlJ7Q?fs=1″ vars=”ytid=MlTahtVlJ7Q&width=650&height=395&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep3327″ /]

Veículo de combate de infantaria (VCI) híbrido russo-francês

RAE 2013 (4)

Talvez o exemplo mais notável deste tipo seja o modelo-conceito operacional de um VCI de rodas criado em resultado da cooperação entre a empresa de armamentos russa Uralvagonzavod e as empresas francesas Renault Trucks Defense e Nexter Systems. O carro de 8×8 está equipado com um novo sistema de fogo, que inclui um novo canhão de 57 milímetros, criado a partir do conhecido modelo S-60.

[embedplusvideo height=”395″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/18z4G4z” standard=”http://www.youtube.com/v/hh9Is89-wkk?fs=1″ vars=”ytid=hh9Is89-wkk&width=650&height=395&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep6712″ /]

De certa forma, a criação de uma máquina dessas é uma etapa extra do programa de criação do VCI de rodas Bumerang, que está sendo desenvolvido para as Forças Armadas da Rússia pela Corporação Militar-Industrial. Obviamente, um carro feito com uso extensivo de componentes estrangeiros é improvável de ser colocado em serviço do Exército russo. No entanto, no mercado externo, ele pode competir tanto com o Bumerang doméstico como com as propostas estrangeiras existentes, incluindo, por exemplo, a atualmente popular família de veículos blindados de combate da empresa Patria.

Protótipo de VCI do futuro apresentado em feira de armas de Nizhny Tagil

Tal competição só pode ser considerada como um fator positivo – a criação de tais máquinas permite às empresas russas expandir a sua presença no mercado de veículos blindados de rodas. Neste segmento, a indústria russa é representada hoje principalmente por veículos blindados BTR-80, de conceção ainda soviética, e suas modificações. O desenvolvimento conjunto com a França permite contar com o sucesso nos mercados dos países que preferem principalmente modelos ocidentais. Neste caso, os cascos blindados e armamentos russos podem vir a ser um atrativo “empoderamento” para os potenciais compradores.

Nova vida de velhos projéteis da empresa Kompas

Veja imagens da Feira clique para ampliar

Entre os objetos expostos nos pavilhões merece atenção especial a exposição da empresa Kompas, na qual, entre outras coisas, estão demonstrados conjuntos de orientação de precisão Glonass/GPS. Estes dispositivos permitem atualizar velhos projéteis de artilharia, morteiros, e foguetes não guiados, transformando-os em armas guiadas com precisão.

Veja mais fotos da Russia Arms Expo 2013

O conjunto é um módulo que inclui uma unidade de controle, um recetor do sistema de navegação por satélite, e pequenas “asas” como têm os mísseis, ativadas durante o lançamento. O módulo é montado na cabeça do projétil ou morteiro, no lugar do detonador regular. O desenvolvimento deste conjunto começou no âmbito do programa Dinamika ainda no final dos anos 2000, mas uma demonstração pública com modelos reais é realizada pela primeira vez.

Ao contrário dos mísseis guiados tradicionais com sistema de orientação a laser, um projétil equipado com um tal conjunto não depende das condições climáticas e não necessita de iluminação exterior do alvo, o que permite atingir rapidamente alvos isolados com coordenadas conhecidas. O provável desvio do alvo de tais projéteis modernizados é de 3-5 metros, uma ordem superior a precisão dos projéteis não guiados tradicionais.

Mira de tanque com matriz russa

Entre outros modelos de equipamentos merece uma menção especial o sistema de mira de tanque Agat-MDT, que permite detetar alvos na escuridão total a uma distância de até quatro quilômetros. O interesse nesta mira desenvolvida pela usina Zverev de Krasnogorsk (KMZ, na sigla russa) é devido ao fato de que ela foi criada com base em elementos de produção russa. A base do Agat é uma matriz da empresa russa Orion com uma resolução de 640×512 pixéis. Essas características colocam o Agat ao nível dos produtos da empresa francesa Thales, que atualmente são instalados nos tanques T-90 – tanto para o Exército russo como para exportação.

No entanto, o Agat-MDT em sua forma atual é apenas uma etapa intermédia no caminho para a criação de miras mais avançadas de visão térmica, inclusive as que serão instaladas nas máquinas das famílias Armata, Kurganets e Bumerang. A criação da mira Agat-MDT permite no mínimo reduzir o tradicional atraso de desenvolvimentos russos nesta área sensível e abre perspetivas de desenvolvimento de produtos eletrônicos militares russos. Em caso de sucesso, os desenvolvedores russos de sistemas optoeletrônicos ganharão a independência que lhes permitirá sobreviver em condições de mercado sem o apoio permanente do Estado.

Os fatos citados são de responsabilidade do autor.

Terminator 2 Mais letal, mais terrível
RAE 2013 (1)
Rustam& Edilson
A feira também foi palco da estréia de surpresas como o veículo de combate urbano Terminator 2, que debutou no evento surpreendendo muitos dos participantes.
O Terminator 2 foi desenvolvido pela fabricante russa Uralvagonzavod e é uma evolução do seu antecessor Terminator, desenvolvido para contra insurgência em combate urbano. A nova variante consegue engajar alvos a qualquer altura em ambientes fechados e atingir alvos a 6km de distância, sobre quaisquer condição climáticas ou de terreno.
 O Novo Terminator 2 reduziu  a tripulação necessária de 5 para a versão para apenas 3 tripulantes, devido a uma maior automação nos sistemas.Na ocasião da feira o vice primeiro-ministro russo, Dmitry Anatolyevich Medvedev chegou a elogiar a atuação e exibição do veículo.
RAE 2013 (6)
De acordo com os desenvolvedores do veículo, esta nova versão pode ser produzida para quaisquer operadores do veículo T-72, através de uma modernização e reconversão dos veículos velhos para este padrão, o que reduz significativamente os custos de produção.
O Terminator 2 possui um novo sistema de gerenciamento de  combate conectado a inúmeros sensores dispersos pelo carro, que permitem a tripulação detectar todas e quaisquer ameaças vindas de alvos ocultos através de paredes, vegetação e terreno. o sistema autônomo também aciona as contra medidas as ameaças como RPGs e armas de mão, IEDS entre outras. O veículo conta ainda com uma maior proteção para atorre que confere maior sobrevivência aos tripulantes e ao próprio veículo.
[embedplusvideo height=”395″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/18z5KWb” standard=”http://www.youtube.com/v/3MTdwRUQo6I?fs=1″ vars=”ytid=3MTdwRUQo6I&width=650&height=395&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep2156″ /]

Rússia apresenta novos sistemas de mira na RAE 2013

Russian Arms Expo 2013, RAE 2013, Nizhny Tagil, Rússia, Nizhny Taguil, Nizjny Taguil, optoeletrônica, Schwabe, Zverev

© Ilia Kramnin / Voz da Rússia

A fábrica Zverev (Krasnogorsk, região de Moscou) pertencente à holding Schwabe, que integra as principais empresas russas da indústria optoeletrônica, apresentou na exposição de armas Russia Arms Expo 2013 em Nizhny Tagil novos sistemas de mira para equipamentos pesados – Agat-MDT e Irbis-K.

Os complexos visam garantir a cobertura da área, busca, detecção, identificação e destruição de alvos, podendo ser usados em estado estacionário ou em movimento.
Fonte: Voz da Rússia

6 Comments

shared on wplocker.com