Defesa & Geopolítica

Alto secretariado da OTAN afirma que os helicópteros Russos são os mais confiáveis e tem prestado inestimáveis serviços no Afeganistão

Posted by

Mi1713

Rustam (Moscou)

Tradução e adaptação: E.M.Pinto

Segundo citação de Secretário Geral adjunto da OTAN em Bruxelas, o acordo firmado entre a OTAN e as empresas russas para fornecimento e repotencialização dos helicópteros Russos Mi 171 tem sido um sucesso. O secretário destaca ainda a facilidade de conversão de tripulações e pilotos e a confiabilidade das aeronaves em operações em condições adversas, proibitivas para outras aeronaves equivalentes.

Em 19 de setembro passado o Embaixador Alexander Vershbow, Secretário-Geral Adjunto da OTAN, destacou o sucesso da cooperação entre a Rússia e a OTAN nas oeprações de combate às drogas,  prestação de  serviços de transporte para os Estados membros da Força Internacional de Assistência e Segurança no Afeganistão e no fortalecimento da força aérea do país .

Mi 171 (1)

Em seguida, citando Anders Fogh Rasmussen, secretário geral da OTAN, Vershbow deu detalhes da contribuição russa para a reconstrução de frota de helicópteros e  do treinamento das forças militares Afegãs. Segundo ele, a ideia de trazer a Rússia para obter ajuda  nestas operações, foi inicialmente proposta por Rasmussen, que durante a sua visita à Rússia em 2010 e posteriormente ao Afeganistão, percebeu na época que as aeronaves necessitavam de  peças de reposição e de pessoal para as aeronaves Mi-17 e Mi -35.

[embedplusvideo height=”395″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/18yUskx” standard=”http://www.youtube.com/v/hrj9stcqYLQ?fs=1″ vars=”ytid=hrj9stcqYLQ&width=650&height=395&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep9561″ /]

A Rússia concordou em fornecer peças de helicópteros sobressalentes  à Força Aérea Afegã à preços baixos. Os Russos também concordaram em fornecer o treinamento para os especialistas afegãos na cede da Novosibirsk Aircraft Repair Plant. Através destes cursos  três grupos de dez pessoas (um total de 30 afegãos, o que representa 20% dos técnicos da Força Aérea do país) puderam se especializar na manutenção das aeronaves.

[embedplusvideo height=”395″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/18yUyIW” standard=”http://www.youtube.com/v/nTuDWPrpo1A?fs=1″ vars=”ytid=nTuDWPrpo1A&width=650&height=395&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep8162″ /]

Em abril de 2013, a Força Aérea do Afeganistão possuia 36 helicópteros Mi-17 e oito  Mi-35. Espera-se que até 2016 as agências de segurança afegãs terão em operação de mais 80 Mi-17.

Mi 171 (2)

Ambos os secretários destacam o cumprimento dos acordos pro parte dos Russos, e destacam que as aeronaves respondem hoje por cerca de 75% do transporte das forças Afegãs, especialmente em regiões proibitivas para modelos ocidentais devido as adversas condições de operação.

Segundo o Secretário hoje 50% das aeronaves são operadas por aviadores americanos e as aeronaves tem obtido índices de operacionalidade superiores aos ocidentais, o que os torna sem dúvidas as mais confiáveis de se operar naquela região.

Mi1713


37 Comments

shared on wplocker.com