Defesa & Geopolítica

A-10 Thunderbold II e Boeing F-15C devem ser retirados de serviço na USAF

Posted by

A United States Air Force (USAF, Força Aérea norte-americana) terá que retirar de serviço frotas inteiras de aeronaves de combate para atender se adequar as leis orçamentárias. Na lista, o jato de ataque Fairchild A-10 Thunderbold II remonta como um dos mais prováveis.

Segundo o General Mike Hostage, comandante do Comando de Combate Aéreo da USAF, a única forma da Força continuar atendendo as demandas operacionais é retirar de serviço as aeronaves que cumprem um único tipo de missão, preservando os jatos de multiemprego.

Ao retirar o A-10 de serviço, por exemplo, uma cadeia logística, de suporte, manutenção e treinamento também deixam de existir junto com a aeronave, reduzindo drasticamente os custos para a USAF e ampliando a operação de outros aviões de combate.

Os F-15C poderão ser mantidos, em menor quantidade, devido a falta de aeronaves de superioridade aérea na USAF, mesmo considerando os 184 F/A-22 Raptor em serviço. Os Lockheed Martin F-35 serão capazes de suprir a tarefa dos F-15C quando operarem em conjunto com o F/A-22.

A USAF também precisa olhar com mais atenção para os programas de modernização da sua frota, pois caso contrário poderá enfrentar no futuro desvantagens com os seus caças de 4ª geração com 45 anos de idade. Ainda segundo o General Hostage, seriam necessários 350 novos F/A-22 até 2030 se o programa do F-35 fosse cancelado.

O F-35 será capaz de substituir o A-10 em missões de apoio aéreo aproximado, entretanto o custo de operação comparado ao A-10 será ainda maior.

Fonte: C & R

7 Comments

shared on wplocker.com