Defesa & Geopolítica

Encomendas de projetos pela MB à Fincantieri e à Navantia para o PROSUPER

Posted by
fremm-italian-with-aegis
Preâmbulo, por Gérsio Mutti
Caros Editores e Colaboradores do blog Plano Brasil, penso que a Marinha do Brasil esteja adaptando o projeto da Corveta Barroso, a um novo projeto de uma nova fragata do tipo da FREMM italiana, para que esta possa suportar os novos equipamentos que serão embarcados. Dentre esses equipamentos poderá constar o sistema Aegis italiano, além de mísseis em silos de lançamento vertical, do tipo Umkhonto da Denel Dynamics, ou quem sabe, uma variação do Pantsir naval, que se encontra em desenvolvimento na Rússia para a Marinha Russa. Acesse matéria do Plano Brasil de Quinta-Feira, 12/09/2013:
Na EuroNaval de 2012 em Paris, França, a Marinha do Brasil (MB) encomendou junto à italiana  Fincantieri – Cantieri Navali Italiani S.p.A, uma variante do projeto de casco da fragata multimissão FREMM italiana de 144 metros e 6500 toneladas/peso.
Segundo a DefenseNews.com via Defesa Aérea & Naval (DAN) (http://www.defesaaereanaval.com.br/?p=11172), “afragata Aegis da Fincantieri, com quatro painéis do radar Aegis SPY1-D sobre a superestrutura, junto com um sistema de lançamento de Mark 41 vertical, “usa o casco de 144 metros de uma variante FREMM com 6.500 toneladas, projetada para o Brasil, impulssionada por um motor diesel combinado com turbina a gás.”

Este projeto da Fincantieri é um projeto de “conceito theater ballistic missile defense surface combatant”, e tem a intenção de mostrar que o sistema Aegis, atualmente o único sistema de defesa com mísseis balísticos a bordo (DMO), pode ser instalado em um navio com um casco semelhante às fragatas multimissão FREMM construídas pela Itália e pela França.

Nenhuma relação formal com a Lockheed Martin está por trás do projeto, pois é a primeira vez que uma empresa de construção naval está mostrando o sistema Aegis em um navio que não seja um projeto dos EUA e seus derivados japoneses / sul-coreanos ou em fragatas construídas e projetadas pelo estaleiro espanhol Navantia, que construiu navios com esse sistema para as Marinhas norueguesa e australiana.”

Por sua vez, a espanhola Navantia , aposta forte no Brasil, pois mediante modificações no grupo propulsor da Corveta Júlio de Noronha (V 32), instalará um novo sistema de controle a ser desenvolvido pela própria empresa, a fim de melhorar o desempenho do motor MTU Friedrichshafen 16V 956 TB 91.”

Navantia-600x450

Segundo Luiz Padilha da DAN , “não (se trata de) remotorização e sim, da instalação de um novo controle dos motores, o que se faz necessário para que os navios sejam otimizados.”

Também segundo a DAN (http://www.defesaaereanaval.com.br/?p=28488), “a empresa espanhola tem seis meses para produzir e entregar o equipamento e mais de dois para instalação, testes e processo de aceitação formal. Este programa será realizado no Brasil em colaboração com uma empresa local, ainda a ser definida.

Esta operação pode ainda ser estendida para as três unidades restantes de corvetas da classe Inhaúma (Inhaúma, Jaceguai e Frontin). A propulsão do tipo CODOG (Combined Gas or Diesel) também compreende uma turbina LM2500.

É a primeira vez que a Navantia ganha um contrato da Marinha do Brasil, a qual já apresentou proposta para fornecer a fragata modelo F-100 Flight 2 e um Navio de Apoio Logístico (BAC – Buque de Aprovisionamiento en Combate) para o PROSUPER, que prevê a compra de cinco fragatas, cinco navios de patrulha oceânicos e uma unidade de apoio logístico.

A Navantia também está atenta a outros importantes programas de navios de guerra da Marinha brasileira, como Programa de Obtenção de Navio Anfíbio (PROANF) e o Programa de Obtenção de Navios-Aeródromo (PRONAE) para dois porta-aviões, tendo respondido à um pedido de informações da Marinha do Brasil sobre o seu Buque de Proyección Estratégica (BPE).

A remotorização das fragatas da classe Niterói é outra área em que a Navantia está muito interessada, propondo uma solução em parceria com a alemã MTU Friedrichshafen.”

Esta matéria vem se somar a uma outra, publicada pelo Blog Plano Brasil de Quinta-Feira, 12/09/2013:

“NAVANTIA VAI FORNECER SISTEMA DE CONTROLE DE MOTOR PARA CORVETA DA MARINHA DO BRASIL” 

Com a Palavra os senhores Comentaristas do Blog Plano Brasil

11 Comments

shared on wplocker.com