Defesa & Geopolítica

Presidência diz que ainda não tem decisão sobre viagem de Dilma aos EUA

Posted by

A viagem da presidente Dilma Rousseff aos Estados Unidos, programada para outubro, dependerá do relatório que será apresentado pelo Luiz Alberto Figueiredo, que na semana passada foi para Washington pedir explicações sobre a suposta rede de espionagem americana, informou neste domingo o Palácio do Planalto.

O porta-voz da presidência, Thomas Traumann, desmentiu no Twitter do Palácio do Planalto que Dilma tenha cancelado a viagem aos Estados Unidos e explicou que uma decisão só será tomada após uma reunião com Figueiredo, ainda sem data definida.

O chanceler se reuniu na quarta-feira em Washington com a Assessora de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Susan Rice, para tratar sobre a suposta espionagem sofrida por Dilma e pela Petrobras.

Documentos entregues pelo ex-técnico da Agência Nacional de Segurança (NSA) dos Estados Unidos Edward Snowden ao jornalista Glenn Greenwald, colunista do jornal britânico ‘The Guardian’, que mora no Rio de Janeiro, revelam que o serviço de inteligência americano espionou telefonemas e e-mails de Dilma.

Além disso, outros documentos indicam que a Petrobras também foi alvo da NSA. A presidente disse em uma nota oficial que se essas atividades forem confirmadas fica claro que a motivação dos Estados Unidos não era preservar a segurança ou combater o terrorismo, mas tinha objetivos ‘econômicos e estratégicos’.

Depois das denúncias, Dilma cancelou a viagem de uma missão diplomática que deveria preparar a visita da governante à capital americana, programada para 23 de outubro.

O Ministério das Relações Exteriores não divulgou detalhes do encontro entre Figueiredo e Rice. A reunião foi resultado do encontro privado realizado entre Dilma e o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, há duas semanas durante a cúpula do G20 na cidade russa de São Petersburgo.

Após o encontro, a presidente disse que Obama tinha se comprometido a dar explicações sobre os casos de espionagem. A presidente disse que seu governo exigirá de Washington explicações sobre o assunto, assim como ‘medidas concretas que afastem de forma definitiva a possibilidade de espionagem que viole os direitos humanos, nossa soberania e nossos interesses econômicos’.

EFE

Fonte: G1

Lula e assessores orientam Dilma a cancelar viagem aos EUA

Assessores próximos de Dilma Rousseff têm orientado a presidente a cancelar sua viagem oficial aos Estados Unidos, prevista para ocorrer no próximo mês, após revelações de que a mandatária brasileira e outros órgãos do País foram alvos de espionagem da Agência de Segurança Nacional americana (NSA, na sigla em inglês). Entre aqueles que encorajam Dilma a cancelar a viagem está o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, informou neste sábado à agência Reuters um membro do alto escalão do governo.

A mesma fonte afirmou que Dilma ainda não está convicta da decisão, que só será concretizada após reunião com o ministro das Relações Exteriores, Luiz Alberto Figueiredo, a ser realizada na próxima terça-feira. Figueiredo viajou aos Estados Unidos nesta semana para ouvir as explicações das autoridades americanas a respeito das denúncias de espionagens, e é aguardado em Brasília para apresentar seu relatório a Dilma.

REUTERS

Fonte: Terra

 

9 Comments

shared on wplocker.com