Defesa & Geopolítica

Afinamento do desenho das Fragatas Type 26

Posted by

20130913095851_t26

Novo design do T26, introduzido em setembro de 2013

Tradução: E.M.Pinto

Como dizem, “elas estão realmente começando a parecer algo”. A Marinha Real Britânica revelou os últimos afinamentos das  futura fragatas Type 26. O projeto continua a refinar as linhas e segue rumo à construção com um desenho mais harmonioso do que nos dois primeiros projetos, apresentados em 2010 e 2012.

O navio do programa Combate Global Ship (GCS), deve ser lançado a partir de 2015 com a entrega da primeira Type 26 em 2020, os engenheiros britânicos estão reformulado pontos, o mastro principal, equipados com um sistema de monitorização e detecção, bem como um radar tridimensional Artisan 3D.

Um novo cantilever foi adicionado em cada lado da parte central da superestrutura para mudar, em cada extremidade, um sistema de Falange multitubular, o equipamento a ser preparado antes da frente, para a porta de entrada, e a traseira, acima do hangar de helicóptero. Os nichos abrigam barcos, que por sua vez, foram transferidos para o hangar, enquanto estruturas de suporte  de armas de 30 milímetros  operadas remotamente são menos proeminentes, permitindo sem dúvida a  melhoria da assinatura da plataforma.

 Vídeo da futura Type 26 (© BAE Systems)

[embedplusvideo height=”395″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/1blVFP8″ standard=”http://www.youtube.com/v/s30JF4pYbTw?fs=1″ vars=”ytid=s30JF4pYbTw&width=650&height=395&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep8083″ /]

Para substituir as 13 fragatas Type 23 atualmente em serviço na Royal Navy, as type 26 serão maiores, com um comprimento de 148 metros (contra 133) e um deslocamento de carga de 5.400 toneladas (contra 4900) .

As fragatas são projetadas para atingir a velocidade de 28 nós e cruzar sete mil milhas à 15 nós, a sua tripulação será de 118 marinheiros, com capacidade para acomodar outros72 passageiros.

As fragatas poderão ser equipada com 24 células de lançamento verticais para mísseis superfície-ar Aster e, possivelmente, mísseis de cruzeiro. Adicionados ao sistema de curto alcance Sea Ceptor superfície-ar com mísseis CAMM (até 48 munições). Além da falange e pistolas de 30 milímetros, a artilharia de cano  inclue um canhão 127 milímetros. Haverá também a bordo, torpedos, o que pode ser implementado por um helicóptero AW101 Merlin. Isto incluirá missões luta anti-submarino. As futuras fragatas terão um sonar no domo e um sonar rebocado.

Vídeo do futuro T26 (© BAE Systems)

Novo design do Type 26, em setembro de 2013 (© BAE Systems)

 

Novo design do T26, em setembro de 2013 (© BAE Systems)

Primeira mudança importante para o projeto em 2012 (© BAE Systems)

 

Primeira mudança importante para o projeto em 2012 (© BAE Systems)

Projeto inicial do Type 26, que foi revelado em 2010 (© BAE SYSTEMS)

Note-se que o Reino Unido e BAE Systems, que abrange projeto industrial focam no potencial de exportação das fragatas. Em janeiro deste ano, um acordo foi assinado com a Austrália a fim de estudar a possibilidade de utilizar as Type 26 como substitutas das quatro fragatas Australianas tipo OH Perry.

Fonte: Mer et Marine

 

10 Comments

shared on wplocker.com