Defesa & Geopolítica

Helicóptero de reconhecimento e ataque Kawasaki OH-1 “Ninja”

Posted by

[embedplusvideo height=”395″ width=”650″ editlink=”http://bit.ly/1aVOjlj” standard=”http://www.youtube.com/v/xrK3DYW1kMM?fs=1″ vars=”ytid=xrK3DYW1kMM&width=650&height=395&start=&stop=&rs=w&hd=0&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep8091″ /]

Kawasaki OH-1 ( Ninja) light military reconnaissance helicopter Japan Ground Self-Defense Force, Military Attack Helicopters gunship OH-6 Loach Agustaexport AT129 Mangusta AH-1 SuperCobra Boeing AH-64 Apache  (1) Kawasaki OH-1 ( Ninja) light military reconnaissance helicopter Japan Ground Self-Defense Force, Military Attack Helicopters gunship OH-6 Loach Agustaexport AT129 Mangusta AH-1 SuperCobra Boeing AH-64 Apache  (2) Kawasaki OH-1 ( Ninja) light military reconnaissance helicopter Japan Ground Self-Defense Force, Military Attack Helicopters gunship OH-6 Loach Agustaexport AT129 Mangusta AH-1 SuperCobra Boeing AH-64 Apache  (3) Kawasaki OH-1 ( Ninja) light military reconnaissance helicopter Japan Ground Self-Defense Force, Military Attack Helicopters gunship OH-6 Loach Agustaexport AT129 Mangusta AH-1 SuperCobra Boeing AH-64 Apache CAIC

12 Comments

  1. O DRAGÃO, está movendo o japão a se equipar militarmente…lembranças da II WW ainda ñ resolvidas…Qto ao BRASIL…deixa prá; lámentável.Sds.

  2. NovoBrazuk says:

    Não se é o projeto final, mas por enquanto tá muito fraco.

    • Maxwell says:

      O projeto é final, a produção começou em 1998. Esse helicóptero é considerado “leve” pelo exército nipônico! Destina-se ao reconhecimento armado, o helicóptero pesado deles é o AH-64 Apache. A aparência de “Fraco” é porque ele não está armado. Ele leva pod de foguetes, misseis Stinger, pod de canhões, e é bom lembrar que no Brasil essa função é desempenhada pelos HA 1 Fennec (esquilo) armados e com os americanos os MD 530 ou OH-58D (Jet Ranger), que levam quase nada de armas.

  3. X-tudo says:

    Os Japoneses só aproveitando!!… Indo no Embalo… da Corrida armamentista de China Russia e Coreia do Norte X EUA, mostrando a que veio!…

    Dos que vem agora na mente… Porta-helicopteros ( – aviões f-35) E este heli de reconhecimento que parece um Cobra Americano!… Com uns Pods pra armamento!… Será perfeito pra guerrilha urbana… pequeno… esguio… ágio… difícil um rojão pegar!..

  4. Lucas Senna says:

    Os Japoneses escolheram um local bem inconvencional para os sensores. O que eles tem na cabeça? Aquela posição é cheia de pontos cegos e não permite ver nada diretamente abaixo da aeronave.

    • _RR_ says:

      Lucas Senna,

      Pelo contrário… Normalmente um helicóptero de ataque não precisa ver diretamente para baixo; apenas em um angulo menos acentuado para baixo… Afinal de contas, ele nunca atacará estando diretamente acima do alvo; ele sempre o fará a grande distância horizontal… A posição dos sensores acima, teoricamente também permite apontar armas a distancias maiores estando mais baixo. Isto é, a ideia é atacar voando baixo, aproveitando o terreno para camuflar-se, e fazendo-se surgir somente na altura dos sensores para atacar, visando expor menos o helicóptero.

      Pra mim, o ideal seria ter os sensores acima do rotor, tal como no OH-58D Kiowa…

      • Konner says:

        Salve amigo _RR_.
        .
        Perfeito seu comentário.
        .
        Saudações,
        .
        konner

      • Maxwell says:

        Como o Konner disse, comentário perfeito. E caso precise de mais subsídios, veja o Eurocopter Tiger. Todo equipamento óptico de pontaria está acima da cabine, exatamente como o OH-1 Ninja (até o artilheiro do Tiger, está na posição mais elevada), e em sua versões mais recentes os equipamento estão em um mastro acima das pás do rotor (como no Kiowa).

      • Lucas Senna says:

        Realmente RR, depois de que eu já tinha feito o comentário que eu me toquei nisso. Como o helicóptero será de reconhecimento não haveria tanta vantagem em colocar os sistemas no nariz, sendo mais importante uma visão de longo alcance. Ainda mais que a aeronave nem sequer possui um canhão automático. Ao menos não de fabrica.

  5. Blue Eyes, Na Resistência says:

    É a cara do chinesinho !!!… rsrsrsrsrsrrs… quem copiou quem ???!!!…

    • Maxwell says:

      O OH-1 Ninja está em produção desde 1998 (quando foi entregue a primeira unidade). O projeto começou em 1992 (oficialmente), mas já estavam burilando desde 1980.

  6. teropode says:

    E´uma otima constataçao deque os japoneses estao se reequipando com meios domesticos,otimo pra eles ruim para a china !

shared on wplocker.com