Defesa & Geopolítica

“ROSTVERTOL” TESTANDO OS ÚLTIMOS 3 Mi-35M PARA A FORÇA AÉREA BRASILEIRA (FAB)

Posted by
Ah 02 SABRE (1)
Carlos Lima, DAN

Os especialistas da fábrica “Rostvertol” (parte da holding “Helicópteros da Rússia”) começaram a testar o último lote de Mi-35M para a Força Aérea Brasileira. Segundo o contrato assinado com a “Rosoboronexport” em 2008, o Brasil deve receber 12 novos helicópteros multi-funções Mi-35M. Até o momento, nove helicópteros foram entregues ao cliente. O envio do último lote de três máquinas está prevista para o outono russo de 2013.

Ah 02 SABRE (2)

Dados técnicos da aeronave:

Motor: VK-2500 – 2 x 2200cv

Peso (Take-Off):

Normal – 10 900 kg;
Máximo – 11 500 kg;
Peso (Take-Off) com tanques subalares – 12 000 kg;
Peso máximo de carga – 2400 kg;
Peso do helicóptero vazio – 8354 kg.

Velocidade:

Máxima – 300 km/h;
Cruzeiro – 240 km/h.

Teto:

Estático – 3150 m;
Dinâmico – 5400 m.

Raio de ação:

Normal – até 550 km;
Com tanques subalares – até 1000 km;
Tripulação – 2 pessoas.

Armamento principal:

NPPU-23 (arma de montagem removível móvel) com o canhão GSh-23L, calibre 23 milímetros, 450 cartuchos de munição;
2 CCP-23 (pods de arma universal) com armas GSH-23L, calibre 23 milímetros, 2×250 cartuchos de munição;
4 B8V20-A com foguetes não guiados tipo S-8, calibre 80 mm, 4×20 unidades.
2 B13L1 com foguetes não guiados tipo NAR S-13, calibre 122 milímetros, 2×5 unidades.
mísseis guiados, como “Shturm” e “Ataka”, calibre 130 milímetros, 8 unidades.

Opcionais:

Sistema de navegação, manobras complexas e display eletrônico KNEI-24E;
conjunto simplificado de míssil guiado 9K113K, incluído no sistema OPS-24N de vigilância e ataque com unidade de controle em plataforma giroestabilizada GOES-342VMI;
computador de observação PrVK-24;
lançador removível APU-8/4U em pilones série DB-3UV de quatro até oito do tipo SD “Ataka” (“Shturm”);
arma de montagem removível móvel NPPU-23;
sistema de comunicações KSS-28N;
óculos de visão noturna OVN-1 “Skosok”;
adaptação para o uso de óculos de visão noturna exterior e interior e iluminação.

Proteção contra sistemas:

estação de radar com detecção de radiação;
dispositivo térmico de emissão infravermelha de falsas contramedidas;
dispositivos de bloqueio de faixas do infravermelho;
aparelho de tela de exaustão;
redundância múltipla de sistemas críticos do helicóptero;
aviso de eficiência e sistemas vitais reservas na cabine do helicóptero.

Fonte:  i-mash.ru via Defesa Aérea & Naval (DAN) 

3 Comments

shared on wplocker.com