Defesa & Geopolítica

Aceitação do submarino nuclear Alexander Nevsky depende do sucesso do lançamento dos mísseis Bulava

Posted by

 

Termo de aceitação de transferência para a marinha da Rússia do submarino nuclear Alexander Nevsky, classe Borei, projeto 955, está condicionado ao sucesso do lançamento do míssil balístico 30 3m30 Bulava-30, programado para Setembro/2013

Borei

“O submarino nuclear Alexander Nevsky, da classe Borei (Projeto 955) realizará disparo com o míssil balístico R30 3M30 Bulava-30 de três estágios movido a combustível sólido (RSM-56 em tratados internacionais e SS-NX-30 de acordo com classificação da Otan)  no mês de setembro de 2013.

 O R30 3M30 Bulava-30  se destina especificamente aos submarinos da classe Borei e transporta até dez ogivas independentes com alcance de até 8 mil quilômetros, e tem uma vida útil de projeto estimada entre 2040 e 2045.” 

166277652-580x682Novo teste com míssil Bulava programado para setembro

 

Míssil Balístico R30-3M30 Bulava-30Um porta-voz da Marinha russa declarou à agência de notícias Interfax-AVN na última sexta-feira (26/7/2013) que o submarino nuclear Alexander Nevsky, da classe Borei (Projeto 955) realizará disparo com o míssil balístico Bulava.

“Durante a fase final das provas de mar feitas a pedido do governo, o submarino nuclear conduzirá, enquanto submerso, procedimentos com o míssil Bulava”, afirma a fonte. O experimento está previsto para a segunda metade de setembro, sob ordem do Estado-Maior das Forças Armadas russas. Durante o procedimento será empregado o sistema de controle automático de lançamento do submarino.

Рабочая поездка В.Путина в Северо-Западный федеральный округ“Caso o lançamento desse míssil seja bem-sucedido, o submarino retornará às instalações da Sevmash, onde passará por vistoria., após a qual representantes do Comando Central da Marinha assinarão o documento de integração do navio. Esperamos que a bandeira seja asteada no Alexander Nevsky no dia 15 de novembro”, disse o porta-voz da Marinha.

Ainda de acordo com a fonte, o disparo programado para setembro não será um teste. “Todos os problemas pendentes com os mísseis Bulava foram solucionados. O armamento foi testado e transferido para a Marinha. Não haverá envolvimento de empresas na condução desses disparos”.

O Bulava  R30 3M30 (RSM-56 em tratados internacionais e SS-NX-30 de acordo com classificação da Otan) é o mais avançado míssil de três estágios movido a combustível sólido produzido na Rússia, e se destina especificamente aos submarinos da classe Borei. Um exemplar do Bulava transporta até dez ogivas independentes com alcance de até 8 mil quilômetros. A vida útil do armamento é estimada até 2040-2045.

FONTE: Russia Beyond the Headlines via Naval Open Source Intelligence via Poder Naval

One Comment

shared on wplocker.com