Luz que nunca apaga

lampada mágicaEngenheiro espanhol cria lâmpada que dura até 100 anos, lidera movimento mundial contra a vida curta dos aparelhos eletrônicos e é ameaçado de morte

Sugestão: X-Tudo

Ana Carolina Nunes

O silêncio do engenheiro espanhol Benito Muros é caro. Já ofereceram 30 milhões de euros (R$ 87 milhões) e ele não aceitou. Os compradores não desistiram e deixaram uma ameaça de morte na secretária eletrônica de Muros. Ele conta ainda que sofreu um golpe, quando ladrões de patentes se apresentaram como investidores. “Todos os episódios estão em investigação policial. No inquérito, estão envolvidos um jogador de futebol da primeira divisão espanhola, um vereador do Partido Popular e um empresário”, diz o engenheiro. Todo esse alvoroço foi provocado por uma lâmpada.

LONGA VIDA
Muito lixo deixará de ser produzido, caso a lâmpada
criada por Benito Muros se popularize

Muros é criador e produtor da lâmpada OEP Electrics. Por fora, parece com as concorrentes, mas no seu interior possui um sistema com garantia de 25 anos, ou 219 mil horas de funcionamento contínuo. É um golpe com poder fatal para a indústria. O invento do espanhol quebraria um pacto velado entre os fabricantes de lâmpadas. Pelo acordo, esses produtos não podem ultrapassar as mil horas de vida, para o bem da economia (das empresas) e o desespero dos ambientalistas. Contra esse estado de coisas, Muros lançou o movimento SOP (Sem Obsolescência Programada), o que aumentou a fúria de seus concorrentes.

Predeterminar o tempo de vida dos produtos é uma prática adotada desde o começo dos anos 1920. Ganhou força nos anos 1930, quando os Estados Unidos sofriam a grande depressão econômica. O industrial Brooks Stevens foi quem defendeu a prática, argumentando que o incentivo ao consumo seria fundamental para a recuperação da economia. “Um produto que não se desgasta é uma tragédia para os negócios”, publicou numa revista na época, quando a preocupação com o ambiente e os perigos do consumo desenfreado não eram previstos nem pelos mais visionários.

Passado quase um século, as lâmpadas são o maior símbolo da obsolescência programada. Thomas Edison orgulhava-se, em 1871, da duração de 1.500 horas de sua invenção. Em 1924, a publicidade destacava a vida útil de 2.500 horas. Foi nesse ano que, segundo o pesquisador Markus Krajewski – da Universidade Bauhaus de Weimar, na Alemanha –, surgiu o cartel batizado de Phoebus, estipulando a duração máxima de mil horas. Em 1953, um tribunal americano proibiu a pré-limitação, mas, na prática, os consumidores vivem outra realidade. As meias de náilon, por exemplo, que eram classificadas como “irrompíveis” no início do século passado, hoje se encaixam mais na categoria de descartáveis.

Fonte: Isto É

18 Comentários

  1. Realmente esse é o modelo humano na prática… se você é capaz de melhorar a qualidade real dos produtos industriais, ao fim que durem o máximo possível, reduzir os consumos de energia pra utilização ou encontrar forma de não ser substituído pouco importa o tempo de utilização, e ainda melhorar a reciclagem, eles vão fazer de tudo pra te impedir…

    Mas sabe como é né… eles querem é só grana e capital… se durar demais um produto então o lucro não vem… e isso é coisa de comunista né!!!

    Na minha concepção, pra melhorar a reciclagem e evitar o acumulo de lixo, toda vez que você fosse comprar um produto industrializado como eletrodomésticos, eletrônicos, automotivos e elétricos, deveria levar o velho pra poder comprar o novo, isso já melhoraria a reciclagem!!

    Valeu!!

    • GUARDEM ESSE POST… daqui a algum tempo não se ouvirá falar disso… NINGUÉM, ninguém tem interesse em que se produza esse tipo de produto, exceto a população… a indústria e a mídia perderiam trilhões se se produzisse aparelhos que durassem tanto… o assunto será liquidado como foi outros, como motores econômicos, sistemas de produção de energia barata e outros…

      • É verdade, isto sempre acontece. A desculpa que se ouve sempre é de falência de empresas, depressão econômica e coisas do tipo. A verdade é que os trabalhadores e as empresas fariam outras atividades e o mundo continuaria a girar.

      • Um pessoal no sul do país inventou um motor que funciona com lixo, vejam bem, motor para veículo… eu sequer vi nas mídias.

  2. Esse moço arrumou um problema sério por ser inteligente ,isso é mais comum do que se pensa, quando se pensa é mais comum arrumar problemas … não sei mais , nem vou pensar nos problemas mais comuns … sei lá.
    Mas voltando ao assunto, compre um aparelho de TV e se no manual estiver escrito o tempo de vida útil dela, pronto é só chegar esse tempo PUF !!! e nem adianta mandar consertar , vai pifar de novo, troque por uma nova. Isso é mais comum do que se pensa … de novo não. rs rs rs

  3. E olha de onde vem este satanismo da “Obsolescência programada” e isso aí não está só em lâmpadas não:

    No seu carro tem
    Na sua moto tem
    No seu aparelho eletrônico tem
    quem trabalha com impressoras laser simples ou multifuncional sabe que estas vem com o toner de tinta chipado, quando vc usa toda a carga original se se pode recarregar por o toner emite uma mensagem de erro, então você tira o chipe do toner e joga no lixo e recarrega e usa até não querer mais.

    Pra quem tem impressoras jato de tinta: você usa a bichinha imprime uma quantidade x de copias e adivinha do nada ela para mostrando a bendita mensagem de erro, isso acontece porque todas são chipadas, elas vem com um C.I na placa lógica que é programado para fazer um um numero x de copias, então vc reseta o C.I e ele zera fazendo com que a impressora vou a trabalhar normalmente.

  4. Essa historia eu já tinha ouvido falar, igual a do carro movido a agua!Ouviram falar também do Poder mundial que governa a terra?Dizem que o bil Clinton e inclusive o FHC participa dele!Onde estão as ONGS ecológica que não pegam essa ideia e colocam ao conhecimento de todos ou industrializa essa lâmpada?Tem um ar de conspiração tudo isso!A solução que nos escapa as mãos!

  5. O pior! É que já existe tecnologia inclusive para extinguir de uma vez por todas a mais-valia, esta praga que escraviza sociedades inteiras. Este é um lindo exemplo de muitos outros que sofrem tentativa de rechaçamento por suas idéias que fogem do controle do sistema.

    Mas… desculpem! É “”TEORIA DA CONSPIRAÇÃO””…

  6. isso é o CAPITALISMO ,alguns acham que é teoria da conspiraçao mas é apenas o capitalismo esse capitalismo esta acabando com os recusos naturais do planeta ,e já deve ter uma meta que quando cĥegar a um numero começara outra guerra para diminuir a populaçao mundial ,e o ciclo retorna ,e sempre o nome dos anglos sionistas no meio de tudo que nao presta .

    • Lamentável um ideário tão chulo… só quem não pensa por si só um pouquinho tem uma cosmo visão tão estreita… excetuando a questão da super população, o resto é uma bobagem atrás da outra…

  7. Definição de obsolescência programada em uma palavra: Apple.

    Essa tática é tão velha quanto o próprio capitalismo, mas só agora que as pessoas tem se atentado para isso. O problema em si não é nem o capitalismo, mas sim o capitalismo selvagem, o consumismo desenfreado. É ele quem incentiva esse tipo de prática. As indústrias que mais escapam disso são as de bens duráveis e de produtos de luxo. Já que no caso delas, o que se vende é mais que um produto, é uma marca, status, e por isso os preços exorbitantes permitem eles se darem ao luxo de vender pouco. Porém basta uma rápida olhada no mercado de Smartphones, principalmente Apple e Samsung e vai notar essa técnica levada ao extremo: a cada ano sai um novo produto. Detalhe, da ultima vez, chegou ao esdrúxulo de que a única diferença entre o produto novo e velho era algumas meia polegadas a mais na tela. Algo tão surreal, que a Justiça entrou contra um processo contra a Samsung.

  8. Já vi propaganda de venda dessa lâmpada pela internet…
    Gostei da ideia. Creio que a obsolescência programada é algo que merece ser revisto, afinal, a reciclagem de materiais até hoje não emplacou no mundo, apesar do esforço (e de ser em certas nações – poucas – um processo efetivo).

  9. As pessoas estão se esquecendo do que as tornaram fortes! Ao ponto de dominarem a terra! Não podem esquecer as necessidades vitais! Os temas dominados pelo o homem! Água – Energia – Alimento. Qual homem hoje é capaz e independente quanto a estes ítens? É possível inclusive salutar! Em sociedades desenvolvidas um caráter mais independente do sistema como um todo quanto ao consumo de cada um!… Remar contra a maré de gado! Que a situação está deixando as pessoas! Umas maletas ambulantes de capital investido!…

    Este é outro exemplo:

    http://hnfwater.com.br/index.html

    E muitos outros!

    Veículo movido a ar, água,lenha… gás de esgoto pra cozinhar… alimentos indoor etc

  10. Nisso tudo deveria ser acrescentada a indústria farmacêutica, com seus remédios estilo “ad eternum” como para diabetes e pressão alta, por exemplo, com vida útil de cerca de incríveis 12:00 horas. Tratamento definitivo que bom…

  11. Quem é um pouco mais velho vai lembrar da reportagem sobre um carro supostamente movido a água inventado por um brasileiro de origem simples por sinal. A reportagem passou no Jornal Nacional na época.

    Depois disso nunca mais ouvi falar do inventor e do seu invento.

Comentários não permitidos.