Em 12 anos Rússia vendeu para a América Latina 14.5 bilhões em armas

russia negocios defesa[wzslider transition=”‘slide'” info=”true” lightbox=”true”]

Tradução e adaptação: konner

Desde 2001, a Rússia vendeu para a América Latina, 14.500 bilhões de dólares em armas, anunciou hoje o chefe da empresa estatal Rosoboronexport, Anatoly Isaikin.

“O fornecimento de armas e serviços militares a esta região nos últimos 12 anos (…), em 2001-2013, situa-se em 14,5 bilhões de dólares”, disse Isaikin nesta segunda-feira em uma reunião parlamentar dedicada às prioridades de cooperação entre a Rússia e os países da América Latina.

A maior parte desse montante corresponde à cooperação militar com a Venezuela. “A quantidade de contratos, com a Venezuela, é estimado em 11 bilhões de dólares”, disse ele.

Ele ressaltou que é “uma parceria estratégica” com a maior parte das armas do arsenal sendo de fabricação russa Venezuela.

Fonte: RIANOVOSTI

4 Comentários

  1. “A quantidade de contratos, com a Venezuela, é estimado em 11 bilhões de dólares”
    Porque a Venezuela compro os T-72 é não os T-90 que tem o sistema Ativo ARENA?

    • Salve amigo Felipe …
      .
      Na realidade o T-90 também é uma evolução do T-72, só que mais sofisticado do que o que ela comprou…, vai ver ela está esperando a nova geração de CC da Rússia que está no forno, em se tratando de Venezuela eu não duvidaria nada, e aí os CCs já adquiridos ficariam na condição de CCs Médio e os novos ficariam como CC Principal.
      .
      É o mais genuíno – “achismo” …
      .
      Saudações,
      .
      konner

    • Complementando o que o konner disse, também existe a questão da doutrina de emprego e familiarização das equipes com os sistemas de armas russos. Assim quando os novos chegassem não seria um impacto tão grande. Além, claro, da questão do preço que é sempre algo a se levar em conta.

Comentários não permitidos.