Defesa & Geopolítica

SU 35 de volta ao FX 2?

Posted by

Sugestão: Rustam Moscow Rússia Para o Plano Brasil

Proposta brasileira

Segundo a agência de notícias Russas, INTERFAX, o caça 4.5G Russo Su-35 pode retonar ao programa FX-2 brasileiro que prevê o fornecimento de 36 aviões de combate. A declaração foi feita nesta quarta-feira, 28 de março pela agência Interfax durante a conferência do diretor-adjunto do Serviço Federal de Cooperação Técnico-Militar (FSMTC) Alexander Fomin.

“A informação oficial sobre a realização do concurso, não temos, nem sabemos se ainda é vigente ou quem seja o vencedor. Embora não exista uma informação clarasobre acontinuidade do programa ou se ele será reaberto com renovações de propostas, o certo é que estamos   prontos para cooperar com o Brasil como nosso parceiro “, – disse Fomin.

Segundo a “Interfax”, o Brasil, também não exclui a possibilidade de uma participação do caça Su-35 no concurso .
No programa lançado em 2007, além do Su-35 foram admitidos três aeronaves: O francês, Dassault Rafale, o Norte Americano Boeing F/A-18E/F Super Hornet e o Sueco JAS 39 Gripen NG da  Saab. Considerados como os favoritos pelo governo brasileiro o caça francês Dassault Rafale,  e o sueco SAAB Gripen.
O Program FX-2 prevê o fornecimento de 36 aeronaves até 2015 e outros 84 construidos sobe licença no Brasil até 2024.
Na primavera de 2011, oconcurso foi suspenso devido à alega falta de recursos. No entanto, em fevereiro de 2012, após o anúncio do vencedor do concurso indiano MMRCA pelo caça francês Rafale, que arrecadou 126 aviões de combate multi-propósito, o ministro da Defesa do Brasil, Celso Amorim, voou para a Índia para consultas sobre a competição. Conforme relatado, as informações do lado indiano viriam a  ajudar o Brasil a determinar o comportamento posterior do programa FX-2.
Durante a viagem de Amorim à Índia vários meios de comunicação especularam que a competição teria o caça francês novamente como favorito. O relatório suiço concluiu que o caça sueco JAS 39 Gripen é não só “muito mais fraco” que o Rafale, mas ainda inferior à características F/A-18 Hornet desatualizado (FA 18 C/D).
O caça russo Su-35 de geração 4 + +, ou 4.5 no entanto, exceptuando as capacidades de furtividade (stealth ) é perfeitamente compatível com uma aeronave de quinta geração.

O avião russo é capaz de velocidades de até 2.500 km/h capáz superar a 3,4 mil km de translado carregado, com um raio de combate de até 1,6 mil km.
O caça é equipado com um canhão de 30 mm, além disso, a aeronave tem 12 pontos de suspensão para mísseis e bombas de vários tipos. No início de março, surgiram relatos de uma possível venda de 48 Su-35 para china, num contrato estimado em mais de quatro bilhões de dólares.

Fonte: Lenta

shared on wplocker.com