Defesa & Geopolítica

INDRA PARTICIPA DO CONGRESSO CBRNe SOUTH AMERICA

Posted by

Levará uma reprodução do seu laboratório móvel NRBQ e exibirá informações sobre o Laboratório de Pesquisa Forense de explosivos improvisados (C-IED)

A companhia apresentará sua ampla oferta de soluções que cobrem todas as fases deste tipo de emergência

O encontro será realizado no Brasil, país que se prepara para acolher o próximo Mundial de Futebol e os Jogos Olímpicos de 2016

 A Indra, uma das principais empresas de TI da Europa e da América Latina, apresentará no foro CBRNe South America suas capacidades e soluções para neutralizar ameaças do tipo Nuclear, Radiológica, Biológica, Química e de explosivos (NRBQe ou CBRNe, pelas suas siglas em inglês). O evento, o mais importante da América Latina neste tema, acontece no Rio de Janeiro, nos próximoas dias 13 e 14 de março.

 Entre as soluções que exibirá destacam-se as direcionadas a neutralizar ataques com Explosivos Improvisados (C-IED), âmbito no qual a Indra é uma companhia de ponta. Este será um tema que atrairá especial atenção durante o foro, uma vez que o Brasil se prepara para enfrentar o desafio de garantir segurança máxima aos eventos  esportivos que acolhe: o Mundial de Futebol 2014 e os Jogos Olímpicos Rio 2016.

 Neste contexto, a Indra exibirá informações em seu estande sobre o seu laboratório de pesquisa forense, que permite analisar e obter informação de incidentes com este tipo de explosivo. Concebido para ser utilizado em zonas de operação, a companhia desenvolveu este laboratório para a Agência Européia de Defesa (EDA). Atualmente, vários países sócios da agência e países pertencentes à OTAN o estão utilizando no Afeganistão.

 A Indra também mostrará as demais soluções para controlar os riscos de um ataque com artefatos IED. A companhia explicará suas capacidades de pesquisa in situ – depois de um incidente – e de recolhimento de evidências, assim como de tratamento das amostras em diferentes níveis de pesquisa.

 Soluções testadas

 Além da ameaça que representam os explosivos improvisados, o risco de incidentes NRBQ é outro aspecto a ser levado em consideração quando se planeja a segurança em grandes eventos esportivos. No caso concreto das Olimpíadas, desde os Jogos de Atenas 2004 são estabelecidos protocolos de atuação válidos para todas as localidades.

 Com este enfoque, a Indra mostrará durante o congresso do Rio de Janeiro informações sobre o veículo ligeiro para reconhecimento que está desenvolvendo.  Este veículo, que poderá ser operado tanto por unidades civis quanto militares, permite monitorar a contaminação NRBQ, medir os parâmetros que determinarão como será estendida, assim quanto gerir, processar e transmitir a informação colhida.

 Outra solução que a companhia apresentará neste foro é o seu laboratório móvel NRBQ. No estande da companhia poderá ser vista uma reprodução desta solução, que permite que vários técnicos trabalhem sem riscos para a saúde no local do incidente, além de possibilitar que analisem as amostras e enviem os dados colhidos.

 A Indra é uma companhia pioneira no desenvolvimento de soluções próprias de Defesa e Segurança NRBQe e conta com mais de 20 anos de experiência neste mercado. Os sistemas da Indra cobrem todas as fases de uma ameaça desta natureza: detecção e alerta imediato, identificação da ameaça, proteção de infraestruturas críticas e descontaminação. Também é pioneira no desenvolvimento de centros de comando e controle de emergências, que monitoram e coordenam a atuação perante este tipo de incidentes. Do mesmo modo oferece sistemas de simulação e treinamento para a formação de pessoal especializado.

 Sobre a Indra

 A Indra é uma das principais multinacionais de Tecnologias da Informação da Europa e da América Latina. É a segunda companhia europeia de seu setor por investimento em I+D, com mais de 500 M€ investidos nos últimos três anos. As vendas em 2011 ascenderam para 2.688 M€ e sua atividade internacional já supõe  50%. Conta com mais de 36.000 profissionais e com clientes em mais de 118 países.

Fonte: EPR

One Comment

shared on wplocker.com