Defesa & Geopolítica

Vídeos: Palavras do Comandante do Exército na Cerimônia de Lançamento do PROFORÇA

Posted by

O processo de Transformação do Exército tem sua origem no diagnóstico de que o Exército Brasileiro não dispõe de capacidades compatíveis com a rápida evolução da estatura político estratégica do Brasil, que caminha, rapidamente, para ocupar a condição de potência mundial. Percebeu-se que a modernização da Força Terrestre era incipiente e que a atual conjuntura demandava um processo bem mais amplo de mudança: a Transformação. Trata-se, portanto, de um processo que pretende conduzir o Exército ao patamar de força armada de país desenvolvido e ator mundial, capaz de se fazer presente, com a prontidão necessária, em qualquer ponto da área de interesse estratégico do Brasil.

Vídeos Institucionais(clique para assistí-los no portal do Exército)

Lançamento do PROFORÇA
Mensagem do Comandante do Exército
Mensagem do Comandante do Exército
Vinheta do PROFORÇA
Vinheta do PROFORÇA

A partir da percepção da necessidade de se transformar o Exército Brasileiro da Era Industrial para a Era do Conhecimento, fez-se mister um planejamento que determinasse um conjunto de ações estratégicas que conduziram esta Transformação – um Projeto de Força (PROFORÇA). Coerente com esta premissa, o PROFORÇA estabelece as bases para a Transformação do Exército Brasileiro, constituindo-se no seu principal projeto integrador.

O PROFORÇA apresenta a concepção do Exército Brasileiro, baseada em capacidades, para os marcos temporais de 2015, 2022 e 2031, orientando o processo de Transformação, o qual será conduzido pelos Vetores de Transformação: Ciência & Tecnologia, Doutrina, Educação & Cultura, Engenharia, Gestão, Logística, Orçamento & Finanças, Preparo & Emprego e Recursos Humanos.

Sejam bem-vindos ao Portal da Transformação e desfrutem das informações aqui disponibilizadas. A sua participação poderá ser efetivada por intermédio do link fale conosco, na página oficial do Exército Brasileiro, ou das mídias sociais da Instituição.

Palavras do comandante do Exército

General de Exército ENZO MARTINS PERI
Comandante do Exército

Dou início ao encerramento da presente cerimônia agradecendo a presença de todos, em particular do Alto-Comando do Exército.

Em 14 de fevereiro de 2011, por intermédio da Portaria de nº 104, propus o desafio de criar um Projeto de Força do Exército Brasileiro com a finalidade de orientar o Processo de Transformação em curso na Instituição que deveria se integrar à metodologia do Sistema de Planejamento do Exército (SIPLEx).

Determinei, naquela oportunidade, que o Estado-Maior adotasse as providências decorrentes para o cumprimento da missão.

A ideia foi que o nosso Exército, preservando os mesmos valores, se constituísse em uma nova Força.

Hoje, tenho a satisfação de verificar que a missão foi cumprida – muito bem cumprida – pelo EME, tendo à frente o Gen Silva e Luna, que destacou um grupo de oficiais, aqui presentes, composto pelos generais Menandro e Barreto e pelos coronéis Fernandes, Soares, Cunha Mattos, Freitas e Gonçalves, para realizar essa empreitada – a quem agradeço e peço que fiquem de pé para receber uma salva de palmas.

Destaco, também, a colaboração da turma do CPEAEx 2011 cujo Projeto Interdisciplinar foi valiosa contribuição na elaboração desse projeto.

Um ciclo foi cumprido. O desafio que propus na Portaria 104 foi superado. Urge que se inicie outro ciclo: a consolidação do PROFORÇA no Sistema de Planejamento Estratégico do Exército.

O SIPLEx será a ferramenta de que disporá o Exército para concretizar a necessária Transformação que todos desejamos. Será o ambiente onde o sonho e a realidade se reconciliarão. Onde as ações orçamentárias, os Projetos Estratégicos do Exército – Recuperação da Capacidade Operacional, Defesa Cibernética, SISFRON, PROTEGER, GUARANI, ASTROS 2020, DEFESA ANTIAÉREA, acessoriamente as PPP e o que tratará da Ciência-Tecnologia e Fomento da Indústria Nacional de Defesa -, inseridos no Plano de Articulação e Equipamento do Exército e da Defesa estabelecerão as bases sólidas para que avancemos, substantivamente, para o futuro. Onde a simplicidade, o foco, a impessoalidade e a objetividade deverão prevalecer. Nós passamos, o Exército permanece. Nosso compromisso com os que nos antecederam e com as próximas gerações é, preservando os mesmos valores, ter um Exército proporcional ao BRASIL que cresce e assume novas responsabilidades no cenário internacional.

Não há mais espaço para experimentações que não estejam consolidadas no Planejamento Estratégico do Exército. A sociedade exige que o dinheiro que ela dispõe para o emprego pelas Instituições seja bem aplicado e cuidado, subordinando-se aos princípios da economicidade, eficiência e impessoalidade, entre outros. Devemos dar visibilidade a cada centavo investido na Força.

Acabamos de tratar desse tema na Reunião do CONSEF, relatado pela SEF e pelo EME. Assim, exorto a todos os agentes da administração pública, aqui presentes, que potencializem aqueles princípios e que observem a necessidade de que todas as propostas que sejam apresentadas ao Comandante do Exército sigam os ditames previstos no SIPLEx.

Quero, ainda, enfatizar alguns fatores críticos para o êxito desta empreitada:

– comprometimento da Alta Administração do Exército e dos envolvidos, em todos os escalões;
– credibilidade, determinação e perseverança; haja vista que um processo de transformação dessa magnitude somente ocorrerá se acreditarmos que ele é factível e se formos capazes de transmitir isso a nossos subordinados, convertendo vontade em ação; e
– coesão e motivação para superar obstáculos e realizar o que foi planejado, mantendo-se um estudo de situação continuado, para ir ajustando-o às mudanças que forem indispensáveis.

Por fim, destaco que nem todas as ações necessárias à Transformação do Exército – já em curso – estão a depender de recursos orçamentários ou do próprio SIPLEx. Vontade e Gestão são as palavras-chave.

A rota está traçada, vamos abrir juntos o caminho da vitória.

Muito obrigado a todos.

General de Exército ENZO MARTINS PERI
Comandante do Exército

Fontes: Exército Brasileiro

33 Comments

shared on wplocker.com