Defesa & Geopolítica

Presidente chileno oferece ajuda para reconstrução de base brasileira

Posted by

Presidente do Chile, Sebastian Piñera

A presidente Dilma Rousseff recebeu neste domingo (26) o apoio do governo chileno para a reconstrução do centro de pesquisas da Marinha na Antártida que foi destruída ontem por um incêndio que matou dois militares e feriu outro.

Segundo comunicado oficial emitido em Santiago, o presidente do Chile, Sebastian Piñera, ligou para Dilma e prestou sua “solidariedade” pelo acidente ocorrido na Estação Antártica Comandante Ferraz. Além disso, o governante ofereceu ajuda de seu país nos trabalhos de reconstrução do complexo localizado na ilha do Rei George.

A estação brasileira começou suas operações em 1984, e no momento do incêndio abrigava 59 pessoas, entre militares e cientistas. A maior parte deles foi levada para uma base chilena e à cidade de Punta Arenas.

Segundo o governo chileno, Dilma agradeceu a Piñera e se comprometeu a fazer uma visita ao Chile em breve.

Um incêndio destruiu a estação científica deixando dois mortos e um militar da Marinha ferido.

A Marinha informou que os dois corpos carbonizados encontrados na base são do suboficial Carlos Alberto Vieira Figueiredo e do primeiro-sargento Roberto Lopes dos Santos.

O primeiro-sargento Luciano Gomes Medeiros ficou ferido e foi levado para Punta Arenas, no Chile, assim como os outros brasileiros que estavam na estação.

Em nota divulgada ontem à noite, a presidente Dilma Rousseff lamentou as mortes e manifestou “A firme disposição do país de reconstruir a estação”.

O ministro da Defesa, Celso Amorim, afirmou que “a destruição foi praticamente total” e que haverá sindicância para averiguar as circunstâncias do incêndio e as condições de manutenção da base, que funcionava havia 27 anos.

Editoria de Arte/folhapress

Fonte: Folha http://www1.folha.uol.com.br/poder/1053736-presidente-chileno-oferece-ajuda-para-reconstrucao-de-base-brasileira.shtml

Dilma Rousseff  “destaca o heroísmo dos militares no combate ao incêndio e a firma disposição do País de reconstruir a Estação Antártica Comandante Ferraz.”

Leia abaixo a íntegra da nota:

“A presidenta Dilma Rousseff recebeu com grande consternação, neste sábado, a informação sobre o incêndio ocorrido na Estação Antártica Comandante Ferraz, que vitimou os militares da Marinha suboficial Carlos Alberto Vieira Figueiredo e sargento Roberto Lopes dos Santos, e provocou ferimentos no sargento Luciano Gomes Medeiros.

A presidenta determinou ao Ministro da Defesa, Celso Amorim, a adoção de todas as medidas necessárias para salvaguardar a segurança dos cientistas, militares e visitantes que se encontravam na Base.

A presidenta destaca o heroísmo dos militares no combate ao incêndio e, consternada, manifesta sua solidariedade e do seu governo com as famílias dos dois militares, mortos ao servir a Pátria.

A presidenta reafirma a importância do programa de pesquisas desenvolvido na Estação e elogia a abnegação e o desprendimento dos brasileiros que lá trabalham. A Presidente manifesta, ainda, a firme disposição do País de reconstruir a Estação Antártica Comandante Ferraz.

Em telefonema hoje à tarde, ela agradeceu ao presidente do Chile, Sebastián Piñera, o apoio daquele país no socorro e no resgate dos brasileiros atingidos pelo incêndio.

Agradece, também, o apoio e a solidariedade prestados pelos Governos da Argentina, e da Polônia.

Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República”

Fonte: Correio Braziliense

Marinha informa que 70% da estação na Antártica foi destruída

De acordo avaliação preliminar da equipe do Grupo-Base que esteve na estação, aproximadamente 70% das instalações foram destruidas.

“O prédio principal da EACF, onde ficavam a parte habitável e alguns laboratórios de pesquisas, foram completamente atingido pelo incêndio, tendo permanecidos intactos os refúgios (módulos isolados para casos de emergência), os laboratórios (de meteorologia, de química e de estudo da alta atmosfera), os tanques de combustíveis e o heliponto da Estação, que são estruturas isoladas do prédio principal”, diz uma nota divulgada pela Marinha do Brasil.”

Fonte: Correio Braziliense

17 Comments

shared on wplocker.com