Defesa & Geopolítica

EUA deslocam 12 aviões de combate para Coreia do Sul

Posted by

A agência de notícias sul-coreana Yonhap informou nesta quinta-feira que 12 aviões de combate dos Estados Unidos serão deslocados para uma base na Coreia do Sul. A frota de caças F-16 estacionará no próximo domingo (16) na base aérea americana de Gunsan, a 274 km da capital Seul.

A intenção é que as aeronaves permaneçam alguns meses no país para manter a estabilidade na região em resposta preventiva a um possível ataque norte-coreano. Também serão enviados 240 pilotos para a operação. O comandante da 7 Força Aérea, Jan-Marc Jouas, afirmou que as máquinas são parte de um compromisso de “oferecer poder e capacidades adequadas de combate aéreo para a defesa da Coreia do Sul”.

Em novembro, os Estados Unidos mandaram outros 12 caças e 200 pilotos para Gunsan para reforçar a proteção militar no país asiático, que conta com 28.500 membros de tropas americanas. A reação se deve a incertezas em relação à estratégia da Coreia do Norte após a morte do ex-ditador Kin Jong-Il, em 17 de dezembro.

NEGOCIAÇÕES

O envio do esquadrão militar acontece pouco depois de os Estados Unidos iniciarem conversas com China, Rússia, Coreia do Sul e Japão sobre uma nova proposta de negociação com o regime norte-coreano, agora encabeçado pelo filho do ex-ditador, Kin Jong-Un.

Os diálogos bilaterais buscam retomar as negociações com o país para a suspensão do enriquecimento de urânio e da produção de armas nucleares. Em troca, os americanos e seus aliados levantariam as sanções impostas à Coreia do Norte e enviariam ajuda humanitária, especialmente alimentos.

Na quarta (11), a agência de notícias norte-coreana KCNA afirmou que os americanos enviaram ao regime em julho uma proposta de ajuda humanitária e retirada de sanções em julho em troca da suspensão do programa nuclear. A proposição americana foi feita em uma reunião bilateral entre os dois países.

A região vive momentos de tensão desde 2008, quando começaram os primeiros testes com enriquecimento de urânio na Coreia do Norte. Em resposta, os Estados Unidos iniciaram exercícios com militares sul-coreanos na região do mar da Coreia.

Fonte: Jornalfloripa

14 Comments

shared on wplocker.com