Termomecanica é fornecedora para projeto de submarinos

A metalúrgica de cobre Termomecanica vai fornecer tubos em ligas especiais para a produção dos primeiros submarinos fabricados no Brasil. Segundo revelou ao Valor, a empresa fechou um contrato de fornecimento com a DCNS, companhia francesa responsável pela construção dos submarinos do projeto que conta com a participação da Marinha do Brasil.

“Inicialmente, a Termomecanica irá prover tubos em dimensões e ligas especiais para cinco embarcações, mas como o projeto da Marinha do Brasil é amplo, existe a possibilidade de estender o fornecimento”, informou em um comunicado a empresa.

O projeto de construção de submarinos em território nacional começou no ano passado e prevê um conjunto de onze navios, sendo que o primeiro deve ficar pronto em 2016. Em 2008, o Brasil assinou um acordo com a França, prevendo a transferência de tecnologia durante o projeto. O acordo prevê investimentos no total de R$ 6,7 bilhões.

Os primeiros submarinos serão construídos pela Itaguaí Construções Navais, empresa criada em parceria entre a construtora Odebrecht e a francesa Direction des Construtions Navales et Services (DCNS), com a participação da Marinha do Brasil.

“Além do suprimento de ligas especiais de cobre para a produção dos primeiros submarinos fabricados no país, a companhia está negociando o fornecimento de matéria-prima para abastecer a fabricante francesa em seus projetos nos demais países em que atua”, explicou a companhia.

Além dos submarinos, a Termomecanica fornece ligas especiais para trens de pouso de aeronaves, helicópteros comerciais e de combate, entre outras aplicações.

Fonte: ValorEconômico via PortoseNavios

19 Comentários

  1. Mais uma prova da honestidade com que os franceses estão agindo,esses tubos serão feitos por essa empresa,mas repito mas a DCNS vai passar o processo necessário para a fabricação,ou seja a famosa TT que muitos comentaristas de meia tigela falam que os franceses não são confiáveis,troll de determinados redutos que chamavam o Jobin de Loban,Joban,criticavam a honestidade do processo,felizmente esses troll se concentam em seu mundo particular,não tem influencia para materializar sua estupidez.
    Estamos avançando por enquanto devagar mas estamos,agora espero que fechemos a compra das Fragatas com os Ingleses ou Franceses,quando aos PA fico dividido entre França e Inglaterra,mas tenho uma preferencia pelos Ingleses,mas com os franceses já teriamos um estaleiro pronto o da DCNS.Não sei se os Ingleses vão passar o conhecimento de concpção e fabricação,fora os sistemas de eletronica embarcada.
    Pra finalizar estamos vendo o cumprimento de tudo o que foi acertado alguém ainda dúvida do Rafale.

  2. A Termomecanica vai fornecer tubos para a produção dos primeiros submarinos produzidos no BRASIL com tecnologia francesa,porque o país já produziu submarinos IKL de tecnologia alemã em estaleiros nacionais.

  3. Carlos Argus disse: o qdo o BRASIL vai comprar os rafales p a n MB e 250 Su BM ou “S ” p a n FAB ?! P Ontem..
    .
    AAAAAAAAA VAIIIIIIIIIIIIIII SIM

  4. Alguem tem que fornecer e nada melhor que emprezas genuinamente brasileiras,e seja qual for o caça escolhido do fx-2 estaremos atrasados tecnologicamente,o rafale é um otimo caça desenvolvido para defender a frança,porem ainda presisa de aperfeiçoamento,um radar aésa avionicos que permitam a integração de armamentos alem dos franceses,motor mais potente e economico,maior autonomia,a grande vantagem do rafale é poder ser utilizado em porta aviões,e ja bem testado e aprovado neste quisito,rafales e su- 35 su- 34 para defesa de litoral ai sim teriamos uma defesa digna,pois o su-pode cobrir grandes areas e combater por mais tempo,e é tecnologicamente superior.

  5. Teriamos que ter mais submarinos nuclear e convencionais silenciosos o tempo é curto e estes politicos brasileiros parecem satisfeitos com esta mixaria.

  6. Faz parte do contrato, não prova honestidade ou desonestidade dos franceses. E se a Termomecanica ja dominava a produção, não houve transferencia de tecnologia. Neste caso os franceses estão usando nossa tecnologia para não transferir as deles.

    E o Tikuna não foi construido com alterações realizadas por engenheiros brasileiros?

  7. Me perdoem eu sou apenas aluno, e sei que tem pessoas que entendem muito, em se tratando de defesa aqui no blog.Os Franceses estão ai cumprindo com o que foi combinado a base la em Itaguaí ta indo de vento em popa esta tudo dentro do cronograma, a MB sabe o que esta fazendo, eu não acredito que se não houvesse transferência de tecnologia as coisas estariam como estão, independente de que país for o importante e que estamos fazendo, e esta sendo feito aqui. O próprio ministro da defesa falou que a decisão de compra de equipamento, seja la quem for o que vai decidir é quem vai transferir mais tecnologia independente de preço, eu quero é ver MB FAB EX todos com bons equipamentos, e que sejam fabricados aqui, seja la com ajuda de quem for, me corrijam se eu estiver errado.

  8. Essa Termomecânica é uma empresa diferenciada. Mas não sei até onde isso pode ser enquadrado como ToT e sim fabricação licenciada.

    []’s

  9. Generson de Gois Há Sefaradí disse:
    09/01/2012 às 23:00
    ”Os Submarinos IKL não foram totalmente fabricados no Brasil. Jamais se fabricou submarinos na sua totalidade no Brasil.”
    Sei meu caro Sr. Generson de Gois Há Sefaradí,mas se for olhar por esse lado,então inúmeras coisas não são fabricadas no BRASIL,inclusive os aviões Super Tucanos,e o cargueiro kc 390 também não sera, porque haverão peças fabricadas em diversos países!

  10. Jakson Almeida, o importante é que temos empresas nacionais envolvidas no projeto… pare de reclamar, pq desse jeito parece q vc estará com dificuldades em dar o braço a torcer……..

    ..
    Se nos comprássemos tudo de prateleira, oq teriamos ate agora em termos de capacitação nacional ???

  11. Tudo que foi acordado com os franceses,está sendo cumprido.Agora,só falta o nosso Governo resolver e rápido,a compra dos caças.O tempo urge e nós estamos sem Defesa Aérea.

  12. Com transferencia o processo de suprimento de armamentos modernos se torna vagaroso para o Brasil. na realidade o pais nao fez muitos investimentos em P&L e agora se ve na realidade economica boa, com boas perspectivas para o futuro. A unica maneira de sobresaltar o vazio tecnologico e atraves deste convenios. A Franca cumpre o que esta no contrato. cabe aos negociadores brasileiros se posicionarem bem para receber essa tecnologia. Uns anos atras o brasil nao tinha capacidade, mas hoje ja tem bem mais. Podeira melhorar muito.
    Tomara que haja tempo para conseguir a transferencia sem ter que recorrer a equipamentos ainda velhos para defender a nacao. We need time.

  13. Rafael gostei do seu comentário,empresas brasileiras trabalhando no projeto, estão adquirindo conhecimento e gerando renda aqui dentro do nosso país, vamos esperar os caças.

  14. falavam mau dos franceses, é agora estão apoiando, os Subnukes já não são mais promesas, são ações concretizadas, outro fato é o da FAB, que forças adversas impedem que o Brasil desenvolvar seu complexo militar aero espacial é fomos sabatodos, é com ajuda de alguns entreguistas nuncas vamos para a frente, a Russia já tentou vender para nos seus caças mais chega sempre um tal de Robert Gate’s é atrapalha tudo, se o Brasil caminhar para um lado contrario Tio Sam solta o fantasma da Quarta frota para amendrotar nossos politicos mais, a verdade é que depois do golpe de 64 o Brasil assinou um doc para ser total submisso aos Imperialistas yankes, FHC, SARNEY, COLLOR, MICHEL TEMER, NELSON JUBIM, ALUIZO MERCADANTE MINISTRO DA CIENCIA É TECNOLOGIA,sabem desse documento e esconde da população para não receber represálias, os mesmo principalmente o ministro da ciencia e tecnologia e o presidente assinar a lei do desenvolvimento é tecnologia plena sem restrições com total liberdade de pesquisa é desenvolvimento é areas sensiveis é sustentaveis esse pais seria potencia da noita para o dia, mais Vsª Senhoria se acovardou junto com a o Presidente para esse país ir para frente, assine logo esse doc como o Ernesto Geisel fez, rompeou com os EUA, começamos a progredir a fazer usinas de Urânio como Angra,etc… agora da era Sarney e FHC, viramos baratas submissas dos yankes onde aqui não é permitido fazer a bomba atomica é misseis de longo alcance depois da gafe do Collor esse pais não é mais o mesmo. entrecou tudo para os angentes da CIA, é mandou fecha a base secreta na serra do cachimbo, isso é uma vergonha agora era pra ser outra história Brasil potencia, agora vai vira lenda urbana.

Comentários não permitidos.