Defesa & Geopolítica

Al-Qaeda está encurralada

Posted by

A morte de Osama bin Laden enfraqueceu a rede al-Qaida de tal forma que sua recuperação “será difícil”, disse um alto funcionário norte-americano.

Daniel Benjamin, coordenador para assuntos antiterroristas do Departamento de Estado, informou à imprensa em Washington que esse não foi o único grande revés sofrido pela rede este ano.

Ele destacou ainda as mortes em junho passado, no Paquistão, de Illyas Kashmiri, considerado o terrorista mais perigoso do sul da Ásia e, na Somália, de Harun Fazul, um dos articuladores dos atentados às embaixadas norte-americanas no Quênia e na Tanzânia, em 1998.

Benjamin mencionou também a queda em agosto, no Paquistão, de Atiya Abdul Rahman, o segundo homem no comando da al-Qaida após a morte de bin Laden e, em setembro, de Anwar al-Awlaki, chefe de operações da rede no Iêmen.

Apesar da perda de tão importantes líderes, a autoridade advertiu que a luta contra o terrorismo ainda não terminou e que vários grupos ainda constituem uma ameaça à segurança nacional dos EUA.

Citou entre eles a filial da rede na Península Arábica, conhecida como AQAP, que ainda lidera os grupos mais perigosos apesar da morte de Aulaqi, e disse que suas intenções são preocupantes, visto que detêm uma parte do território no sul do Iêmen.

No Magreb o grupo da al-Qaida, que atua na região islâmica no norte da África, “foi historicamente o mais fraco”, disse ele, mas nos últimos dois anos se organizou e conseguiu “encher seus cofres com dinheiro proveniente de sequestros”, ressaltou.

Ele disse ainda que na Nigéria o grupo Boko Haram, ainda que não se tenha afiliado à al-Qaida, vem empreendendo ataques terroristas e causando problemas.

No último ano, disse ele, os EUA seguiram os passos de vários grupos terroristas islâmicos na Península do Sinai e, ainda que os militantes da al-Shabaab tenham sofrido revezes no Corno Africano, por outro lado deram mostras de estarem diversificando seus objetivos.

Benjamin disse ainda que na Nigéria o grupo Boko Haram, embora não seja afiliado à al-Qaida, está empreendendo ataques terroristas e causando problemas.

Fonte: Diálogo

11 Comments

shared on wplocker.com