Defesa & Geopolítica

Compra de carros e equipamentos russos pelo governo de Mato Grosso

Posted by

http://www.olhardireto.com.br/imgsite/noticias/0002510201118550.jpg

Agecopa gasta R$ 14 milhões na compra de 10 carros sem licitação

Extinta devido a uma crise política, a antiga Agecopa e atual Secopa (Secretaria da Copa), teria gasto R$ 14 milhões na comprade dez veículos Kad Rover Defender, importados da Rússia, segundo informações divulgadas em matéria veiculada no Jornal A Gazeta desta segunda-feira (24.10).

De acordo com a reportagem, a pasta, que é alvo de investigação do Ministério Público Estadual (MPE) e do Tribunal de Contas (TCE), teria desrespeitado a Lei 8.666/93 e adquirido os veículos sem a realização do processo licitatório.

Em Mato Grosso cada veículo é revendido em valores que variam de R$ 135 mil a R$ 150 mil, mas para a Secopa os novos carros foram vendidos pelo valor de R$ 1,4 milhão cada, incluindo o custo dos equipamentos.

Não bastasse ser foco de constantes críticas pela parca evolução das obras delineadas para a Copa, o secretário executivo da Copa de 2014 (Secopa), Eder Moraes, é alvo do Ministério Público Estadual (MPE), que se prepara para instaurar inquérito, e do Tribunal de Contas do Estado (TCE) por série de supostas irregularidades como a quebra das regras da Lei 8.666/93, a das Licitações, no processo de aquisição de 10 veículos Land Rover Defender da Rússia. Cada unidade dessa custa em média R$ 135 mil a R$ 150 mil, conforme a revenda em Mato Grosso. O veículo mais o custo dos equipamentos importados da Rússia elevam o preço unitário para R$ 1,4 milhão no total de R$ 14 milhões, como publicado no Diário Oficial em maio deste ano por “inexigibilidade” ou dispensa de licitação por notória especialização. O contrato foi firmado pela extinta Agecopa para aquisição de produtos destinados à segurança de fronteira do Estado. A Gazeta teve acesso exclusivo aos documentos “reveladores” que serão mantidos sob sigilo até a conclusão das investigações.

Consultado, o secretário Eder Moraes negou qualquer tipo de irregularidade. Disse estar pronto a prestar esclarecimentos e ponderou que existe uma transferência e tecnologia militar que obrigam o Estado de Mato Grosso e o governo do Brasil a cumprir regras de “confidencialidade”.

Os documentos apontam que a empresa Globaltech Consultoria de Prospecção de Negócio Ltda., até o ano passado, não teria nem condições técnicas e muito menos financeiras para suportar negociação de tal valor. A empresa promoveu no início desse ano alterações no contrato social para ter condições aparentemente legais para participar do certame.

As informações destacam a quebra das regras legais dos procedimentos sob responsabilidade de Eder num emaranhado de falhas, que nem sequer sustentam a alegação dada por ele de cumprimento da dispensa de licitação para contratação da referida empresa, com suposto favorecimento para a realização da “negociata”. gravidade dos fatos elencados sugere, no mínimo, que o TCE abra processo de representação interna para processar as informações. Também se tornam alvo de questionamentos o ex-diretor de Planejamento Yênes Magalhães e o então diretor de Orçamento e Finanças da Agecopa Jefferson Carlos de Castro Ferreira Júnior, pela concernância ao contrato firmado com a Global Tech. A empresa foi escolhida para recepcionar os equipamentos do governo Russo em Mato Grosso, após acordo selado entre comitiva do Estado, com a presença de Eder, em visita ao país ocorrida em julho deste ano.

À época, os representantes do Estado se reuniram na cidade de Rostov-on-Don e declararam interesse em expandir as cooperações científicas e comerciais com o Brasil.

O levantamento aponta a inércia da Agecopa em relação ao cumprimento das normas de comparação de preço no mercado internacional sobre tais produtos adquiridos pelo Estado. Pior, destaca que ao contrário do sustentado por Eder, a Globaltech não possui parâmetros legais para a tal “exclusividade” para repasse do produto, como informado ao Ministério da Defesa, que teria expedido atestado juntado ao contrato. O Ministério Público investigará todos os atos.

O outro lado

A Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo de 2014 (Secopa) informou, nesta segunda-feira (24), que a compra dos 10 veículos Land Rover Defender são para os serviços de proteção e vigilância de 983 quilômetros de fronteira com a Bolívia.

Por meio de uma nota oficial, a Secopa esclarece, ainda, que a aquisição dos veículos, de fabricação russa, foi respaldada pela Lei de Licitações 8.666, artigo 25, inciso I.

Na nota, a pasta esclarece, ainda, a inexistência de fábricas no Brasil que produzam equipamentos similares e os termos do acordo que prevêm a transferência da tecnologia russa para o governo brasileiro “fundamentaram a dispensa de licitação, cuja legitimidade foi comprovada pelo Ministério da Defesa em consulta prévia”. A nota diz ainda que é exigência da Fifa para a realização da Copa do Mundo de 2014 em Cuiabá, o controle e monitoramento da fronteira.

Confira a íntegra da nota da Secopa:

A Secretaria Extraordinária da Copa do Mundo Fifa 2014 (Secopa) esclarece que a aquisição de 10 Conjuntos Móveis Autônomos de Monitoramento (Comam) integrados a veículos Land Rover Defender para proteção e vigilância de 983 quilômetros de fronteira com a Bolívia foi devidamente respaldada pela Lei de Licitações 8.666, artigo 25, inciso I. Art.25.

É inexigível a licitação quando houver inviabilidade de competição, em especial: I – para aquisição de materiais, equipamentos, ou gêneros que só possam ser fornecidos por produtor, empresa ou representante comercial exclusivo, vedada a preferência demarca, devendo a comprovação de exclusividade ser feita através de atestado fornecido pelo órgão de registro do comércio do local em que se realizaria a licitação ou a obra ou o serviço, pelo Sindicato, Federação ou Confederação Patronal, ou, ainda, pelas entidades equivalentes.

A inexistência de fábricas no Brasil que produzam equipamentos similares e os termos do acordo que prevêm a transferência da tecnologia russa para o governo brasileiro fundamentaram a dispensa de licitação, cuja legitimidade foi comprovada pelo Ministério da Defesa em consulta prévia.

A Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados, do Exército Brasileiro, atestou em ofício emitido em 10 de janeiro de 2011 que os equipamentos móveis para proteção e vigilância de alvos não são fabricados no Brasil e que a empresa Globaltech era a única até a data a manifestar interesse na importação da tecnologia.

O documento do Governo Federal foi emitido pelo diretor de Fiscalização de Produtos Controlados, general de Brigada Waldemar Barroso Magno Neto. O Governo de Mato Grosso escolheu o sistema russo de radar e monitoramento visando a transferência de tecnologia e o veículo Land Rover pelas características técnicas necessárias, de fácil manutenção, para a operação na região fronteiriça, que apresenta peculiaridades geográficas e climáticas.

Os conjuntos móveis são equipados com radares terrestres, câmaras termais, visores noturnos, gravadores, monitores, operam durante noite e dia, em qualquer condição climática e em diferentes bandas de freqüência.

Os dois primeiros carros equipados foram montados pela empresa russa Gorizont e estão em fase de finalização de procedimentos que antecedem o transporte para o Brasil.

Conforme prevê o Plano de Nacionalização da tecnologia, outros oito veículos serão preparados em território brasileiro, em parceria documentada entre profissionais dos grupos russo e do brasileiro Globaltech, representante nacional escolhida pela Rússia e constituída para transferência de conhecimento do processo de fabricação e montagem dos radares.

Todo o processo de aquisição dos veículos para investimento na Segurança Pública do Estado e na proteção da soberania nacional é acompanhado por órgãos de controle interno e externo.

O controle e monitoramento da fronteira são exigências da Fifa para a realização da Copa do Mundo de 2014 em Cuiabá. A utilização dos radares, de que nenhum outro Estado dispõe, beneficiará a todo o País.

Um novo sistema de controle de circulação de pessoas e veículos na região é fundamental para garantir a eficiência no combate a quadrilhas de roubo de carros e de tráfico de drogas em uma das regiões mais críticas do país, a divisa de Cáceres com San Mathias, na Bolívia.

Fonte: radioprogresso640

Governo pode suspender compra de carros e equipamentos russos

O governo do Estado estuda não fazer mais negócio com uma empresa russa escolhida para intermediar o repasse dos 10 veículos Land Rover Defender customizados com equipamentos para segurança de fronteira, em contrato de R$ 14 milhões com o governo da Rússia, efetuado pela extinta Agecopa sob responsabilidade de Éder Moraes. A estratégia, discutida em reunião de cúpula no Palácio Paiaguás, é uma tentativa de minimizar o impacto negativo à imagem do Executivo com a repercussão do caso, divulgado por A Gazeta. Nos planos, consta possibilidade de amarrar o contrato com outra operadora, tirando o foco dos órgãos fiscalizadores sobre a empresa Globaltech, conforme fonte.

O governador Silval Barbosa (PMDB) cobra da equipe a solução “urgente” para os questionamentos. A mais recente tática do Executivo foi inserir no contexto de defesa explicações dadas pelo secretário estadual de Segurança Pública, Diógenes Curado. Mas as alegações e remessa de informações disponibilizadas ao público e ao Ministério Público Estadual (MPE), Assembleia Legislativa e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), estão sob análises criteriosas e ainda não convencem.

Os dados são considerados insuficientes para sanar série de dúvidas e apontamentos que constam em documentos sob o crivo do MPE, TCE e do Poder Legislativo. A empresa, inscrita junto a Junta Comercial do Estado de Mato Grosso (Jucemat) em novembro de 2010, teve que se adequar neste ano, com alterações no contrato social para atender o perfil ideal nas negociações. Representada por um advogado em Cuiabá, estaria “em fase de estruturação”.

Na extensa relação de itens questionados sobre a empresa, consta o empenho da Agecopa para convencer o Ministério da Defesa, por meio de pedido de atestado, sobre a “exclusividade” da Globaltech para atender a parceria entre os governos do Estado e da Rússia. Em 2010, a empresa não registrou venda de produtos.

Existe entendimento de membros do secretariado estadual que a quebra de contrato com a empresa pode assegurar um quadro mais transparente, extirpando um dos pontos “nebulosos” sobre as negociações para obtenção dos equipamentos.

Outro item estranho. Trecho de documentos sob investigação dos órgãos fiscalizadores ressalta registro de “carta oficial” na qual a Gorizont, empresa da Rússia parceira do Grupo Elite, sediado em Brasília e responsável pela Globaltech, confirma “que no período de 2007 até novembro de 2010 havia fornecido cerca de 50 unidades de Complexo de Patrulha Móvel Patriot”.

Mas as análises mostram em princípio a não comprovação das informações. “…essas 50 unidades antes fornecidas pela Gorizont que não foram comercializadas pela Globaltech, a qual não tinha existência em 2007, demonstra que não há exclusividade desta última, quanto ao equipamento russo”, revela o documento.

31 Comments

  1. lucena says:

    Corrupção é f……a!….cadeia nele cambada!

  2. Carlos Augusto says:

    O Brasil e seus artistas, como sumir com o dinheiro público…

  3. diarum says:

    Aí é fogo.. acho excelente quando sai um governador atrás de soluções até fora do país. Será que tem um motivo para não fazer licitação? O motivo até que pode não ser ruim. A verdade é sempre a vítima no final das contas..

  4. Ygor says:

    Coisas de Brasil!

  5. Manoel says:

    Este meu país não tem jeito, é corrupção pra todo lado, da uma sensação de impotência eu fui assaltado duas vezes e o sentimento e o mesmo. Temos ai a nossa avibras tem o veiculo gladiador serra que não serve? tem o maruá da agrale

  6. Armando says:

    Se houve trambique,cadeia nele.É necessário investigar e se comprovada irregularidade aplica-se a lei.

  7. Roberto says:

    Vergonha…. quantos marruá poderam ser comprados da Agrale com esses valores…

  8. SILVA says:

    BEM QUE EU QUERIA VER ESSES CARROS AQUI
    MAS POREM NO BRASIL E ASSIM
    NASCEU NO ROUBO QUANDO FOI DESCORBETA E VAI MORRE NO ROUBO HAHAAHAHAHAHAHAHAHAH

  9. 1maluquinho says:

    A vergonha da Copa ja existe mesmo antes do evento.Diariamente vemos denuncias e suspeitas de apropriações indebitas,desvios,falcatruas,superfaturamentos.É uma vergonha para o povo Brasileiro pois as PIRANHAS se atiraram vorazes sobre o BAITA BOIZÃO PARRUDO e não restarão nem os ossos.Um monumetal estadio em Manaus rsrs estado que não tem nenhum time na primeira divisão do futebol e nem campeonato local atrativo rsrs vai virar Bumbodromo ou mercado municipal rsrs A idiotia esta por todas as partes pois em politica neste pais não se prioriza a qualidade e sim AS CONFRADARIAS.Eu não tenho mais argumentos para expresar-me nestes assuntos.O devio de verba,apropriação,superfaturamento de varba publica deveria ser encarado como CRIME DE LESA PATRIA E ALTA TRAIÇÃO A NAÇÃO BRASILEIRA.Prisão perpetua ou fuzilamento em praça publica para aqueles que roubam o Brasil pois eles são os verdadeiros culpados das mortes de inocentes nas portas de hospitais por falta de atendimento adequado,culapdos tambem pela alta taxa de criminalidade e do apodrecimento de nossa juventude no trafico e uso de substancias entorpecentes.São os culpados do sucateamento nacional e do Brasil estar na situação de medieval extrator de produtos basicos sendo um pais rico em minerios e energeticos e incapaz de beneficiar o que tem…TRAIDORES DO BRASIL ESPALHADOS POR TODOS OS PARTIDOS POLITICOS<GOVERNOS FEDEREL<ESTADUAIS E MUNICIPAIS ASSOCIADOS A INEXCRUPULOSOS E GANANCIOSOS EMPRESARIOS TÃO BANDIDOS QUANTO ELES.

  10. 1maluquinho says:

    Ignorante é todo aquele que desconhece mas burro é todo aquele que sabe da existencia e pior ainda que se comporta como covarde e se cala…..Os Hackers que invadiram os sistemas do governo disseram publicamente em meio televisivo no programa CQC o desejo de virem a divulgarem as falcatruas e roubalheiras dos meios publicos e privados.A propria Policia Federal manifestou-se tambem com este mesmo intuito atravez de sua associação de delegados.Onde estão voces para se fazerem ser ouvidos pela a opinião publica e expor-nos toda a imundice que pilha o nosso pais aos custos ate mesmo do sangue e da vida de inocentes?Sei que voces tem capacidade para isso então porque não fazem?Medo de represalias ou complacencia?

  11. RL says:

    Marruá
    Guará
    Gladiador

    Más não.
    Tem que comprar os Russos.

    Sistemas de defesa aérea que seria excelente comprar se mlicitação, direto dos Russos, ninguem quer.

    Uns s-300, TorM2 etc.

  12. Gustavo G says:

    Sou mato grossense, e fico receoso com essa copa em CUIABÁ…
    No interior do mato grosso existem cidades extremamentes desenvolvidas, com IDHs e renda per capta comparáveis a cidades européias… O estado sem duvida nenhuma é um dos que possui maior biodiversidade do brasil(metade amazonia, metade cerrado e possui a parcela mais preservada e mais densa do pantanal). Conheço maravilhas naturais lá(a maioria desconhecidas), que deixariam qualquer gringo e até mesmo brasileiros de boca aberta.
    Mas confesso que o cenário político mato grossense é deplorável. Lá existe o maior contraste do mundo entre cidades extremamente ricas em arrecadação de impostos e renda per capta, e cidades completamentes decadentes, na maioria as antigas cidades formadas ao redor de minas de diamante. E INFELIZMENTE CUIABÁ É UMA DELAS…
    Trânsito confuso, ruas antigas, ladeiras, falta de sinalização so pioram com uma enorme frota de carros.. Transporte publico? horrivel, imagine um gringo andando de buzão lotado num calor de 40 graus e huminade do ar de 90%, parado no transito onde até o vento é quente.
    Estão fazendo uma linha de onibus para ligar estadio-setor dos hotéis, no valor de 2 bilhões… em uma simples linha de onibus…
    A seguranca pública? quase inexisente. agora essa das viaturas… vai ser um completo FIASCO

  13. RENEGADO says:

    Hugo Chávez compra mais armas da Rússia
    Para venezuelano, novo armamento ‘faz falta para a defesa’; semana passada, militares receberam 50% de aumento

    ——-
    Carros de Combate T-72 desfilaram em Caracas no dia 05 julho de 2011, recém chegados, da Rússia. Guilherme Russo

    CARACAS – O presidente venezuelano, Hugo Chávez, anunciou no domingo que novos equipamentos de defesa antiaérea e artilharia pesada comprados da Rússia estão a caminho da Venezuela. A medida provoca polêmica no país. Segundo análise do orçamento de 2012 feito pela oposição, Chávez cortará gastos em educação, saúde e moradia e aumentará em 65% o investimento militar.

    “Que ninguém se atreva a vir para cá para nos aplicar a ‘fórmula líbia’. Sairia muito caro (a qualquer país) meter-se com a Venezuela”, afirmou Chávez em rede nacional, anunciando a chegada do armamento que “faz falta para a defesa do país”.

    Contudo, na opinião do cientista político venezuelano Alfredo Ramos Jiménez, juntamente com o aumento de 50% no soldo dos membros das Forças Armadas, a medida foi adotada porque a popularidade de Chávez é a mais baixa em relação aos períodos eleitorais anteriores nos quais ele disputou a reeleição.

    Popularidade e violência

    Ramos afirma que investir em defesa externa em detrimento da segurança interna prejudica a aprovação do líder também entre os mais pobres – responsáveis pela maior base eleitoral de Chávez, graças aos programas sociais de seu governo. A Venezuela não publica dados de violência desde 2003, mas se estima que na capital do país, Caracas, a taxa de homicídio seja de 220 a cada 100 mil habitantes, mais alta que a de Ciudad Juárez, no México, considerada a localidade mais violenta do mundo.

    Para Ramos, o presidente também investe em defesa “por causa de sua política de amedrontar a oposição; para dizer ‘olhe, eu tenho as armas, e muitas’, indicando que ele não reconhecerá facilmente uma derrota (nas urnas)”. Segundo o analista, o comércio de armamento com os russos serve ainda para que Chávez consiga o apoio de comandantes militares venezuelanos que se beneficiariam com esses negócios. Ramos afirma ainda que, ao aumentar os soldos dos membros das Forças Armadas, Chávez ainda estimula uma disputa entre civis e militares na Venezuela. O Partido Comunista do país, por exemplo, exigiu nesta segunda-feira que os mesmos 50% de aumento sejam repassados ao salário mínimo e às “diversas categorias” de trabalhadores.

    Nos últimos cinco anos, Caracas comprou quase US$ 11 bilhões em equipamento bélico. Em agosto, foi anunciado um crédito de US$ 4 bilhões para a compra de armas russas pelo governo de Caracas. O deputado opositor Julio Borges afirmou nesta segunda à imprensa venezuelana que, em sua análise sobre o orçamento de 2012, detectou cortes de até 63% em moradias e desenvolvimento urbano, além do aumento de 65% do investimento nas Forças Armadas.

  14. RENEGADO says:

    “Que ninguém se atreva a vir para cá para nos aplicar a ‘fórmula líbia’. Sairia muito caro (a qualquer país) meter-se com a Venezuela”, afirmou Chávez

    ((( PARABENS A VC Chávez ))

  15. katholikoromano says:

    O DINHEIRO PODERIA SER USADO PARA COMPRAR VEÍCULOS AGRALE.

  16. charles says:

    Cancela e bota o $ na mão da agrale!!!!!!!!

  17. rik says:

    conheço os veiculos,são equipados com visão noturna,infravermelho,sensor de movimento,enfim uma parafernalha propria para patrulhamento na fronteira com a bolivia,este equipamento foi comprado por ser de longe o melhor equipamento para uso em fronteiras,quanto á licitação desconheço.

  18. Regivaldo says:

    É que os compadres se entendem lá em cima na corte governamental!Isso só acontece por causa do desgoverno geral que ainda impera nesse pais!Veja o caso do ministerio do desporto, nunca fiquei sabendo que o ministerio distribuia fabulas de dinheiro para ongs executarem aquilo que seria obrigaçao do proprio governo realizar!A rede é o caminho, nós o povo precisamos ter acesso as informaçoes qto dinheiro, sua origem, pra onde vai e onde está, só o povo vigiando pro bandidos governamentais terem respeito, depois do cofre arrobando já é tarde!Viram o caso do lalau, qdo é que ele vai devolver 230 milhões, nunca!

  19. Ja estaria errado se fosse uma compra honesta de equipamentos Russsos preterindo equipamentos nacionais.Um dos tres requisitos basicos para se tornar respeitado como uma naçao potencia e´ter uma industria de defesa forte,a Avibras necessita de contratos para seus produtos,um Guara´vitaminado seria a opçao patriotica logica!

  20. Regivaldo says:

    Ou então vamos fazer aqui uma milicia pra executar corruptos!Já que as otoridade não fazem nada!Vai esvaziar os governos federal, dos estados e do municipio!

  21. Regivaldo says:

    Do lado da minha casa tem uma empresa vinculada ao próprio governador e seus aceclas, famoso, pra em conluio com empresários corruptos tirarem casquinhas das licitaçoes em obras!Na cara dura!E tão dizendo que o cara será candidato a prefeito da Capital, vejam o nivel dos caras! Esses dias vi um assessor direto dos monstros dando expediente na dita cuja, que é no minimo estranho, senão promiscuo!

  22. dhou says:

    LUGAR DE CORRUPTO É NA FORCA PARA NÃO GASTAR MUNIÇÃO,POR ESTE MOTIVO E MUITO MAIS A CHINA VAI DE VENTO EM POPA,E O NEGOCIO SERIA COMPRAR AQUI PARA GERAR EMPREGO E RENDA AQUI MANDA ENFORCAR HUM QUE PENA NOSSA LEIZINHA É FRAQUINHAAA.

  23. foxtrot says:

    População do Rio Grande do Sul , entrem com MANDATO DE SEGURANÇA contra esse absurdo.
    Terão todo apoio , com base na PDN & EDN , vamos nos rebelar contra esses corruptos, começando aqui pelo site.
    Basta !!! vamos acionar o Judiciário toda vez que nos sentirmos LESADOS, em nosso direito.

  24. São mágicos do crime legalizados,e espero q o Gen. Heleno ñ seja tão tolo, ideológicamante, p ter aversão aos equipamentos militares Rússos…e p ontem.

  25. nelore says:

    Se quiserem eu vo ali na esquina aqui perto de cada e compro 10 Range Rovers Made in England e nao bugiganga Russa por 80 mil USD cada um mais impostos de 80 porque os ladroes do Brasil cobram o dobro, mais frete e tudo sai por 4.5 milhoes de reais..so nao tem propina pros ladroes.

  26. Blue Eyes, Na Resistência says:

    Esse governo que invetou a tal COPA é uma piada… não tem competencia nem para implantar uma copa sul-americana se arvora em sediar uma copa do mundo… VAMOS PASSAR POR PALHAÇOS… mais uma nas costas dos brazucas…

  27. Dandolo says:

    Suspende as compras e coloca os caras na cadeia.Não vejo outra solução.

  28. Dandolo says:

    Suspende as compras e coloca os caras na cadeia.Não vejo outra solução.

  29. 1maluquinho says:

    Quando voces cairem na realidade que a festança do gasto publico,o desmantelamento das industria belica nacional e o generalizado banditismo não são atributos deste atual governo mas de um processo de degradação e completa entrega do Brasil a especuladores extrangeiros e oportunistas nacionais voces me avisem.E nisso tudo inclue-se tambem militares pois não são justamente eles que priorizam a tecnologia extrangeira ao invez da nacional.A unica exceção é o EB que a duras penas,sem investimento faz milagre com a parca verba que lhe sobra e ainda inova e cria.Quando vemos um carro de combate como o Osorio que por mais de uma decada foi considerado o melhor carro de combate do mundo simplesmente ser abandonado conseguimos entender toda a burrice e todas as cagadas.Olhem para a MB que sonha com ultrapassados destroiers,NAe sucatas Americanos,sentem-se suditos da Rainha e não do Brasil.Olhem para a FAB que uma minoria aristocrata de Brigadeiros servem aos propositos da USAF e não do Brasil e se dariam por satisfeitos se viessemos a revitalizarmos por uns 50 anos F18 carecas e banguelas.De todos os lados o que vemos são proprias tendencias ou proprios beneficiamentos.Onde esta a ideia de autosuficiencia tecnologica e independencia belica?Serão os extrangeiros associados com o gananciososetor privado Brasileiro desqualificado e sem know how que irão nos tornarmos autosuficientes?Tudo o que nós Brasileiros conseguimos ate este dia foi com o sacrificio e a dedicação de muitos que superaram descasos,falta de investimentos,boicotes e retaliações para hoje termos propria tecnologia atomica.Nosso programa aeroespacial ao ser aberto a associação extrangeira deixou de evoluir na mesma proporção que anteriormente.A politica de desestatização em setores sensiveis e extrategicos é a maior burrada que so pode fazer.Enquanto o Estado detinha o controle de sensiveis e extrategicos criavamos e aperfeiçoavamos.Falta a todos tanto na area publica,civil e militar atualmente o comprometimento incondicional de favorecer e proteger o que é nacional.Enquanto pensarmos como PUTAS que dinheiro é a alma do negocio apenas seremos usados como as putas são usadas e descartados.Jamais tivemos um momento como temos agora de fazermos a nossa historia com filosofia,doutrina,padrão nacional mas estamos ainda presos as filosofias,doutrinas e padrões do seculo passado.Um pais,um povo que não valoriza o que é seu não tem identidade e nem soberania…A CHINA ESTA CERTA AO AFIRMAR QUE O BRASIL PRECISA FAZER PRIMEIRO O DEVER DE CASA PARA DEPOIS PENSAR EM COMPETIR…O monopolio a favor do Estado de sensiveis e estrategicos defende o interesse nacional e isso não refere-se somente a tecnologias e segredos mas a riquesas tambem pois são elas que nos avalisam e nos garantem……..PS:Porque se preocupam com Hugo Chavez?Ele hoje compra a fidelidade militar achando que isso o perpetuara não tardara ser traido.Basta que nós ameacemos isola-lo assim como fizemos com a Colombia.

  30. Orlov says:

    Comprem os Marruás da Agrale e não importados !

  31. edson says:

    Por mais otimista que vc seja é impossível não criticar, parece montagem, prato cheio para o desprestigio junto a opinião pública, equipamentos russos comprados sem licitação, super faturados, cilada perfeita, golpe nos esforços das empresas russas em tornar conhecido os seus produtos ao povo brasileiro, especialmente os de defesa e segurança.

shared on wplocker.com