Defesa & Geopolítica

Licitação do Daesp sinaliza a vinda da Embraer a Sorocaba

Posted by

http://www.embraer.com/nva/img/home/airplane-e-195.jpgPor Carlos Araújo

Em meio à expectativa de a Embraer instalar um centro de manutenção de aeronaves no aeroporto de Sorocaba, o Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp) abriu concorrência pública número 085 para a concessão de uso de área de 40,5 mil metros quadrados destinada ao desenvolvimento de indústria aeronáutica e serviços correlatos. Essa área fica junto ao aeroporto. A licitação deve acirrar a previsão do mercado aeronáutico local de que a Embraer direcionou suas turbinas em termos de investimentos para Sorocaba. O edital completo está à disposição no site www.daesp.sp.gov.br.

Segundo o edital, o valor mensal mínimo estimado para a licitação é de R$ 412 mil pelo período de 24 meses. As propostas serão recebidas até 30 de novembro, no Daesp, em São Paulo. No mesmo dia, em sessão pública, haverá a abertura das propostas para conhecimento de quem vencerá a licitação e ocupará a área do aeroporto reservada para os novos investimentos.

Oficialmente, o que existe é o sigilo de negociações. A Embraer não diz nada: não confirma nem desmente essa intenção. Sua assessoria de imprensa informou nesta semana que a empresa atualmente não comenta este assunto. O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Mário Tanigawa, diz que o assunto é com o Daesp. E o Daesp, por meio de sua assessoria de imprensa, informou também esta semana que não dispõe de dados sobre a possível vinda de unidade da Embraer para Sorocaba.

A Embraer é hoje uma das maiores empresas aeroespaciais do mundo. Com mais de 40 anos de atuação, a empresa domina todas etapas de um processo complexo: projeto, desenvolvimento, fabricação, venda e suporte pós-venda de aeronaves para os setores da aviação comercial, aviação executiva e de defesa. A Embraer já produziu mais de cinco mil aviões, que operam em 92 países nos cinco continentes. É líder no mercado de jatos comerciais com até 120 assentos.

Interesse confirmado

O Cruzeiro do Sul noticiou em agosto passado os planos da Embraer para Sorocaba. Naquele mês, o Daesp e o prefeito Vitor Lippi (PSDB) confirmaram o interesse da Embraer em se instalar na cidade. O ponto que deu suporte a esta informação foi uma reunião entre executivos da Embraer, Vitor Lippi, representantes do Daesp e o secretário estadual de Logística e Transportes, Saulo de Castro Abreu Filho.

A Secretaria de Logística e Transportes de São Paulo, por meio de nota, também confirmou a reunião envolvendo a pasta, a Embraer, o Daesp e a Prefeitura de Sorocaba, e acrescentou que o assunto seria a instalação de um centro de manutenção da empresa no aeroporto local. Mas não informou detalhes do encontro. Entre proprietários de hangares do aeroporto, o raciocínio é de que o sigilo em torno de detalhes tem relação com a disputa de interesse de outras empresas, além da Embraer, de ocuparem áreas do aeroporto para seus investimentos.

Após aquela reunião, Lippi foi econômico nas declarações informando apenas que foram “conversas” e que “existe uma série de formalidades e condições legais para ocupação de espaços do aeroporto”. Ele acrescentou que “foi uma reunião muito importante” e que “a Embraer voltou a ressaltar na reunião que eles querem uma definição o mais rápido possível. Agora, eles (o Estado) vão estudar quais formas legais de concretizar isso, ou seja, é apenas uma questão jurídica de como proceder a questão da concessão da área, além da definição exato do local.”

Voo por instrumentos

O fato é que, enquanto isso, além da concorrência que aponta para os planos da Embraer, o Daesp também anunciou novos investimentos para o aeroporto de Sorocaba correspondentes a R$ 750 mil. Os serviços consistem na implantação de EPTA (Estação Permissionária de Telecomunicações Aeronáuticas) e Estudo de monitoramento da avifauna, que será feito pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). O EPTA é um sistema de rádio (essencial para a implantação de voos por instrumentos) pelo qual o piloto receberá dados sobre as condições meteorológicas do aeroporto e da pista que utilizará para as operações de decolagem e aterrissagem de aviões.

Fonte: Cruzeiro do Sul

7 Comments

shared on wplocker.com