Defesa & Geopolítica

Dia do aviador no Musal

Posted by

Fumaças no Rio comemoram Dia do Aviador com duas apresentações Campo dos Afonso e em Copacabana


Por Elcilene Borcard

Para o Plano Brasil


No dia 23 de outubro ocorreu no Museu Aeroespacial no Rio de Janeiro, o tradicional show aéreo.  Há exatos 105 anos, o Pai da Aviação, o brasileiro Santos Dumont, realizava o sonho milenar dos homens: voar como os pássaros.   Esse grande feito na época repercutiu o mundo inteiro através dos noticiários e fotógrafos, que registraram o feito extraordinário do primeiro piloto no mundo a pilotar o famoso 14 Bis.

A comemoração do “Dia do Aviador” começou cedo com lançamento de pára-quedistas, demonstrações aéreas , sorteios de brindes durante as festividades e apresentação empolgante Esquadrão de Demonstração aérea há 60 anos. Apesar do forte calor, mais de 30 mil pessoas prestigiaram o evento.
O MUSAL – Museu Aeroespacial do Rio de Janeiro, localizado no lendário Campo dos Afonsos, berço da Aviação Militar Brasileira, abriram seus portões para receber um público, que veio de diversas localidades e regiões do país, para um grande show aéreo, oferecendo um domingo alegre e possibilitando a todos conhecerem o rico acervo onde preservam material aeronáutico e documentos históricos.

Acesse a galeria de imagens clicando sobre elas para ver em maior resolução

Fotos: Elcilene Borcard para o Plano Brasil

Pode-se desfrutar da exposição de aeronaves civis e militares de todos os tipos, permitindo assim que os visitantes e amantes da aviação pudessem apreciar e celebrar junto com os amigos e familiares assistindo a emocionantes exibições de saltos de pára-quedistas e vôos de diversas aeronaves.

Para abrilhantar  a Esquadrilha da Fumaça, com os melhores pilotos do Brasil e do mundo, brindou a cidade maravilhosa, com duas demonstrações: ás 11 horas em Copacabana com a passagem de nº 3524 e às 16 horas  no Campo dos Afonsos a demonstração nº 3.525, emocionando a todos com sensacionais manobras nos T-27 (tucanos) e despertando orgulho de ser brasileiro.

A equipe, composta por 8 pilotos (Esteves, Caldas, Boery, Reno, Alexandre, Escobar, Carvalho e Marcelo e 8 anjos das guarda (Robert, Vargas, André Luis, Dávils, Reginaldo Queirós, Célio Luiz e R. Teixeira) sob o Comando do Coronel Esteves.

A recepção calorosa do público e alegria eram notórias.  Conversei com muitos oficiais e todos unânimes sentiam-se lisonjeados em estar fazendo parte da festa, como por exemplo o Major Brilhante, do Exército que exibiam os modelos de helicópteros Pantera e Fennec (esquilo) participando pela terceira vez e disse sentir-se muito contente e que é gratificante perceber a curiosidade que as pessoas têm quanto a atividade que exercem e como o Sargento Eber, que no momento encontra-se em missão no Rio, perceber o entusiasmo, carinho e reconhecimento do público.

Estiveram presentes diversas autoridades, civis e militares como o Major-Brigadeiro-do Ar Gracza , o Diretor do Musal, Brigadeiro Behringer. A frente do comando da equipe de organização do evento os Senhores Ivan Roberto Soares e José Henrique Tomaz parabenizam a todos os pilotos pelo seu dia e aos organizadores do evento.

E deixo no ar a seguinte pergunta: – “Qual a principal característica para ser um piloto da esquadrilha da fumaça?  Que características são necessárias para a escolha ?”

O Bizu é que isso modifica a vida de muita gente, fornece um up grade na sua existência como profissional e ser humano, em qualquer área da vida, tanto que a receita de sucesso nunca foi modificada e dá certo a 60 anos, comemorados no próximo ano.

Por Elcilene Borcard

elcileneborcard@hotmail.com

7 Comments

shared on wplocker.com