Defesa & Geopolítica

Tropas chinesas na Caxemira ocupada pelo Paquistão

Posted by
Tradução e Adaptação: Carcará do Cerrado

Nova Délhi, O que deveria enviar sinais de alarmes tocando nos estabelecimentos de segurança indianos, o Chefe do Exército Gen VK Singh na quarta-feira confirmou a presença de cerca de 4.000 chineses, incluindo soldados pertencentes ao Exército de Libertação Popular da China no Caxemira-Ocupada-pelo-Paquistão (CoP).
A presença dos chineses, incluindo membros das suas forças de defesa, tem sido um assunto de intensa especulação aqui na Índia. Mas é a primeira vez que um chefe do Exército vai a público com a avaliação da Índia sobre a presença chinesa em CoP.

No início deste ano, o Comandante do Exército do Norte Tenente-General KT Parnaik, ao participar de um seminário em Jammu, tinha dito que as pegadas chinesas em CoP estavam “aumentando constantemente” e suas tropas estão “realmente presentes” ao longo da Linha de Controle.

“A presença chinesa em Gilgit-Baltistão e nas Áreas do Norte está aumentando de forma constante … Há muitas pessoas que estão preocupadas com o fato de que se houver hostilidade entre nós e o Paquistão, qual seria a cumplicidade dos chineses. Não só eles estão no bairro, mas o fato de que eles estão realmente presentes e estacionados ao longo da linha de controle”, disse o tenente-Gen”Parnaik em abril deste ano.

O chefe do Exército foi mais específico. “Existem certas equipes de construção de trabalho, um grande número está disponível. Cerca de 3.000 a 4.000 dessas pessoas estão presentes, incluindo algumas pessoas para fins de segurança. Existem certos soldados engenheiros. Agora (como) os nossos próprios engenheiros são engenheiros de combate. Então, de alguma maneira eles fazem parte do PLA”, Gen Singh disse à newspersons aqui na sexta-feira.

O chefe do Exército estava respondendo a uma consulta sobre a presença de tropas do Exército chinês no CoP feita pelo 16th Marechal de Campo KM Cariappa em Palestra Memorial entregue pelo Conselheiro de Segurança Nacional Shivshankar Menon. A declaração vem de encontro ao contexto de preocupações da Índia sobre a presença e participação de tropas chinesas em CoP, que é considerado parte integrante do Jammu e Caxemira.

Chefe da IAF NAK Browne tinha recentemente dito em uma entrevista que a presença crescente da China em CoP justifica a atenção da Índia. Nova Déhli já comunicou as suas preocupações para a China sobre a presença de suas tropas em CoP e suas atividades na região.

No ano passado, houve relatos da presença de cerca de 11.000 tropas chinesas em Jammu e na região de Gilgit-Baltistão da Caxemira ocupada pelo Paquistão, mas Pequim negou que houvesse algo de errado.

Questionado sobre a situação de segurança em Jammu e Caxemira, Gen Singh disse que a infra-estrutura terrorista do outro lado da Linha de Controle estava intacto e um grande número de militantes estão tentando se infiltrar.

“A infra-estrutura terrorista (do outro lado da Linha de Controle) está intacta. A concentração de grande número de terroristas do outro lado existe e eles estão tentando se infiltrar. Estamos nos certificando de que seus esforços falhem”, disse o chefe do Exército.
Gen Singh disse que esforços estão sendo feitos para intensificar a infiltração de toda a Linha de Controle, mas o Exército está alerta e pronto para enfrentar qualquer ameaça.



Nota do Editor:

Esta notícia confirma os rumores sobre movimentações chinesas em região próxima ou até mesmo dentro de território paquistanês e também comprova e reforça a crescente parceria entre China e Paquistão. Esta parceria poderia ser também uma das razões para um afastamento nas relações entre Estados Unidos e Paquistão.

Agora nos resta esperar e ver as cenas do “Próximo Capítulo”, lembrando-se sempre de que estamos falando de três potencias nucleares com proximidade geográfica e ainda com uma quarta potência não tão longe e tropas de uma quinta potência nuclear logo ao lado.

Carcará do Cerrado

19 Comments

shared on wplocker.com