Defesa & Geopolítica

Virus atinge frota de robôs de guerra dos EUA

Posted by

http://images.defensetech.org/wp-content/uploads//2010/08/Computer-Hackers-copy.jpg

Por Henrique Cesar Ulbrich

Um vírus de computador infiltrou-se em grande parte, senão em toda, a frota de aviões-robô Predator e Reaper da Força Aérea dos Estados Unidos. Os robôs, mesmo em missões do outro lado do mundo, são comandados por controle remoto e o virus – que possui um keylogger – grava toda a operação dos pilotos em suas bases, em casa.

O controle dos robôs aviadores fica na Base Aérea de Creech, no estado de Nevada (lugar de onde os ‘pilotos’ jamais se ausentam), mas os aviões não-tripulados podem chegar a qualquer parte do mundo. Os robôs são usados em operações de risco, reconhecimento e mesmo de bombardeio em zonas de guerra. Apesar de o virus ter sido detectado há duas semanas, as missões continuam: ainda não houve nenhum incidente relacionado ao virus, não foi detectado nenhum vazamento de informações secretas e, na parte tática, todas as missões foram cumpridas.

Por outro lado, o vírus ainda não pôde ser removido, o que indica que a base – e, até certo ponto, todo o conjunto das Forças Armadas norte-americanas – é, de forma inegável, insegura do ponto de vista cibernético. Afinal, esses autômatos estão entre as armas mais poderosas do poderio militar estadunidense – de acordo com o Washington Post, ao todo, esses aviões já assassinaram mais de 2.000 pessoas, entre suspeitos e civis inocentes. Os drones, como são chamados, também são usados para patrulhamento e espionagem de regiõs de conflito, como Afeganistão, Iraque, Líbia e Somália.

“Tentamos limpar o vírus várias vezes, mas ele sempre volta,” contou uma fonte anônima de dentro da base ao blog Danger Room da revista Wired. “Acreditamos que seja inofensivo. Mas, honestamente, não sabemos.”

Não é a primeira vez que esses robôs assassinos são invadidos. Em 2009, foi descoberta uma falha que permitia a qualquer um, com o software certo, espiar as câmeras dos drones em tempo real, durante as missões. Pouco depois, foram descobertas muitas horas de vídeo desses robôs em poder de rebeldes iraquianos.

Fonte: GEEK

15 Comments

shared on wplocker.com