Defesa & Geopolítica

Kamov Ka-50 “Black Shark”

Posted by

Autor : konner

Plano Brasil

Ao contrario do Mi-24 que era um helicóptero de assalto aeromóvel, o novo helicóptero de ataque soviético seria um helicóptero de ataque dedicado, o que dispensaria a cabine de transporte de tropa, reduzindo o peso e o tamanho da aeronave o que o tornaria pequeno, rápido e ágil.

O Kamov KA-50 possui diversas características inovadoras em helicópteros de ataque, uma destas é o rotor coaxial, item nunca presente anteriormente em um helicóptero de ataque.

O Ka-50 está operacional no exército russo desde 1995, e foi usado na Chechênia com total sucesso, sendo que era capaz de lançar foguetes, com precisão, o dobro da distancia que se conseguia com os antigos Mil Mi 24 Hind.

A agilidade do Ka-50 pode ser traduzida, também, na capacidade de puxar 3,5 Gs, em manobra e de uma taxa de subida de 10 m/seg., elevando a capacidade de sobrevivência e letalidade do vetor.

A velocidade máxima atingida é de 340 km/h, essa ótima velocidade é conseguida graças a dois motores Klimov VK-2500,  que permite um rendimento de até 2700 hp, o que também representa uma superioridade em força de empuxo de 504 hp a mais que no seu rival americano o Apache, podendo com facilidade efetuar voos para trás e lateralmente.

O Ka-50 é monoposto, e a sua versão Ka-52 Alligator é bi posto com a tripulação colocada lado a lado, os russos gostam deste formato, segundo pude me informar, eles entendem que economizam equipamentos e ainda facilita uma maior interação entre a tripulação.

Existe uma versão de ataque noturno conhecido como Ka 50 N, que usa o sistema de imagem térmica Samshit 50 T, designador laser de alvos, com alcance de 10 km, e sistema de TV para acoplamentos de alvos de dia.

Além desses aviônicos é possível transporta em um dos pilones das asas um radar de microondas.

O grande diferencial do Kamov Ka-50 é seu sistema de rotor coaxial , este sistema já amplamente utilizado pela empresa tem inúmeras vantagens frente aos rotores convencionais, pois o sistema de rotor coaxial não necessitava do rotor de cauda, visto que o sistema funciona com dois conjuntos de hélices sobrepostas girando em sentidos opostos eliminando uma o torque da outra.

Com a eliminação do rotor de cauda que “rouba” até 30% da potencia do motor, o Kamov KA-50 dispõe de 100% de sua potencia, proporcionando um maior desempenho e manobrabilidade ao vetor.

Outra vantagem é a redução do ruído, pois nos sistemas convencionais os fluxos de ar do rotor principal e do de cauda interagem gerando fortes ruídos, mas, outra grande vantagem deste sistema é que o vetor é imune a mudanças repentinas de direção e força do vento, graças à ausência deste sistema o Kamov KA-50 pode realizar curvas planas quase que em todas as velocidades, facilitando bem mais sua operação em alta velocidade mesmo em  baixa altitude.

O KA-50 conta com um sistema inovador que visa elevar ao máximo a segurança de sua tripulação, este sistema é o assento ejetor K-37-800, sendo o primeiro helicóptero operacional equipado com este tipo de sistema.

O KA-50 ejeta as hélices do rotor principal para possibilitar a ejeção do piloto a velocidades de 0-350 km/h em altitudes de 0-6.000 metros, porem este sistema também possibilita a ejeção invertida em velocidades de 0-330 km/h a uma altitude mínima de 90 metros.

O assento é equipado com um kit de sobrevivência NAZ-7M, um bote salva-vidas e um sistema de pára-quedas PS-37A.

26 Comments

shared on wplocker.com