Defesa & Geopolítica

BAE Systems estuda capa de invisibilidade para veículos militares

Posted by

CV90 – Veículo Blindado da BAE Systems Land Systems Hägglunds

A BAE Systems esta estudando uma “capa de invisibilidade” que permite aos veículos militares “misturar-se” com o ambiente que os rodeiam. O sistema, cuja concepção permite que ele opere dentro do espectro eletromagnético infra-vermelho (IR) e de outros comprimentos de onda invisíveis a olho nú, foi demonstrado no modo IR instalado em um veículo blindado CV90 durante a exibição UK Defence & Security Equipament International no mês passado.

Conhecido como “Adaptiv”, a tecnologia nele empregada é patenteada e foi baseada em um revestimento composto de laminas de pixels hexagonais capazes de mudar de temperatura muito rapidamente. Câmeras especiais instaladas a bordo do veículo experimental captam as imagens infra-vermelhas do cenário de fundo existente ao redor do veículo. Ao transmitir essas informações para um computador de bordo, o sistema irá programar o “Adaptiv” para que equalize sua emissão IR de acordo com aquela existente no ambiente exterior. Adicionalmente, o sistema pode calibrar suas emissões IR de acordo com padrões que simulem radiações emitidas por determinados tipos de veículos, ou então, para que ele as emitam de forma a avisar Forças amigas que se trata de um veículo pertencente ao lado aliado, evitando-se assim os possíveis equívocos já observados nos campos de batalha.

Os trabalhos de aperfeiçoamento do “Adaptiv” estão concentrados no espectro IR, área considerada a mais importante pela Administração de Material de Defesa da Suécia (FMV), financiadora de parte do projeto. Contudo, a engenharia da BAE Systems vem combinando o escudo de pixels com outras tecnologias, que proporcionam camuflagem por meio de diferentes faixas do espectro eletromagnético ao mesmo tempo que asseguram furtividade em todos os quadrantes. Segundo a BAE Systems, o estágio operacional ideal será alcançado dentro de poucos anos.


Ensaios realizados pela BAE Systems em meados de julho demonstraram que uma das laterais do veículo de provas CV90 tornou-se efetivamente invisível ou foi visualizado como sendo outro tipo de objeto quando visto por meios de imageamento IR, como um pequeno veículo 4×4, por exemplo.

Peder Sjölund, gerente do projeto e executivo da subsidiária sueca da BAE Systems, explicou que os dispositivos de cobertura similares testados anteriormente apresentaram problemas devido a custos relativamente altos, elevada necessidade de energização desses sistemas ou robustez aquém da adequada. Sjölund ressaltou que os painéis integrantes do“Adaptiv” são construídos de forma a reforçar as capas blindadas já existentes nos veículos, e ao mesmo tempo, foram projetados para consumir níveis de energia elétrica relativamente baixos durante seu funcionamento, principalmente quando o veículo está imóvel.


“Nós podemos redimensionar as células pixels para obter invisibilidade em diferentes níveis. Uma embarcação de guerra, por exemplo, não necessita de um projeto contendo complicados recursos de engenharia para tornar sua assinatura IR menos detectável. Para alcançar os mesmos níveis, basta instalar painéis de pixels maiores”, conclui Sjölund.

Fonte: Tecnologia & Defesa

18 Comments

shared on wplocker.com