Defesa & Geopolítica

Rapidinhas: Líbia

Posted by

China barra na ONU plano para descongelar fundos de ajuda para Líbia

A China barrou uma iniciativa europeia que buscava pedir ao comitê da ONU encarregado de sanções à Líbia que libere 5 bilhões de dólares dos fundos líbios congelados para a compra de moradias e material de ajuda humanitária para o país.

Na semana passada, os Estados Unidos haviam tentado aprovar uma resolução no Conselho de Segurança para obrigar a África do Sul a permitir o desbloqueio de 1,5 bilhão de dólares de ativos líbios congelados.

Ao final, a África do Sul de seu consentimento.

Desta vez, no entanto, a missão diplomática chinesa preferiu conhecer a opinião de seu governo antes de pronunciar-se sobre esta iniciativa promovida por França, Grã-Bretanha e Alemanha, que querem destinar esses fundos à compra de mantimentos e materiais de ajuda para Líbia.

O Conselho de Segurança da ONU adotou no dia 26 de fevereiro uma resolução unânime que impõe sanções severas a Muamar Kadhafi, a sua família e a seu entorno, incluindo o congelamento de ativos e a proibição de viajar.

Fonte: IstoÉDinheiro

Brasil enviará representante para reunião organizada por Sarkozy sobre futuro da Líbia

Por Luciana Lima e Renata Giraldi
A crise na Líbia foi assunto de conversa entre a presidenta Dilma Rousseff e o ministro de Relações Exteriores, Antonio Patriota, hoje (29), no Palácio do Planalto. Ficou acertado que o Brasil vai mandar um representante para a grande reunião organizada pelo presidente da França, Nicolas Sarkozy, com países do chamado Grupo de Contato, que envolve as maiores economias do mundo.

A reunião está marcada para a próxima quinta-feira (1º), em Paris, e tem o objetivo de discutir como será a reconstrução da Líbia. Embora o Brasil não faça parte desse grupo, foi convidado, pelo presidente francês, a participar do encontro. Sarkozy também chamou a China e a Índia para tratar da questão da Líbia.

A pessoa mais cotada para representar o Brasil na reunião é o embaixador do Brasil no Egito, Cesário Melantônio Neto, que foi designado por Patriota para fazer as articulações com a oposição na Líbia.

Fonte: AgênciaBrasil

Suposto plano da ONU para Líbia pós-Gaddafi prevê eleições em até nove meses

Um documento vazado que traria detalhes sobre a suposta preparação da Organização das Nações Unidas para a Líbia pós-Gaddafi revela planos de enviar observadores militares e policiais àquele país e realizar eleições em um período de seis a nove meses. O texto de dez páginas teria sido escrito por uma equipe da ONU liderada por Ian Martin, ex-coordenador da Anistia Internacional no Reino Unido. O texto foi publicado pelo site Inner City Press.

Segundo o documento, 200 militares não-armados e 190 policiais da ONU seriam preparados para trabalhar na Líbia. No entanto, o plano seria colocado em prática apenas se requerido pelas autoridades daquele país e autorizado pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas. Seriam enviados ainda 61 civis para trabalhar durante três meses tanto na capital Trípoli como em Benghazi. Um governo interino seria criado até a realização das eleições.

Fonte: UOLNotícias

12 Comments

shared on wplocker.com