Defesa & Geopolítica

MARCHA DE SEM TERRAS PARAGUAIOS PEDE EXPROPRIAÇÃO DE TERRAS DE BRASILEIROS

Posted by

Aproximadamente 10 mil sem terras marcharam hoje pelas ruas da capital do Paraguai, Assunção, para reivindicar às autoridades do país a recuperação de latifúndios atualmente sob o domínio de fazendeiros brasileiros.

Os agricultores ocuparam diversas vias da capital durante a mobilização, que tinha como destino o Congresso Nacional, o que gerou problemas no trânsito local apesar do reforço policial na região.
Uma das fazendas que está sob a mira dos manifestantes é de propriedade de Tranquilo Fávero, que é conhecido como “o rei da soja”, por ser um dos maiores produtores do grão no país.

Em julho deste ano, cerca de 500 famílias sem terra saíram de forma pacífica da propriedade do brasileiro na localidade de Ñacunday, 360 km a leste da capital, após meses de ocupação. Outras terras reivindicadas estão sob a posse de Ulisses Rodrigues Teixeira, que já esteve a ponto de vendê-las ao governo por conta da pressão por parte do sem terras. A operação, no entanto, foi suspensa após a imprensa local denunciar um suposto superfaturamento em seu preço.

Sua propriedade foi invadida entre o final de novembro e o começo de dezembro. Segundo ele, a área foi ocupada por cerca de mil camponeses e 20 quilômetros de cerca foram derrubados.
Teixera declarou, na época, para uma rádio local, que a ocupação da sua fazenda havia se transformado em uma questão política.

Um relatório do Ministério de Defesa do Paraguai ao Senado revelou hoje que brasileiros possuem mais terras que os paraguaios no estado de Canindeyú, localizado na fronteira do país com o Brasil.
De acordo com o documento, 1.744 brasileiros são proprietários de 249.000 hectares, enquanto 1.523 paraguaios possuem 200.000 hectares nesta área.

Fonte: Ansalatina

19 Comments

shared on wplocker.com