Defesa & Geopolítica

O KAMAZ "Typhoon" e outras novidades

Posted by

O KAMAZ “Typhoon”

 

Matéria exclusiva Plano Brasil

 

E.M.Pinto

 

Informações e imagens Rustam- Moscow Rússia para o Plano Brasil

Clique nas imagens para ver em maior resolução


Nós já haviamos lançado em antemão novidades dos veículos blindados russos Typoon (clique aqui para ler), porém, o  Plano Brasil através do nosso colaborador na Rússia Rustam, teve acesso a importantes informações acerca do novo veículo blindado Russo KAMAZ Typhoon- (Tufão) e de outras novidades em desenvolvimento pelo Ministério da Defesa Russo,  as informações e  as imagens foram obtidas na exposição restrita aos militares de alta patente do exército Russo, efetuada em Bronnitsy, Rússia em 10 Junho de 2011.

Até pouco tempo, o veículo Typhoon era desconhecido do púbico e poucas imagens estavam disponíveis na internet, o Plano Brasil teve acesso em primeira mão, aos  detalhes técnicos do programa e as informações dos  testes de provas que contam atualmente com dois protótipos distintos.

O veículo possui 3,12m de altura, 8,99m de comprimento e 2,55m de largura, a suspensão é ajustável, portanto a altura do solo varia entre 18,5 e 57,5 cm, o veículo pesa 21 toneladas e cerca de 24 ton quando carregado, possui dois eixos dianteiros e um traseiro e é 6×6.

 

O Typhoon é um veículo totalmente original e novo, foi construído sobre um novo chassis KAMAZ, possui igualmente um novo motor de 450 cv e transmissão automática (que permite melhor capacidade de gerenciamento do carro em condições difíceis), bloqueio do diferencial automático, sistema anti-bloqueio.

O veículo foi projetado para ser a plataforma padrão de uma nova série de veículos que deve substituir no futuro, quase toda a gama de veículos militares nas funções de transporte de tropas, oficina, comando, guerra eletrônica, artilharia 152-155mm, hospital, lançador de UAV entre outras.
O Typhoon foi concebido para ultrapassar obstáculos frontais com 45 e traseiro de 40 graus de inclinação. O ângulo de giro da roda é de 39 graus, e é capaz de fazer uma curva num raio de menos de 10 metros.
Equipado com Pneus boestoykie – 16.00R20, com sistemas de absorção e desvio de choque, o sistema permite ao veículo desviar as ondas de choque provenientes de armas IEDS. Os pneus possuem sistemas de injeção automática de gases e podem mudar a pressão interna variando entre 1 a 4,5 bar, ajustando-se melhor ao tipo de pavimento.
O veículo foi criado para suprir a necessidade de um caminhão tático especial requerido pelo Ministério da Defesa. Possui uma armadura cerâmica especial que garante proteção contra fogo de ogivas B-32, 14,5 × 114 mm perfurantes com uma distância de 200 metros e velocidade de 891-931 m / s. A mesma proteção é também alcançada nas seções de vidro do veículo.

 

A fim de atender às necessidades do Ministério da Defesa e, em conformidade com os requisitos técnicos do programa “Typhoon”, o veículo oferece proteção aos disparos sucessivos no mesmo ponto de uma rajada do canhão 280-300 mm pesada Vladimirov ( KPVT) com munição perfurante-B-32 a 14,5 × 114 mm.

 

A armadura tem sido desenvolvida pela empresa “Magistral Ltd” que desenvolveu novos materiais de lata resistência e tecnologias inovadoras de endurecimento de vidro.
Como resultado, foram desenvolvidos e testados com sucesso no JSC «Scientific Research Institute of Steel” o vidro blindado grosso 128,5-129,0 milímetros de tamanho 500 × 500 mm, que com sucesso resiste aos danos balísticos sobrevivendo aos disparos da  KPVT munição à velocidades de  911 ± 10 m / s.

Este vidro à prova de balas supera as exigências das normas Russas GOST R 51 136 e R GOST 50 963 (a classe mais alta proteção 6A – rifle SVD com munição armor-piercing B-32, 7,62 × 54 mm), cujo nível de proteção exigido é superior aos análogos ocidentais. Naõ bastasse isso o sistema foi também desenvolvido para atender aos níveis de exigências «IV» NATO padrão STANAG 4569 – Proteção para disparar munição perfurante-B-32, 14,5 × 114 mm com uma distância de 200 metros, velocidade da bala 891-931 m / s.

Além disso o veículo atende aos requisitos ocidentais  STANAG 4569 Nível 4B o que significa que resiste aos efeitos destrutivos de uma carga IED equivalente à 8 kg de TNT em qualquer umas das suas 6 roda, ou mesmo  e em qualquer parte do chassis do veículo. Uma informação obtida pelo Plano Brasil é referente aos testes de resistência às minas, que consistiam tanto em simulações computacionais como suas provas reais efetuadas com a detonação simultânea de diversas cargas espalhadas nas rodas e chassis do veículo.

 
Atendendo aos requisitos do Ministério da Defesa, a viatura blindada acomoda 10 tropas, confortavelmente acomodadas em assentos especialmente projetados para absorver o impacto das explosões de cargas vindos do solo (IED), para tanto, cada assento individualmente conta com um sistema de absorção da onda de choque provocada pela explosão. Ao mesmo tempo, seu sistema de fixação é atracado ao teto do veículo o que permite a menor transferência da onda de choque aos tripulantes.

A base dos assentos é blindada para impedir a perfuração por fragmentos de cargas detonadas.

Há cintos de segurança e apoios especiais da cabeça que servem para bloquear a cabeça do tripulante mantendo-o seguro após a explosão.

Ao embarcar no veículo o tripulante pode prender as suas armas e mochilas em fixadores posicionados atrás dos assentos na cabine, outras cargas como barracas e materiais de socorro e suprimentos também pode ser afixados em suportes especiais.

A viatura é equipada com seteiras laterais que permitem a tripulação responder ao fogo inimigo atirando em segurança do interior do veículo. O Veículo recebe também proteção NQB( nuclear, química e biológica)  o que permite a segurança dos tripulantes em caso de ataque com estes tipos de armas, para tanto, está equipado com filtros FVUA-100A que garante o ar puro no interior do veículo.

A viatura conta com sistema de ar condiconado efetivo a temperaturas de – 45 + 60 ºC garantindo aos tripulantes a atmosfera confortável quando sujeito a condições climáticas extremas.

A viatura foi projetada pra receber uma unidade de controle remoto que conta sistemas de câmeras termais e de vídeo para o controle de canhões e metralhadoras.

O embarque no veículo é efetuado pela porta/rampa traseira, porém os tripulantes podem acessar ao teto do veículo através de pequenas escotilhas equipadas com 5 sistemas de bloqueio, usadas em patrulhas ou mesmo para evasão em caso de destruição ou capotamento da viatura.

 
A viatura é equipada com cinco câmeras que auxiliam na dirigibilidade bem como na consciência situacional dos tripulantes, duas delas são instaladas na seção frontal, duas outras nas laterais uma em cada, e uma na seção traseira, proporcionando aos tripulantes visão em 360º. Mesmo quando a proteção do para brisa esteja baixada o motorista pode conduzir o veículo pelo terreno sem nenhuma restrição seja de dia ou de noite ou em condições de neblina e fumaça.

 

As imagens são apresentadas em duas telas MFD dispostas no teto da cabine que podem ser baixadas quando a proteção do para brisas estiver baixada ou o vidro danificado, o que permite a seleção de uma delas mesmo de todas o mesmo tempo. Estes MFD podem diferentes receber informações sobre as condições do veículo, óleo, combustível, danos, temperatura entre outras, tudo isto, disposto conforme a seleção do tripulante.

 

A pedido do Ministério da defesa há em desenvolvimento de um novo veículo feito a partir do chassis do Typhoon e que seria uma viatura blindada de transporte de tropas 4×4 ou 6×6 que compartilharia quase 95% dos sistemas seriam comuns ao Typhoon, segundo informado ao Plano Brasil, este novo veículo já estaria sendo avaliado pelo departamento responsável pelos ensaios do Ministério da Defesa.

 

Não foi permitido fotografar tal veículo nem muito menos dar informações sobre ele, porém algumas imagens forma cedidas e demonstram que em alguns aspectos, esta nova viatura blindada de transporte de tropas sobre rodas, é quase idêntica aos veículos modulares blindados Typhoon.

 

Segundo informado ao Plano Brasil, este veículo teria 2,86 m de altura 3,1m de comprimento, 8,85 m de comprimento e 2,55 m de largura, com os mesmos parâmetros de altura do solo.

 

O esta viatura ainda não indetificada por código ou nome compartilharia o mesmo sistema de eixos 6×6, dois eixos da frente e um a ré.

 

Sua blindagem seria mais poderosa, capaz de resistir a armas de 30 mm, bem como sistemas de proteção às IED não declarado. Podemos estimar que para tanto, serão necessárias algumas mudanças no desenho, tal como a adoção de uma cabine dupla, separada entre a tripulação e as tropas, o  indicaria a necessidade de exclusão da porta de embarque dianteira usada pelo motorista e operador de sistemas e armas.

 

Outra modificação neste veículo será a capacidade de transporte de tropas estendida aos 16 soldados.

 

Outras informações como pesos, motores não puderam ser cedidas, porém de ante mão soubemos do interesse não só do desenvolvimento do veículo 6×6 como também do 8×8 que deve fazer nascer uma nova família de viaturas blindadas sobre rodas que compartilha inúmeros itens em comum e que racionaliza a logística.

 

Para nossa surpresa, segundo pudemos apurar, os veículos já contam com protótipos em fase de  testes.

16 Comments

shared on wplocker.com