Defesa & Geopolítica

Inglaterra estuda bloquear redes sociais

Posted by

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse que a Inglaterra pode suspender o acesso às redes sociais, como Twitter e Facebook, além do serviço de mensagens do BlackBerry, o BBM, caso a onda de vandalismo que atinge o país não cesse.

Esse tipo de iniciativa, quando adotada por outros países, foi amplamente tachada de repressiva e condenada.

Segundo Cameron, os responsáveis por ataques promovidos usando por meio dessas tecnologias serão presos. “O fluxo livre de informação é algo bom. Mas nesse caso, está sendo de forma negativa”, classificou ele.

Cameron informou que o Governo está trabalhando com serviços de inteligência, com a Justiça e empresas envolvidas para avaliar a suspensão dos serviços e sua legalidade.

Segundo o jornal The Telegraph, uma reunião entre as partes deve ser agendada para discutir a possibilidade de monitoramento dos meios pela polícia ou sua suspensão.

De acordo com fontes, o Governo britânico cogita bloquear o acesso de algumas pessoas em vez de estender a proibição a todos os cidadãos.

O representante de Tottenhan – bairro onde os protestos começaram – no Parlamento, David Lammy, defende o bloqueio do BBM, aplicativo que permite o envio de múltiplas mensagens entre donos de BlackBerry. Para ele, a suspensão do serviço evitaria ataques futuros.

A Research in Motion informou na segunda feira que está cooperando com todas as autoridades de órgãos regulatórios, da Justiça e das telecomunicações, mas não quis informar se os protestos em Londres começaram no sábado, após a morte de Mark Duggan, 29, pela polícia, em condições ainda não esclarecidas. O homem foi morto na quinta-feira (04). Duggan seria pai de quatro filhos e popular no bairro de Tottenhan, onde vivia no norte de Londres.

Inicialmente os protestos foram organizados e divulgados por meio do Facebook e do Twitter. Mas a polícia inglesa logo passou a monitorar as redes sociais. Para evitar a antecipação das autoridades, os manifestantes passaram a usar o BBM.

Fonte: Info Abril

No Twitter, os ingleses usam a hashtag “#blockbbm” para discutir o assunto.

17 Comments

  1. .
    .
    Eles prenderam menores alguns até de 8 a 10 anos por serem considerados “Incitadores de Violência” por dizerem em redes sociais para se unirem e protestarem… e depois vem falar de Irã, Síria e tudo mais…
    .
    Tem muitos presos so porque deram apoio à manifestações com comentários na Internet… ja pensou que beleza ficará o mundo ocidental se a moda pega? Ja pensou ficar repressivo como o Irã que eles tanto falam??
    .
    O segredo da propaganda bem feita é acusar o outro da fazer aquilo que você está fazendo…
    .
    valeu!!

  2. Wi says:

    “Esse tipo de iniciativa, quando adotada por outros países, foi amplamente tachada de repressiva e condenada.”
    ——————————————–
    Realmente, está parecendo a China…
    .
    Embora isto não seja novidade, a pouco tempo atrás, Israel solicitou e conseguiu, que o Facebook bloqueasse as contas de palestinos que estavam organizando protestos através da rede.

  3. Wi says:

    O espaço virtual é hoje aquilo que foi a “praça” no passado, um lugar de reunião da coletividade.
    .
    E o direito a reunião e ao debate em espaço público é algo que vem destes os gregos, o próprio conceito de república, que o ocidente herdou dos gregos, está ligado a este direito.
    .
    É uma questão complicada, em que é difícil discernir entre o que é anarquia pura e simples ou o que é protesto justo, quando haver liberdade ou repressão…

  4. César Pereira says:

    ”O primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse que a Inglaterra pode suspender o acesso às redes sociais, como Twitter e Facebook…”
    A SIMPLES COGITAÇÃO DE TAL IDEIA, MOSTRA O CARÁTER VIL DESSES PALADINOS DA VERDADE E DA PAZ!!!

  5. Toninho says:

    As últimas notícias sobre o casamento da nobreza, sobre o pum da Condessa, ou o que o Príncipe William comeu no café da manhã já não entretem mais esses jovens, que absurdo!
    Bacana é observar a hipocrisia e auto-contradição desses políticos ingleses.

  6. StadeuR says:

    Tá feio, ele quer fazer voltar ao SÉCULO 19 até na terra dele.
    Crimes na internet já deve ter legislação própria acredito eu nesse país.
    Cumpre .
    Podar a comunicação e a liberdade de expressão é o fim da picada.

  7. Alexandre says:

    Faça o que eu digo , mas não faça o que eu faço. Definitivamente essas atitudes tem tornado dificil defender os paladinos da justiça e da democracia , depois falam do Irã, da Bolívia,etc…

  8. 1maluquinho says:

    Como dizia Belchior ” Não cantem vitoria muitocedo não e nem levem flores para a cova do inimigo,que as lagrimas dos jovens são fortes como um segredo e podem fazer renascer um mal antigo”….Façam isso.Prive-nos de suas liberdades tirando-lhes a opção de interagirem e conheceram de fato um problema que podera ate leva-los a queda da Monarquia…Esses Ingleses são desorientados para lidarem com manifestações e sempre acabam buscando uma saida na radicalização.Que belo exemplo de liberdade em Sir…O Batalhão de Choque da PMERJ ja teria dado um basta nisso desde o primeiro dia.É so pentada violenta rsrs rsrs

  9. Batista says:

    É engraçado né companheiros! Quando o Muammar al-Gaddafi, o Hosni Mubarak, o Mahmoud Ahmadinejad, o Bashar al-Assad e o Hu Jintao fazem isso são chamados de tiranos, ditadores (e são mesmo), cavalaeiros da censura a tudo e a todos. Mas agora que o negócio tá fedendo pro lado dos ingleses, são eles mesmos que querem fazer censura na Internet. Como dizia meu bizavô: “pimenta no c** dos outros é refresco”. A única diferença entre os protestos da Primavera Árabe e os protestos da Inglaterra é que os de lá morrem mais pessoas. Quanto ao resto, todos são excluídos, pobres, desempregados e sem perspectivas para o futuro.

  10. Democracia e isso, vamos censurar td os meios de comunicações, está parecendo a siria.Espero q ñ dê certo essa ideia de louco.Sds.

  11. Juca says:

    A Primavera árabe vai se tornar o Outono europeu. No c* dos outros é sempre refresco, né Cameron?

  12. Dandolo says:

    É uma atitude nazista.

  13. caiozin says:

    Eles não se interressam pelo que o prícipe wiliams comeu no café da manhã. PRENDAM TODOS!!!

  14. Theo Gatos says:

    Ué, isso não era coisa de ditaduras Árabes de direita? Cade o Obama pra falar que não se pode tirar a liberdade da internet? Bando de hipócritas estes ingleses!

  15. lucena says:

    A FOME E A VONTADE DE COMER
    .
    . Não é de hoje que os governos queiram controlar a internet,isso é um prato cheio para os “governos democráticos” do ocidente, cheios de “boas intenções”.
    .
    Criticavam os outros por isso e agora querem fazer o mesmo,quem manda ter um pseudo governo democrático,aliás estou para ver um governo 100% democrático.
    .
    Alguns incautos irão dizer que existe,e darão até exemplo de um_Rsss…
    .
    A população já está cheia de hipocrisia dessa governança arcaica que sempre levou a população na mentira por uma mídia vendida e prostituída.
    .
    Da até para achar que seja uma armação bem planejada por uma elite atrasada no tempo e espaço.

  16. 1maluquinho says:

    Não criaram a Internet para doutrinarem e controlarem o mundo?Agora provem do proprio veneno pois alem de interação ela vem se tornando um meio de divulgação de interesse global e atravez dela não se consegue mais lavarem as massas como rebanho para o matadouro como faziam antes rsrs…Tem religiosos que irão dizer que tanto a internet com as midias em geral deveriam ser canais oficiais de governo e teologicos.Imaginem se o poder estivesse nas mãos destas pessoas,ninguem teria mais opçs,estariamos subordinados somente a um meio e todos que destoassem disto seriam potenciais terroristas e anti-cristos rsrs rsrs Deviam colocar o nome da Internet de Zagalo VOCES VÃO TER QUE ME ENGOLIR rsrs

  17. Adriano says:

    E agora com o governo deles aplicando de violência no povo, será que a OTAN ONU Anistia Internacional Direitos Humanos… vão intervir tamben???!!!

shared on wplocker.com