Defesa & Geopolítica

Deficiências no motor e no radar tiraram o MiG-35 do MMRCA

Posted by

MiG-35 – Fulcrum-F na classificação OTAN

O desempenho pífio do motor e do radar foram decisivos para que o MiG-35 não fosse selecionado para short-list do MMRCA (concorrência da Força Aérea Indiana para a aquisição de novas aeronaves).

As revelações estão contidas em um feedback da Índia para empresa estatal russa responsáveis pelas exportações de armas do país, a Rosboronexport.

O radar do MiG-35, o Zhuk-MAE, um radar de varredura eletrônica ativa (AESA por sua sigla em inglês), fabricado pela empresa russa Phazotron, falhou em atender as exigência da Força Aérea Indiana de rastrear múltiplos objetivos. O motor Klimov RD-33KM, por sua vez, também ficou muito aquém dos critérios estabelecidos pela Força Aérea Indiana.

Em coletiva de imprensa em 03 de agosto, Vladimir Barkovsky, chefe do centro de engenharia da MiG, disse: “A Klimov e a d Chernyshev (fabricantes de motores russas) informou (à Índia) longamente sobre as suas capacidades e intenções de melhoramento de sua oferta, mas infelizmente seus argumentos não foram levados em conta.”

O curioso é que o mesmo motor RD-33KM atendeu os requisitos da Marinha Indiana e os poderosos MiG-29K/KUB estão sendo entregues para serem colocados no serviço ativo.

Barkovsky também defendeu o radar AESA Zhuk-MAE dizendo que em face da adaptação do protótipo do radar no caça MiG-35, o radar não atendeu as exigência da Força Aérea Indiana, especificamente em matéria de alcance.

Barkovsky disse: “Nós dissemos à comissão do concurso que essa unidade em particular (o radar) era experimental e que no futuro iremos fazer um radar com uma antena maior (capaz de ser usar a longa distância).”

Barkovsky também lembrou que o Eurofighter Typhoon ainda esta para ser equipado com um radar AESA.

“Enquanto os russos demonstram seu radar trabalhando e montado em um verdadeiro caça, a Eurofighter demonstra seu radar em um helicóptero”, disse Barkovsky.

Segundo Barkovsky, o resultado positivo na concorrência indiana fez com os russos realizassem um esforço muito grande no desenvolvimento do radar o que surpreendeu a todos, inclusive os próprios russos.

A MiG vai continuar o projeto do MiG-35, lembrou ele, e irá olhar para novos clientes.

Fonte: O Informante


19 Comments

shared on wplocker.com