Defesa & Geopolítica

Antes de demitir Jobim, Dilma dá ao ministro chance de renúncia

Posted by

Segundo fontes palacianas, presidenta pediu a Jobim que antecipe a volta de Tabatinga, na Amazônia.

A presidenta Dilma Rousseff já decidiu que o ministro da Defesa, Nelson Jobim, está fora do governo, mas resolveu dar ao auxiliar a chance de renunciar ao cargo. De acordo com uma fonte do governo, Dilma quer que o ministro apresente seu pedido de demissão ainda hoje, caso contrário será demitido na volta de sua viagem a Tabatinga, na Amazônia.

Como antecipou no início da tarde a coluna Poder Online, Dilma decidiu demitir Jobim depois de ter acesso ao texto da entrevista concedida por ele à revista Piauí, na qual diz que o governo é “atrapalhado” e faz críticas às colegas de Esplanada Ideli Salvatti e Gleisi Hoffmann.

A presidenta Dilma Rousseff, com o ministro Nelson Jobim

Em trechos da entrevista, antecipados nesta quinta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo, o ministro da Defesa descreveu Ideli como “fraquinha” e disse que Gleisi “não conhece Brasília”. Também criticou o governo pela maneira como, dois meses atrás, tratou da Lei de Acesso à Informação, promovendo vários recuos ao se posicionar sobre o sigilo dos documentos ultrassecretos. Dilma reuniu-se hoje de manhã com Ideli e Gleisi para tratar do assunto.

Jobim está no Amazonas para a criação de um plano de segurança de fronteiras em conjunto com a Colômbia e deve retornar a Brasília no final da tarde, informou a assessoria do Ministério da Defesa. Dilma, segundo interlocutores, teria pedido ao ministro que antecipasse a volta à capital federal.

A avaliação feita por Dilma foi a de que a entrevista de Jobim o deixou numa “posição política insustentável”. Dilma ficou irritada com o fato de Jobim ter se encontrado ontem com ela e, na audiência, não ter falado sobre as críticas às ministras. Antes da reunião no Planalto, a presidenta havia recebido no Palácio da Alvorada o assessor de Jobim, o ex-deputado e ex-presidente do PT José Genoino.

Ontem, Dilma já havia tomado conhecimento das declarações, que chegaram a ser discutidas internamente no PT. Ainda assim, Jobim empenhou-se em negar na tarde de hoje que tenha atacado colegas de Esplanada, em nota oficial divulgada em meio à repercussão da entrevista.

Ontem, no início da noite, Jobim ligou para Ideli Salvatti, falou da reportagem e disse que as palavras dele estavam “fora de contexto”. Ideli foi até a presidenta e fez o relato sobre o que ouvira de Jobim. Hoje de manhã, quando já estava na Amazônia, a caminho da Tabatinga, Jobim tentou falar também com Gleisi Hoffmann. A ministra-chefe da Casa Civil não quis atender o ministro e mandou dizer, depois, por meio de seus assessores, que as opiniões do colega da Defesa era “irrelevantes”.

Embora o cenário ainda seja incerto sobre quem pode substituir Jobim, setores do Planalto citam o nome do deputado Aldo Rebelo (PC do B-SP). Alguns assessores citam também a possibilidade de o vice-presidente, Michel Temer, assumir temporariamente, se for necessário. O atual ministro da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo, também aparece na lista. De acordo com um alto petista, o quadro no momento penderia para o deputado do PC do B.

*Com reportagem de Ricardo Galhardo, enviado ao Rio, e informações da Agência Estado e da Reuters

Fonte: Último Segundo

28 Comments

  1. Nick says:

    Aldo Rebelo , talvez seja a melhor alternativa. Pelo menos é mais discreto que o MD fanfarrão.

    []’s

  2. SILVA says:

    a cara da DILMA olhando pra ele rsrsrs gostei da foto dis tudo rsrsrsrs

  3. matheus says:

    Espero que não seja tão discreto a ponto de não fazer nada, como todos os outros ministros que antecederam Jobim.

  4. Iago says:

    Bom mesmo seria o General Heleno!

  5. Jonnas says:

    Considero que Jobim foi o único MD pós revolução de 64. Agora só deve vir catrevagem, se for acordão de partidos. O problema é que pensam de 4 em 4 anos, 8 em 8, etc. O gen. Heleno ao meu ver seria o único e ideal nome agora. Mas também só seria tal se fosse entrar reverenciado pela cúpula do governo. Acho que este foi o limiar de algo grande. Pois de duas uma. Ou os militares se juntam à oposição na proxima eleição à presidente com tudo, já com países batendo na nossa porta com “porrete”, ou este foi o enterro mesmo dos anseios perante os brasileiros cientes das incomensuráveis riquezas perdidas, roubadas, e vendidas a 1 dolar por puro descaso e corrupção.

  6. matheus says:

    Gostaria muito que fosse General Heleno, mas para começar ele é favorável ao golpe de 64 (a presidenta não iria aceitar essa opinião de forma alguma), tem perfil tão caustico quanto de Jobim e o ministério da defesa desde as mudanças que estão sendo feitas prevê um civil em seu comando.

  7. matheus says:

    Quanto aos militares se juntar a oposição, não faz o menor sentido, já que essa é pior que a situação.

  8. joao says:

    Como ultimo tapa na cara do povo brasileiro e dos militares, colocarão Tiririca no ministério da defesa. Já o colocaram numa comissão sobre educação a poucos dias atrás não é mesmo…

    Fontes seguras garantem inclusive que Tiririca já negocia com fornecedores a compra de linguas-de-sogra para armar nossos militares.

  9. Jonnas says:

    matheus. Jamais sendo indelicado, mas sim objetivo.. se informe sobre aquela época. quais fontes unicas que existem? historiadores, jornais.. DA ÉPOCA( No arrego TODOS pendem ajuda às forças armadas). Não dê ouvidos a poucos professores universitários que em suas poltronas e com ar-condicionado no rosto defendem o comunismo repressor, ou mesmo às mídias que apadrinhadas por políticos “HERÓIS” de 64 se apoiam.

  10. aurelio says:

    Jobim criou um clima improprio e desprezivel, seu afastamento torna-se fundamental para o bem da Nação

  11. Manoel says:

    Acabaram de fechar o caixão do fx2,agora vão colocar outro ministro e ai ja viu, vamos ter que rever o processo e não vão tomar decisão nem uma neste governo ainda mais com a declaração do general Heleno na band que a modernização do F-5 ficou alem das expectativas da fab, então amigos vamos de F-5M.

  12. Cils Zayit says:

    Celso Amorim assumiu o posto. Agora o jogo mudou com o FX-2. Talvez venha um SU 35 ou T50 por aí! Estamos aguardando.

  13. matheus says:

    Jonnas, não sou eu que seria contra o General Heleno, mas a presidenta nunca o aceitaria. O novo ministro da defesa é Celso Amorim. Estamos ferrados!

  14. StadeuR says:

    Sabe o que ela disse à ele ?
    ” Pede pra sair .”

  15. Darth Sidious says:

    Agoro o bixo vai pegar, o novo ministro vai ser o Celson
    Amorim o mesmo que foi a favor do Irã usar Energia Nuclear, agora sim vamos ter nosso SLBM, so espero que não mexam no program que o jubim lançou para nossas forças armadas. Parabens Jubim vc sai agora mais sai vitórioso é vc séra lembrado por nosso militares.

  16. Jonnas says:

    matheus, pelo menos não é um maluco que começou como vereador ou deputado. É um diplomata, já é menos mal ao meu ver. Já seria uma vertente super interessante a ser analisada. Celso amorim já foi Chanceler. Pior que os interesses a serem eleitos como prioritarios na diplomacia sempre são nebulosos… ficam sempre nos papos a 4 paredes em reuniões particulares.

  17. general-lee says:

    O Malukinho ainda naum comentou a demissao de Jobim,deve estar comemorando, e nâo teve tempo para postar kkkkkk sö pode ser isso. hehehhee sds

  18. joao says:

    Ao menos Celso Amorim é patriota, apesar de ser mais um esquerdista no poder…

  19. Blue Eyes, Na Resistência says:

    Também tô no aguardo general-lee…rsrsrsrrs…

  20. matheus says:

    Luiz, todas as reformas e mesmo a criação do ministério da defesa tem como objetivo submeter o poder militar ao civil, Jobim foi o único que conseguiu fazer isso, manteve os ânimos dos militares calmos quanto à comissão da verdade e estava cuidando tanto desse tema quanto dos documentos secretos e agora será que Celso Amorim vai continuar a fazer isso?
    Celso Amorim que conduziu o ministério de relações exteriores de forma tão ideológica e extremista, não poderá utilizar de suas ideologias no MD. Jobim tinha uma espécie de cumplicidade e corporativismo com os militares, sem deixar de demonstrar que mandava.
    Será que Celso Amorim saberá manter o mesmo clima?

  21. matheus says:

    Acho que não devemos comemorar a saída de Jobim. Celso Amorim é um extremista e isso pode complicar a permanência dele no MD.
    Acho que vão se arrepender os que falaram mal de Jobim. Olha que eu nem era tão partidário dele.

  22. Dandolo says:

    joao disse:
    04/08/2011 às 20:43
    Ao menos Celso Amorim é patriota, apesar de ser mais um esquerdista no poder…
    ———————————-
    Gostei desse ponto de vista. Ele têm poderes limitados, pois é a Dilma quem manda.

  23. Dandolo says:

    Matheus, Amorim é um nacionalista,e isso é ótimo. Vamos colocar a roupa camuflada nele.kkkkk

  24. topboy says:

    Celso Amorim tinha carta branca do Lula como Chanceler. Se a Dilma quisesse continuar com o perfil afrontador dele, não teria trocado pelo Patriota, que tem um perfil bem ‘acalentador’ para os EUA.

    C.A. é sobretudo um diplomata e, querendo, vai manter aberto o diálogo com os militares.

    Só não sei o que ele acha dessa dependência tecnologia da França que o Brasil está desenvolvendo… é submarino, helicóptero e só faltam os caças… mas se continuar o FX-2, diria que as chances da Boeing são remotas, a não ser que seja verdade aquela história da preferência da presidenta, até pq no fim é ela que manda.

  25. katholikoromano says:

    Lamento a demissão de Jobim, mas gosto do Amorim, como já mencionado em linhas acima é um nacionalista.

  26. Se bemvindo Amorim, é se possível , logo, os rafales p comprimr acordo c os francos,,,melhor seriam os Su 35s…p ontem.

  27. Lucas says:

    Aff’s, Jobim estava muito bem, mas para quem disse que ele nao fazia nada, quem demitiu era que nao deixava o mesmo abrir a boca

  28. Rafael-JF says:

    Sempre gostei do Jobim, mas já foi tarde.

shared on wplocker.com