Defesa & Geopolítica

Desafio do Brasil é administrar o sucesso, diz 'FT'

Posted by

O Brasil se encontra nos últimos meses na “invejável posição de observador das loucuras do mundo desenvolvido”, mas ainda enfrenta o desafio de “como administrar seu próprio sucesso”, segundo afirma artigo publicado nesta quarta-feira pelo jornal econômico britânico Financial Times.

“Um esforçado mercado emergente há uma década, o Brasil é hoje uma imagem de estabilidade macroeconômica e política comparada com seu antes subjugador parceiro do Norte e as antigas potências coloniais da Europa”, observa o jornal.

O texto observa que o pais é hoje credor dos Estados Unidos, tem mais de US$ 327 bilhões em reservas em moedas estrangeiras, uma economia em crescimento e o desemprego em seu nível mais baixo.

“Ainda assim, com o mundo desenvolvido mostrando tendências antes associadas com os mercados emergentes, o desafio para o Brasil é como administrar seu sucesso”, diz o artigo, assinado pelo correspondente do jornal em São Paulo.

Medidas

O texto comenta que o governo brasileiro já tomou várias medidas para tentar conter o fluxo excessivo de divisas, que fortalece o real e reduz a competitividade da indústria brasileira, reduziu o Orçamento para conter o excesso de gastos públicos e também elevou por cinco vezes neste ano as taxas básicas de juros para evitar a inflação fora de controle.

Além disso, o governo também adotou medidas para conter o crédito e o crescente endividamento da classe média. O jornal observa ainda que a presidente Dilma Rousseff vem promovendo demissões no Ministério dos Transportes em resposta a denúncias de corrupção.

Apesar de isso tudo, o artigo afirma que ainda restam muitos desafios ao Brasil – “um mercado de trabalho reduzido, um sistema de educação fraco e a falta de trabalhadores capacitados estão elevando os salários enquanto a infraestrutura precária eleva os custos”, relata o jornal.

O artigo diz ainda que os níveis de endividamento das famílias parecem insustentáveis e que o Brasil precisa “tomar cuidado para não enterrar sua nova classe média sob tanta dívida que quando o próximo período de retração chegar, ela volte à pobreza”.

O jornal complementa a lista de problemas ao afirmar que “o custo dos negócios é proibitivo, em parte por causa dos altos impostos e custos trabalhistas” e observa que “embora os preços das commodities tenham aumentado, os volumes de exportação não aumentaram” e que o Brasil vem usando principalmente essa fonte de recursos do boom das commodities para aumentar a quantidade de importações.

“O Brasil pode se sentir orgulhoso de si mesmo com justiça. Mas precisará manter a vigilância para garantir que não semeie as sementes da próxima crise durante o presente período de prosperidade”, conclui o artigo.

Fonte: BBCBrasil

9 Comments

  1. leonardo_sp says:

    é ate agora estamos indo bem.

  2. lucena says:

    Dia ‘sim’ dia ‘não’, imprensa estrangeira critica ou elogia Brasil
    .
    .
    “(…)O “Financial Times” dia sim diz que a economia brasileira é um “sucesso”, dia não afirma que há uma “bolha em formação” no País. A impressão que passa é de um jornal contraditório consigo mesmo ou, no mínimo, instável. Mas é uma impressão falsa.
    .
    O “Libération”, em setembro do ano passado, colocou uma foto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na capa de uma revista especial intitulada “Os rostos do novo Brasil”. Na mesma reportagem, dizia que Lula “deixou a desejar” em questões como saúde e educação públicas.
    (…)”
    .
    .
    Eu já tinha percebido isso também-Rsss…
    .
    .
    http://blogs.estadao.com.br/radar-economico/2011/08/03/dia-sim-dia-nao-imprensa-estrangeira-critica-ou-elogia-brasil/

  3. lucena says:

    Reservas do Brasil superam as dos EUA e Canadá juntas
    .
    .
    “(…)As reservas brasileira, por exemplo, superam as dos Estados Unidos (US$ 142,9 bilhões) e Canadá (US$ 64 bilhões) juntas. (…)”
    ******
    .
    .
    Quem te viu e quem te vê, Brasil.
    .
    http://blogs.estadao.com.br/radar-economico/2011/08/03/reservas-do-brasil-superam-as-dos-eua-e-canada-juntas/

  4. Regivaldo says:

    A questão é que temos de estabelecer uma politica de longo prazo, ou seja, o avião decolou, agora tem que se manter voando! Isso é que é dificl, com dólar sobrevalorizado, juros elevados, altos impostos e nenhuma redução de gastos por parte do governo. Redução real da sua máquina organica, não manipulação contábil tal qual esse do superavit primário. Ou seja, precisamos de politica de EStado que possibilite toda a sociedade planejar a caminhada para o futuro, que não temos! Logom, tudo ainda é uma incógnita apesar das coisas aparentemente estarem bem ou o Brasil hoje estar pousando de bem sucedido.Precisamos de um líder para nos levar ao futuro!

  5. pe de cao says:

    O Brasil esta bem administrado nem com olho de seca pimenteira e nem com os pessimistas de plantao vai parar o Brasil e por falar nisso cade os pessimistas nem abriram nesse post

  6. Sim estamos indo mt bem, sai pra lá olho gordo .

  7. Alexandre says:

    Sempre que o Brasil começa a deslanchar aparece um ou outro para dizer que tem que manerar, tomar cuidado com isso e aquilo para depois não quebrar. Esquecem que o Brasil tem uma dívida publica menor que 50% do PIB enquanto os EUA tem uma DP de 100% do PIB e o Japão de 200%, os bancos brasileiros operam com 40% do seu patrimônio, eles lá fora operam com mais de 100%, nosso mercado consumidor apesar de ter crescido com o aumento da nova classe média, ainda pode aumentar mais, para isso basta baixar os juros e investir em infraestrura. Portanto vivemos uma situação boa e que dificilmente vai mudar nos próximos 10 anos independente da quebradeira lá fora.

  8. Cils Zayit says:

    O Brasil só não cresce mais por falta de infraestrutura. Aqui no Paraná, no porto de Paranaguá, tem fila até de navios!

  9. .
    .
    Verdade, aqui não se gasta tudo o que os Bancos recebem, o BC tem um sistema de bloqueio compulsório dos ativos depositados nos bancos, e ainda temos um estado que em comparação aos demais pelo mundo afora deve pouco em relação ao PIB, veja os PIGs por exemplo, devem sempre acima de 100% do PIB, normal que não aguentem crise financeira!
    .
    Melhor gastar uns dolares da reserva com investimentos nas infra-estruturas civis, principalmente ferrovias e portos!
    .
    Valeu!!

shared on wplocker.com